Hailie Deegan, Nascar, Nascar West, 2018, vitória, Toyota, Meridian

Efeito Hailie Deegan

Onde os pilotos da Nascar costumam começar suas carreiras? Quem acompanha a categoria há um tempo sabe que, para um competidor chegar à Cup, primeiro ele acumulou vitórias e títulos na Xfinity e/ou Truck Series.

Mas e antes disso?

Não há um caminho único. Pilotos podem vir dos monopostos, de corridas em circuitos de terra, de provas de midgets, de sprint cars ou de ovais curtos com asfalto, com centenas deles existindo nos EUA e cada um tendo seu próprio campeonato.

Mas, nos últimos dez anos mais ou menos, dois certames ganharam bastante importância nessa tarefa de revelar novos talentos: a Nascar East e a Nascar West.

São categorias que, como o próprio nome indica, têm provas realizadas em diferentes regiões dos EUA com apenas uma ou outra etapa juntando o grid de ambas. No geral, suas corridas são apenas em ovais curtos (de menos de uma milha) com carros similares ao das principais divisões, mas menos potentes (650 HP contra até 750 HP na Cup). Evitar velocidades elevadas é uma consequência de permitir pilotos de apenas 15 anos de idade competindo nelas.

Apesar de não haver uma hierarquia entre as duas, a East se acostumou a ter o grid mais forte. Por ela, passaram Joey Logano, Kyle Larson, Chase Eliott, Ryan Blaney, Austin Dillon, Bubba Wallace, entre muitos outros pilotos da nova geração da Cup.

Só que neste começo de 2019 o jogo virou, e todas as atenções estão voltadas para a West, cujo número de carros por etapa superou o da East.

O principal motivo do interesse repentino pela Nascar West é Hailie Deegan, filha do ex-piloto de motocross Brian Deegan e considerada favorita ao título deste ano. Desde a aposentadoria de Danica Patrick, ela é apontada como a próxima mulher a ser competitiva na principal divisão da Nascar.

Hailie Deegan, favorita ao título de 2019

Até lá, a pilota tem muito chão pela frente. Mas há bons motivos para acreditar que ela pode alcançar seus objetivos. Um deles é que Deegan faz parte do programa de desenvolvimento da Toyota. Nos últimos anos, a montadora tem investido muito dinheiro para revelar novas competidoras. E tem dado certo. Deegan ganhou uma das corridas da Nascar West no ano passado e lidera a temporada 2019 com uma vitória e uma pole nas duas primeiras etapas.

O grid, aliás, conta com outra representante do programa da Toyota: Brittney Zamora, estreante neste ano.

E Deegan não é o único sobrenome famoso na Nascar West. Outro piloto que vem de família bem conhecida é Jagger Jones.

Como nos EUA Jones equivale a um Souza ou a um Santos, é bom explicar de qual família estamos falando exatamente. Este piloto de 16 anos de idade é neto de Parnelli Jones, um dos maiores nomes do automobilismo americano e que ficou famoso por ser adversário de A.J. Foyt na década de 1960. Sua vitória nas 500 Milhas de Indianápolis, em 1963, teve Jim Clark, no auge da carreira, em segundo e Foyt em terceiro. O pai de Jagger, P.J Jones, correu na Indy na década de 1990, mas sem muito destaque.

Só é curioso que Jagger tenha preferido tentar carreira na Nascar, não nos monopostos nos EUA. Melhor para a West, que ganhou outro motivo para os fãs a acompanharem de perto.

Você pode clicar aqui para ver os resultados completos da Nascar West em Irwindale, assim como os das principais categorias do esporte a motor no último fim de semana.

Hailie_Deegan_Win_05_0E6DB0AD1ABC97BD3E617C482CC3783D7303F2D5 (1)
Hailie Deegan foi a vitoriosa na primeira etapa da Nascar West 2019, em Las Vegas – foto: toyota/divulgação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s