Agenda da velocidade 2015 (17)

Publicado julho 2, 2015 por Felipe Giacomelli
Categorias: World of Motorsport

Tags: , , , , , , , , , , , ,
A F1 vai a Silverstone na tentativa de ter alguma emoção em 2015

A F1 vai a Silverstone na tentativa de ter alguma emoção em 2015

Você já sabe, mas não custa lembrar: conforme as sessões do fim de semana forem acontecendo, eu vou atualizar este post com os resultados. Daí é só você voltar ao World of Motorsport, clicar nos links na cor laranja ali embaixo e saber de tudo o que aconteceu. Além disso, vale aqui o horário de Brasília.

Agenda do fim de semana:

Sexta-feira, 3 de julho:
3h00 – F4 Alemã – Lausitzring – treino livre 1
6h00 – F1 – GP da Inglaterra – treino livre 1
6h25 – F4 Alemã – treino livre 2
8h00 – GP2 – Silverstone – treino livre
10h00 – F1 – treino livre 2
10h20 – F4 Alemã – grid de largada
12h00 – GP2 – grid de largada
13h50 – GP3 – Silverstone – treino livre

Sábado, 4 de julho:
3h00 – Blancpain Sprint Series – Moscou – classificação
3h30 – Euroformula Open – Red Bull Ring – classificação 1
4h45 – GP3 – classificação
5h35 – F4 Alemã – corrida 1 – streaming no site
5h45 – F-Renault Alps – Monza – classificação 1
6h00 – F1 – treino livre 3 – SporTV
7h00 – Porsche Supercup – Silverstone – classificação
7h00 – Blancpain Sprint – corrida de classificação – SporTV
9h00 – F1 – classificação – SporTV
10h00 – Blancpain Sprint Series – corrida – SporTV
10h10 – F4 Alemã – corrida 2 – streaming no site
10h10 – Euroformula Open – corrida 1 – streaming no site
10h40 – GP2 – corrida 1 – SporTV
12h05 – F-Renault Alps – corrida 1 – streaming no site
12h20 – GP3 – corrida 1 – SporTV
15h35 – Nascar Xfinity – Daytona – classificação
17h35 – Nascar – Daytona – classificação
19h00 – Nascar East – Columbus – classificação
20h48 – Nascar Xfinity – corrida – FS2
21h45 – Nascar East – corrida

Domingo, 5 de julho:
3h30 – Euroformula Open – classificação 2
4h00 – F-Renault Alps – classificação 2
4h25 – GP3 – corrida 2 – SporTV
5h35 – GP2 – corrida 2 – SporTV
5h40 – F4 Alemã – corrida 3 – streaming no site
6h45 – Porsche Supercup – corrida – SporTV
8h00 – Euroformula Open – corrida 2 – streaming no site
8h00 – F-Renault Alps – corrida 2 – streaming no site
9h00 – F1 – GP da Inglaterra – Globo
12h40 – F-Renault Alps – corrida 3 – streaming no site
21h04 – Nascar – corrida – FS2

Para acabar com as polêmicas na F3 Euro

Publicado junho 30, 2015 por Felipe Giacomelli
Categorias: Fórmula 3

Tags: , , , , , , , ,
O safety-car tem trabalhado na F3

O safety-car tem trabalhado na F3

A FIA está trabalhando para encontrar medidas para acabar com as polêmicas nas corridas da F3 Euro.

Nas etapas de Monza e Spa, algumas baterias foram encerradas mais cedo, com bandeira vermelha, devido aos diversos acidentes e ao que a direção de prova considerou baixo nível dos pilotos.

Uma das propostas da entidade é limitar o grid a 28 carros a partir do ano que vem. Em 2015, as etapas tiveram no mínimo 33 até agora.

Diminuir o número de participantes consequentemente baixa o número de toques e incidentes, afinal são menos carros competindo. Também é uma forma de cada jovem piloto ter mais atenção em seu aprendizado

A segunda proposta é proibir que garotos e garotas saiam do kart direto para a F3. Só que apenas três nomes deram esse pulo nas duas últimas temporadas: Max Verstappen, Callum Illot e Alessio Lorandi.

E o trio passou longe de se envolver nos acidentes das últimas etapas. Enquanto Verstappen venceu as três baterias de Spa em 2014, Illot e Lorandi pontuaram nos rounds belga e italiano neste ano.

Definir o que é sair direto do kart também não é fácil. Verstappen, por exemplo, havia disputado as 12 provas da Florida Winter Series em fevereiro do ano passado antes de estrear na F3. Illot participou das 16 baterias da Toyota Racing Series na Nova Zelândia neste ano.

É mais do que as 14 corridas da F-Renault Eurocup em 2014. E será que a FIA iria reclamar de algum piloto ir do certame da montadora francesa para a F3? É claro que não.

Callum Illot saiu do kart para a F3

Callum Illot saiu do kart para a F3

Apesar do baixo número de pilotos vindo diretamente do kart, para limitar o grid em 28 carros, alguém precisa ficar de fora, e os kartistas acabaram escolhidos. De quebra, a categoria ainda se protege da eventual inexperiência de alguns competidores.

No entanto, essas medidas não vão adiantar nada se não houver penalizações para quem de fato causa as batidas. Suspender Lance Stroll da terceira corrida em Spa foi um bom começo. Também serviu para mostrar que ser apoiado por uma equipe da F1, como o canadense é pela Ferrari, não traz privilégios.

Mas as bandeiras pretas também precisam ser acionadas. Trocar o drive-through pela punição por tempo ao final da corrida também tem ajudado a passar a sensação de impunidade. Afinal, um piloto pode muito bem fazer uso da posição de pista para abrir vantagem e minimizar a punição. Ele precisa sentir na pele que está tendo o próprio desempenho prejudicado.

Que há um problema na F3, isso não há dúvidas. O problema é não torná-lo maior do que realmente é.

Como Nelsinho Piquet foi campeão da F-E

Publicado junho 28, 2015 por Felipe Giacomelli
Categorias: Formula E

Tags: , , , , , , , ,
Nelsinho Piquet é o primeiro campeão da história da F-E

Nelsinho Piquet é o primeiro campeão da história da F-E

Nelsinho Piquet entrou para a história do automobilismo mundial neste domingo, dia 28, ao vencer a temporada inaugural da F-E.

O brasileiro terminou a corrida final, em Londres, em sétimo, superando Sébastien Buemi, o vice, por apenas um ponto.

O título da F-E simboliza a recuperação da carreira de Piquet na comunidade internacional do automobilismo, abalada desde a manipulação de resultado do GP de Cingapura de F1, em 2008.

Naquela prova, o brasileiro havia batido propositalmente para chamar o safety-car. Como o companheiro de equipe, Fernando Alonso, havia acabado de fazer o pit-stop, ele permaneceu na pista e venceu a corrida.

Só que a redenção de Nelsinho perante os fãs começou muito antes. Nas últimas seis corridas da temporada, o brasileiro esteve entre os preferidos do público, recebendo o FanBoost na votação popular.

E foi o bônus de potência que o permitiu economizar energia neste domingo, adiando a parada nos boxes em duas voltas.

Por ter feito a troca de carro depois, voltou podendo atacar sem se preocupar em economizar energia. Quando a equipe China fez a inversão de posições com o parceiro Oliver Turvey, Piquet fez uso da energia extra para superar Salvador Durán e chegar à posição que lhe daria o título.

Foi só o apoio dos fãs ao longo de toda a temporada – via FanBoost – que garantiu a taça de Piquet?

Não. Também teve a rodada de Buemi após a parada nos boxes, a defesa leal de Bruno Senna no duelo com o suíço pelo quarto lugar, Sam Bird tirando a volta mais rápida (e os três pontos extras) do piloto da Dams, as vitórias de Nelsinho em Long Beach e em Moscou e os outros três pódios no campeonato.

Mas que a redenção de Piquet diante de seus fãs começou antes deste domingo, isso começou.

Você pode clicar aqui para ver todos os resultados da F-E em Londres, assim como o que aconteceu nas principais categorias do automobilismo mundial.

A melhor corrida do ano na Indy

Publicado junho 27, 2015 por Felipe Giacomelli
Categorias: Indy

Tags: , , , , , , , , , , ,
Foi comum ver quatro carros lado a lado na Califórnia

Foi comum ver quatro carros lado a lado na Califórnia

A Indy teve uma das melhores corridas recentes de sua história neste sábado, dia 27, no Auto Club Speedway.

Com os carros lado a lado por praticamente todas as voltas, o resultado ficou indefinido até o final, quando o acidente entre Ryan Briscoe e Ryan Hunter-Reay garantiu a vitória de Graham Rahal.

A corrida, porém, recebeu críticas por parte dos pilotos após a bandeirada.

Como durante as voltas houve um só pelotão, o risco de batidas aumentou. Além de Briscoe, que decolou no fim da prova, Helio Castroneves, Josef Newgarden, Ed Carpenter, Will Power e Takuma Sato se envolveram em toques, causados principalmente pela proximidade entre os carros.

A Indy tem buscado eliminar os pelotões desde 2003, quando Kenny Brack teve o equipamento desintegrado ao acertar o alambrado da pista do Texas.

Na ocasião, o sueco decolou ao tocar na roda traseira de Scott Dixon, e sobrou praticamente apenas o monocoque. Depois de passar por diversas cirurgias, Brack abandonou a carreira.

Como resposta ao acidente do sueco, a categoria foi tirando o downforce dos carros, mas o recolocou gradativamente no fim da década passada. A morte de Dan Wheldon, em 2011, porém, fez a organização do certame abandonar esses planos.

E os acidentes aconteceram

E os acidentes aconteceram

Desde então, a Indy tem optado por correr apenas em ovais grandes, como Indianápolis ou Auto Club, onde há mais espaço, sem o risco de um ‘big one’ como o que matou Wheldon.

Só que os novos kits aerodinâmicos deixaram os carros mais presos ao chão e, consequentemente, mais próximos neste fim de semana. Com o acidente de Briscoe no fim em mente, ninguém quer ser o próximo Wheldon.

Mas um maior espaçamento entre os competidores também significa corridas mais chatas e previsíveis. Tirando Fontana e as 500 Milhas, a temporada da Indy não engrenou, e já teve o bizarro resultado de uma prova decidida por pilotos se tirando da disputa ao usar pneus de chuva no asfalto seco.

A solução para a categoria talvez seja não se preocupar tanto com downforce e incentivar o retorno dos pelotões. Em contrapartida, é mais do que óbvia a necessidade de reforçar a segurança dos monopostos e encontrar uma maneira para que eles não decolem. Nesse sentido, a proteção na roda traseira já é um ótimo começo.

Há alguns anos a Nascar tinha o mesmo problema com carros voadores, mas diminuiu o risco ao colocar flaps no teto das máquinas.

Também não dá para evitar todos os acidentes. Até porque a batida mais grave na categoria desde a morte de Wheldon não aconteceu em um oval. Foi no circuito de rua de Houston, acabando com a carreira de Dario Franchitti.

E, para você, a categoria precisa diminuir o downforce por segurança?

Você pode clicar aqui para ver os resultados da Indy no Auto Club Speedway, assim como os das principais categorias do automobilismo mundial neste fim de semana.

Piquet de volta ao topo

Publicado junho 26, 2015 por Felipe Giacomelli
Categorias: Fórmula 3

Tags: , , , , , ,
O acidente da largada deixou o trabalho de Pedro Piquet mais fácil

O acidente da largada deixou o trabalho de Pedro Piquet mais fácil – foto de duda bairros/vicar

Pedro Piquet vem conseguindo se recuperar na temporada 2015 da F3 Brasil.

Atual campeão do certame, o filho de Nelson Piquet teve problemas em duas das quatro primeiras corridas do ano, mas venceu neste sábado, dia 27, a primeira bateria da etapa de Santa Cruz do Sul.

De quebra, o piloto reassumiu a liderança do campeonato com 48 pontos, a mesma pontuação do companheiro de equipe Matheus Iorio, mas vence nos critérios de desempate por ter mais vitórias.

O trabalho de Piquet neste sábado ficou mais fácil logo na primeira volta, quando Iorio tocou no argentino Nicolas Dapero, e os dois abandonaram.

A partir daí, o brasiliense seguiu rumo à bandeira e fechou a prova com uma vantagem de 35s para o conterrâneo Pedro Cardoso, o segundo colocado.

Já pensando na transição para o automobilismo europeu em 2016, Piquet estreou no último fim de semana na Porsche Supercup, que fez a preliminar da F1 no Red Bull Ring.

O brasileiro conquistou uma boa 14ª colocação no grid de largada, mas teve dificuldades na corrida com o equipamento, tendo dechapado os quatro pneus, e completando em penúltimo entre os 28 participantes.

A Porsche Supercup é um caminho incomum para quem quer ganhar quilometragem nas pistas europeias. Mais normal é participar de campeonatos menores de monopostos. Mas levando em conta o investimento que a montadora alemã faz no automobilismo, principalmente em Le Mans, é sempre bom deixar essa porta aberta.

Você pode clicar aqui para ver os resultados da F3 Brasil em Santa Cruz do Sul assim como das principais categorias do automobilismo mundial neste fim de semana.

Agenda da velocidade 2015 (16)

Publicado junho 25, 2015 por Felipe Giacomelli
Categorias: World of Motorsport

Tags: , , , , , , , , , , , , , ,
O título da F-E ficará com um destes três pilotos

O título da F-E ficará com um destes três pilotos

Você já sabe, mas não custa lembrar: conforme as sessões do fim de semana forem acontecendo, eu vou atualizar este post com os resultados. Daí é só você voltar ao World of Motorsport, clicar nos links na cor laranja ali embaixo e saber de tudo o que aconteceu. Além disso, vale aqui o horário de Brasília.

Agenda do fim de semana:

Sexta-feira, 26 de junho:
4h40 – F3 Euro – Norisring – treino livre 1
5h30 – F3 Euro – treino livre 2
8h30 – F3 Brasil – Santa Cruz do Sul – treino livre 1
8h55 – F3 Euro – grid de largada 1
11h05 – DTM – Norisring – treino livre 1
11h15 – F3 Brasil – treino livre 2
12h00 – Pirelli World Challenge – Road America – grid de largada 1
12h10 – F3 Euro – grid de largada 2
12h10 – Stock Car – Santa Cruz do Sul – treino livre 1
12h30 – Indy – Auto Club – treino livre 1
12h35 – F3 Euro – classificação 3
14h20 – F4 Italiana – Imola – grid de largada 1 e 2
15h45 – F3 Brasil – grid de largada
16h45 – Indy – treino livre 2
20h45 – Indy – grid de largada

Sábado, 27 de junho:
3h40 – Porsche Cup Alemã – Norisring –grid de largada 1
4h15 – Fórmula E – Londres – treino livre 1
4h35 – DTM – treino livre 2
5h50 – F3 Euro – corrida 1
6h25 – F4 MSA – Croft – grid de largada
6h30 – Fórmula E – treino livre 2
7h45 – DTM – grid de largada 1
8h00 – Fórmula E – grid de largada 1
8h00 – Stock Car – treino livre 2
8h30 – Porsche Cup Alemã – corrida 1
9h25 – F4 Italiana – corrida 1
9h55 – Brasileiro de Turismo – Santa Cruz do Sul – grid de largada
10h00 – WTCC – Paul Ricard – grid de largada
10h10 – F4 MSA – corrida 1
11h08 – DTM – corrida 1
11h45 – BTCC – Croft – grid de largada
12h00 – Stock Car – grid de largada
12h04 – Fórmula E – corrida 1
12h30 – F3 Euro – corrida 2
13h25 – F4 MSA – corrida 2
13h40 – F3 Brasil – corrida 1
13h45 – Nascar West – Sonoma – grid de largada
14h30 – Mercedes Challenge – Santa Cruz do Sul – grid de largada
15h15 – Nascar – Sonoma – grid de largada
15h35 – Pirelli World Challenge – corrida 1
15h55 – Brasileiro de Turismo – corrida 1
16h40 – United Sportscar – 6h de Watkins Glen – quali/chuva
17h36 – Indy – corrida
18h00 – Nascar West – corrida

Domingo, 28 de junho:
3h25 – F4 Italiana – corrida 2
4h15 – Fórmula E – treino livre 3
5h00 – F3 Euro – corrida 3
6h00 – DTM – grid de largada 2
6h30 – Fórmula E – treino livre 4
6h45 – Porsche Cup Alemã – corrida 2
7h45 – WTCC – corrida 1
8h00 – Fórmula E –grid de largada 2
8h02 – BTCC – corrida 1
8h10 – F3 Brasil – corrida 2
9h00 – WTCC – corrida 2
9h35 – Brasileiro de Turismo – corrida 2
9h38 – DTM – corrida 2
10h39 – BTCC – corrida 2
11h05 – Mercedes Challenge – corrida
11h10 – United Sportscar – 6h de Watkins Glen – corrida
11h49 – F4 MSA – corrida 3
12h04 – Fórmula E – corrida 2 – season finale
12h40 – F4 Italiana – corrida 3
13h06 – BTCC – corrida 3
13h10 – Stock Car – corrida 1
14h25 – Stock Car – corrida 2
16h19 – Nascar – corrida
17h25 – Pirelli World Challenge – corrida 2

Quem pode parar Stoffel Vandoorne?

Publicado junho 22, 2015 por Felipe Giacomelli
Categorias: GP2

Tags: , , , , , ,
Stoffel Vandoorne voltou a vencer na GP2 na Áustria

Stoffel Vandoorne voltou a vencer na GP2 na Áustria

Já é difícil encontrar palavras para descrever o começo de temporada de Stoffel Vandoorne na GP2.

O belga de 23 anos de idade venceu pela quarta vez no ano, no último fim de semana, no Red Bull Ring, em quatro rodadas disputadas. Ele ainda tem três segundos lugares e um oitavo – em Mônaco – nas corridas com o grid invertido, quando foi obrigado a partir em oitavo.

Com esses resultados, o piloto já soma 155 pontos, quase o dobro dos 79 de Alexander Rossi, o segundo colocado na tabela.

Os 155 pontos de Vandoorne lhe dariam o quinto lugar na temporada passada. Ou seja, em apenas quatro etapas, o piloto da ART já pontuou mais que Johnny Cecotto, Stefano Coletti, Arthur Pic, Raffaele Marciello ao longo das 22 provas de 2014.

A próxima vítima do belga é o bom Mitch Evans, que alcançou 174 no ano passado.

Vandoorne ainda quebrou o recorde de poles na GP2 na Áustria. Ele foi o mais rápido no treino classificatório do sábado em sete das 15 etapas que disputou na categoria. A marca antiga pertencia a Nelsinho Piquet, com seis pole em 22 rodadas. Giorgio Pantano também obteve seis poles, mas em 39 rounds.

Com Vandoorne tendo um desempenho tão dominante, agora resta saber quando – e não mais se – o belga será campeão da categoria de acesso. E também se ele será o primeiro piloto da história da GP2 a vencer todas as corridas longas de uma mesma temporada.

O domínio do belga volta a ser testado nos dias 4 e 5 de julho, em Silverstone.

Você pode clicar aqui para ver os resultados completos de Vandoorne no Red Bull Ring, assim como os das principais categorias do automobilismo mundial neste fim de semana.

Tagliani imbatível

Publicado junho 21, 2015 por Felipe Giacomelli
Categorias: Nascar

Tags: , , , , ,
Alex Tagliani colocou uma volta em todo mundo na Nascar Canadense

Alex Tagliani colocou uma volta em todo mundo na Nascar Canadense

Ex-piloto da Indy, Alex Tagliani está cada vez mais adaptado aos carros de turismo.

Depois de fazer carreira nos monopostos até 2013, o piloto venceu neste sábado, dia 20, a terceira etapa da temporada 2015 da Nascar Canadense, no oval de Sunset, sendo o único carro a terminar na volta do líder.

Tagliani largou na quarta colocação, mas não demorou a assumir a liderança da prova. Ainda assim, ele continuou avançando no pelotão, ultrapassando todos os adversários uma segunda vez.

O grid da Nascar Canadense conta com nomes como Andrew Ranger, que teve uma breve passagem pela Champ Car, e D.J. Kennington, veterano da Xfinity Series.

O último a receber volta foi o novato Cayden Lapcevich, de apenas 15 anos de idade, apontado como nova promessa do automobilismo do Canadá.

Faltando 13 voltas para o fim, a bandeira amarela foi acionada, permitindo que o líder do campeonato, Jason Hathaway, fosse o Lucky Dog e descontasse a volta perdida.

No entanto, pelas regras da Nascar Canadense, caso opte por fazer a parada nos boxes com o safety-car na pista, ele perde o direito de recuperar a volta. Como Hathaway achou que não teria condições de brigar por posições com Tagliani, escolheu ir ao pit-road e manter a segunda colocação.

Assim, o ex-piloto da Indy recebeu a bandeira quadriculada na frente após 300 giros, sendo o único na história da categoria a colocar volta em todo o resto do pelotão.

Tagliani disputou a Indy 500 neste ano pela Foyt e deve participar das etapas de Mid-Ohio e Road America, da Xfinity, pela Penske.

Você pode clicar aqui para ver o resultado completo da prova vencida por Tagliani.

A evolução de Austin Dillon

Publicado junho 19, 2015 por Felipe Giacomelli
Categorias: Nascar

Tags: , , , , ,
Austin Dillon marcou a pole para a etapa de Chicagoland da Xfinity

Austin Dillon marcou a pole para a etapa de Chicagoland da Xfinity

Austin Dillon tem sido o piloto a ser batido nos treinos classificatórios da NASCAR Xfinity. Neste sábado, dia 20, não foi diferente, e o neto de Richard Childress conquistou, em Chicagoland, a quinta pole-position de 2015.

Já são duas vitórias nesta temporada, mesmo não participando de todas as provas. Em 2013, ele havia sido campeão da categoria, mas sem receber a bandeira quadriculada na frente.

A boa fase na divisão de acesso contrasta com o momento do piloto na divisão principal. No segundo ano completo na Sprint Cup, Dillon ocupa a 23ª posição na tabela, sem vitórias e com um único top-10 obtido.

A situação é parecida com a de Joey Logano há alguns anos. O atual piloto da Penske teve a estréia na divisão principal antecipada pelo time de Joe Gibbs e sofreu para se adaptar.

Enquanto brigava pela vitória constantemente na divisão de acesso, ele era incapaz de repetir os resultados aos domingos, na Sprint Cup.

Logano só passou a corresponder às expectativas quando deixou a Gibbs e foi para a Penske. Em três temporadas correndo para o “Capitão”, são sete vitórias (contando com a Daytona 500 deste ano), além de ter chegado à decisão do ano passado em Homestead-Miami.

Dillon parece estar mais distante dessa mudança de desempenho na Sprint Cup.

Ainda que esteja andando bem na Xfinity, os principais resultados vêm quando os pilotos da Sprint Cup estão ausentes. O contrário de Logano, que era competitivo mesmo dividindo a pista toda semana com Kyle Busch, Brad Keselowski e Carl Edwards, entre outros, na divisão de acesso.

Você pode clicar aqui para ver os resultados completos da Nascar e das principais categorias do automobilismo mundial neste fim de semana.

Agenda da velocidade 2015 (15)

Publicado junho 18, 2015 por Felipe Giacomelli
Categorias: World of Motorsport

Tags: , , , , , , , , , , , ,
Dá para entender por que Nico Hulkenberg é o piloto mais feliz deste fim de semana

Dá para entender por que Nico Hulkenberg é o piloto mais feliz deste fim de semana

Você já sabe, mas não custa lembrar: conforme as sessões do fim de semana forem acontecendo, eu vou atualizar este post com os resultados. Daí é só você voltar ao World of Motorsport, clicar nos links na cor laranja ali embaixo e saber de tudo o que aconteceu. Além disso, vale aqui o horário de Brasília.

Agenda do fim de semana:

Sexta-feira, 19 de junho:
5h00 – F1 – GP da Áustria – treino livre 1
5h20 – F3 Euro – Spa-Francorchamps – treino livre 1
7h00 – GP2 – Red Bull Ring – treino livre
8h00 – F4 Alemã – Spa-Francorchamps – treino livre
8h55 – F3 Euro – grid de largada 1
9h00 – F1 – treino livre 2
10h55 – GP2 – grid de largada
11h30 – F4 Alemã – grid de largada
12h15 – F3 Euro – grid de largada 2
12h16 – F3 Euro – grid de largada 3
12h50 – GP3 – Red Bull Ring – treino livre
18h45 – Nascar Truck Series – Iowa – grid de largada
21h47 – Nascar Truck Series – corrida
23h00 – V8 Supercars – Hidden Valley – grid de largada 1
23h35 – V8 Supercars – grid de largada 2

Sábado, 20 de junho:
1h55 – V8 Supercars – corrida 1
4h15 – V8 Supercars – corrida 2
4h45 – GP3 – grid de largada
5h00 – Super GT – Buriram – grid de largada
5h05 – Blancpain Endurance – Paul Ricard – grid de largada
5h40 – F3 Euro – corrida 1
6h00 – F1 – treino livre 3
7h25 – Porsche Supercup – Red Bull Ring – grid de largada
9h00 – F1 – grid de largada
9h10 – TCR – Sochi – grid de largada
9h50 – F4 Alemã – corrida 1
10h00 – WTCC – Slovakiaring – grid de largada
10h40 – GP2 – corrida 1
10h40 – F3 Euro – corrida 2
12h00 – Blancpain Endurance Series – corrida
12h20 – GP3 – corrida 1
17h30 – Nascar East – Langley – grid de largada
18h15 – Nascar Xfinity – Chicagoland – grid de largada
22h00 – Nascar East – corrida
22h35 – V8 Supercars – grid de largada 3
22h46 – Nascar Xfinity – corrida/adiada/chuva

Domingo, 21 de junho:
3h15 – V8 Supercars – corrida 3
4h25 – GP3 – corrida 2
5h00 – Super GT – corrida
5h35 – GP2 – corrida 2
5h40 – F3 Euro – corrida 3
6h35 – TCR – corrida 1
6h45 – Porsche Supercup – corrida
7h45 – WTCC – corrida 1
8h05 – TCR – corrida 2
8h30 – F4 Alemã – corrida 2
9h00 – F1 – GP da Áustria – corrida
9h00 – WTCC – corrida 2
12h05 – F4 Alemã – corrida 3
13h00 – Nascar Xfinity – corrida

 


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 132 outros seguidores