Ferrari F2012 F1 2012
A Ferrari de 2012 está bem longe de ser uma unanimidade. Mas será um carro vencedor?

Continuando as apresentações dos novos carros para a temporada 2012 da F1, nesta sexta-feira, dia 3, Ferrari e Force India foram lançaram os seus modelos. Enquanto o carro da equipe italiana tem um visual, digamos, curioso, o indiano até agradou os fãs, mesmo com o chamado nariz de ornitorrinco.

Antes de comentar sobre esses dois carros, um detalhe curioso. A primeira notícia do dia sobre a F1 foi a renovação de contrato de Narain Karthikeyan com a HRT. Essa foi uma tática brilhante do assessor da equipe espanhola. O cidadão deve ter pensado: “eu vou soltar a notícia, todo mundo vai ficar chocado, mas aí a Ferrari lança o carro dela e ninguém mais fala em Karthikeyan”. Parece que deu certo. A contratação de Narain repercutiria muito mais em um dia sem grandes notícias.

Indianos à parte, a Ferrari também causou nesta sexta. A nova F2012 cumpriu todas as expectativas de ser uma máquina revolucionária em relação às antecessoras.

Para facilitar falar sobre o novo carro da Ferrari de 2012, imagine um corte na metade dele, na região onde fica o piloto. Assim, em uma parte ficando o bico e o início do moncoque, enquanto na outra contendo o motor, sidepods, asa traseira e etc.

Na parte da frente, o carro da Ferrari é bizarro. A equipe optou por linhas retas em todos os lugares, o que deixou o degrau no bico ainda mais desagradável. A estratégia da Ferrari foi manter a parte da frente o mais alto possível, ficando no limite do regulamento, por isso o degrau é tão íngreme. Assim, foi criado um grande quadrado entre o bico a asa dianteira, para que o ar possa fluir melhor para o resto do equipamento. Para completar o sistema, as suspensões são em pullrod, que foram justificadas pela equipe com um ganho aerodinâmico.

Ferrari F2012 F1 2012 McLaren MP4/27
Na comparação com a McLaren, a suspensão dianteira e o degrau chamam a atenção

Se a metade da frente da Ferrari não agradou, a segunda parte é reconhecidamente sensacional. As principais artimanhas estão em dois lugares: no escapamento e na entrada de ar localizada na tampa do motor. Falando sobre essa entrada incomum, ao que tudo indica serve como refrigeração para a nova caixa de câmbio.

Os escapamentos, por sua vez, ainda devem sofrer alterações, já que o regulamento não permite que apontem para baixo. Apesar disso, eles surgem no final do sidepod e são apontados para o chamado ‘brake duct’, que é um duto localizado atrás da roda traseira, que recolhe o ar quente e leva para o difusor, aumentando a downforce.

Mesmo com o carro da Ferrari devidamente apresentado, ainda há algumas perguntas que não puderam ser respondidas. Por exemplo, como a equipe resolveu o problema de gerar temperatura nos pneus Pirelli? Ou então, com tantas inovações o carro pode ter problemas de confiabilidade? São respostas que veremos a partir dos testes da semana que vem.

Force India VJM05 F1 2012
O novo carro da Force India para a temporada 2012 da F1 é bastante conservador. Em time que está ganhando não se mexe

A outra equipe a ter apresentado o carro nesta sexta-feira foi a Force India. Ao contrário da Ferrari, os indianos foram mais conservadores na construção do VJM05.

Começando pelo bico de ornitorrinco, o degrau é bem mais suave que o da equipe de Maranello. Um detalhe interessante é ver a curvatura. O da Ferrari é completamente reto, enquanto o indiano é em uma espécie de “V”.

A aerodinâmica do VJM05 também é bastante limpa, como a da McLaren. O carro tem uma parte traseira bem pequena, conforme a chamada ‘garrafa de coca cola’. Além de melhorar o desempenho, o objetivo é fazer com que o ar flua melhor e alcance o difusor, já que há bastante espaço livre na parte traseira.

Os escapamentos da Force India são os mais escondidos até agora e estão direcionados para a asa traseira para – é, adivinhou – aumentar a downforce. Como o objetivo da equipe indiana é brigar pela quinta colocação no Mundial de Construtores, parece que a escolha foi uma abordagem conservadora para evitar começar o ano muito atrás de Sauber e Renault, como aconteceu em 2011.

Há um último elemento em relação à Force India que chama a atenção: a falta de patrocinadores que não sejam empresas de Vijay Mallya ou a investidora Sahara. É algo bastante curioso, na realidade, levando em conta que o time terá Paul Di Resta e Nico Hulkenberg como titulares, além de Jules Bianchi como reserva. Uma escalação bastante promissora. Assim, de onde vem o dinheiro? Da Mercedes e, em menor parte, da Ferrari.

Para ver a apresentação do carro da Caterham para a F1 2012 basta clicar aqui. E para ver a apresentação do MP4/27, o novo carro da McLaren para a F1 2012, basta clicar aqui. Agora, se você estiver procurando sobre o novo carro da Red Bull é só clicar aqui. A Lotus está aqui. Para encerrar as equipes grandes, clique aqui para ver a nova Mercedes.Por fim, Williams, Sauber e Toro Rosso estão aqui, enquanto as sempre atrasadas Marussia e HRT estão aqui.