Kimi Raikkonen F1 2012 Lotus E20
Mesmo colocando Kimi Raikkonen na primeira colocação, a Lotus parece ter sido conservadora demais em 2012

O primeiro dia de treinos coletivos da F1 em 2012, na terça-feira, dia 7, terminou com Kimi Raikkonen na primeira colocação. Menos de 24 horas depois, o muy amigo companheiro de equipe, Romain Grosjean, entregou que era uma ação de marketing da Lotus para começar o ano no topo.

Não foi uma tática suja, na realidade. Uma das estratégias mais velhas na história da F1 é aproveitar a pré-temporada para garantir um ou outro patrocínio a mais ao terminar sempre na frente, mesmo fabricando voltas rápidas com pneus macios e tanque do combustível vazio.

Mas no caso da equipe inglesa, dá para entender os motivos. Após o péssimo ano de 2011, o time precisava mostrar que ainda pode terminar na frente. Além disso, Kimi Raikkonen talvez quisesse provar a si mesmo – e, de quebra, calar os críticos – mostrando que é o mesmo que conquistou o título de 2007.

Marketing ou não, a Lotus apresentou o novo carro para a temporada da F1 com alguns trunfos para brigar pela quarta colocação no Mundial de Construtores.

A começar pela asa dianteira, a equipe inglesa seguiu o mesmo padrão adotado quando ainda atendia pelo nome Renault. Aliás, há um detalhe curioso sobre a frente da Lotus. Para despistar, no lançamento do novo carro, a equipe apresentou o modelo com os adereços aerodinâmicos praticamente colados no assoalho da asa dianteira. No dia seguinte, a equipe fez uma segunda apresentação – já em Jerez –, mas com o carro de 2011. No meio dessa confusão, Kimi Raikkonen foi à pista com o novo E20, e para surpresa de todo mundo, há uma maior angulação nessas peças, que servem para facilitar o fluxo de ar.

Kimi Raikkonen F1 2012 Lotus E20
Com toda polêmica envolvendo o escapamento da Lotus (Renault) em 2011, a equipe optou por algo menos arrojado no novo campeonato

Continuando ainda na parte da frente da Lotus, ao lado da Force India, esse é o carro com o degrau no bico mais aceitável. Quando saio com alguns amigos e a gente encontra um grupo de mulheres, costumo dizer que se tiver alguma garota menos arrumadinha entre elas, a gente não nota, desde que todas as outras sejam bonitas. Obviamente, o mesmo vale para elas. As meninas olham para a gente e continuam achando que só tem cara feio, mesmo que algum seja mais ajeitado.

Ok, ok, piada à parte, mas é isso que ocorre com a nova Lotus. Comparando o E20 com os demais modelos da F1 2012, ele é feio porque tem o tal degrau no bico, mas se o carro fosse visto junto com os do ano passado, mesmo que não fosse o mais agradável, o impacto do degrau seria muito menor. Dito isso, a peça parece mais conservadora, muito distante do buraco trazido pela nova Red Bull.

A aerodinâmica também segue essa linha conservadora, lembrando bastante o carro de 2011. Os sidepods parecem mais longos que os das equipes rivais – parecido com o da Ferrari – com o escapamento localizado na parte traseira, próximo à suspensão.

Vale lembrar que havia uma expectativa grande pelos escapamentos do E20, por todos os problemas que a equipe sofreu com a peça em 2011. No ano passado, caso você não lembre, a Renault optou por colocar os escapamentos virados para a frente, mas com toda a polêmica envolvendo – e a consequente proibição – do mapeamento dos motores, a equipe teve o desempenho prejudicado.

Mas isso é curioso, pois em determinado momento da temporada passada, o time parou o desenvolvimento do carro para focar em 2012, mas o novo modelo é bastante similar ao antigo, então ao que tudo indica a tática não deu tão certo.

Esse, no entanto, não é um problema tão grande, já que os próprios engenheiros da Lotus já prometeram novos componentes antes do início da temporada.

Para ver a apresentação do carro da Caterham para a F1 2012 basta clicar aqui. E para ver a apresentação do MP4/27, o novo carro da McLaren para a F1 2012, basta clicar aqui.  Os carros da Ferrari e da Force India na F1 2012 é só clicar aqui. Agora, se você estiver procurando sobre o novo carro da Red Bull é só clicar aqui. Para encerrar as equipes grandes, clique aqui para ver a nova Mercedes. Por fim, Williams, Sauber e Toro Rosso estão aqui enquanto as sempre atrasadas Marussia e HRT estão aqui.