Caio Collet na F4 Francesa 2018

Considerado uma das principais jovens promessas do automobilismo brasileiro, Caio Collet, de 15 anos, vai disputar a F4 Francesa em 2018.

O piloto ganhou destaque em 2015, quando subiu ao pódio no Mundial de Kart, ao terminar em terceiro lugar na categoria KFJ. Na época, o Brasil enfrentava um jejum de 17 anos sem um representante no top-3 da competição.

Desde então, o brasileiro alternou altos e baixos na carreira. Trocou a Kosmic pela Birel ART, onde foi piloto de fábrica e alcançando o sexto lugar no Europeu de 2016. Mas nem sequer passou à final do Mundial daquele ano, enquanto, em 2017, sofreu em sua estreia na divisão OK (que equivale a Graduados no Brasil). Foi 29º no Europeu e 25º no Mundial.

Não é incomum um piloto demorar para se adaptar em seu primeiro ano na principal divisão do kartismo mundial. Da mesma forma, o equipamento da Birel ART não era o mais competitivo, e, na maior parte do tempo, Collet era o piloto mais bem classificado da fabricante.

Por isso o pulo para a F4 neste momento faz todo sentido. É a chance de deixar as incertezas do kartismo para trás e mostrar porque se tornou um dos jovens pilotos mais badalados da atualidade, tendo assinado com o empresário Nicolas Todt, o mesmo de Felipe Massa, Charles Leclerc, Pechito López e James Calado.

Mas isso não significa que ele vá ter vida fácil na F4. Até agora, 13 pilotos foram anunciados e formam um grid bem competitivo.

Dentre eles, o sobrenome mais conhecido é de Arthur Leclerc, irmão do novo piloto da Sauber na F1, mas que teve uma carreira no kartismo de pouco destaque.

Outro sobrenome famoso é o de Noah Watt, filho de Jason Watt, vice-campeão da F3000 em 1999. O jovem piloto já havia disputado algumas etapas da F4 Francesa no ano passado, assim como boa parte do calendário da F4 Dinamarquesa. No kart, teve o vice-campeonato no Europeu de 2016 como melhor resultado.

Antigo companheiro de equipe de Collet no kartismo – e dono de uma carreira igualmente irregular -, Ulysse de Pauw é outro nome para ficar de olho. Ele já é comparado a Stoffel Vandoorne, embora apenas porque ambos ganharam a bolsa da federação belga para competir na F4.

Por fim, atual campeão francês de kart e terceiro colocado no Mundial de 2016, Theo Pourchaire completa o time dos estreantes mais famosos.

Há ainda a presença de Pierre-Louis Chovet, que fez a estreia na F4 Francesa no fim do ano passado e até venceu uma das provas, com o grid invertido.

Os outros nomes confirmados são Adam Eteki, Theo Nouet, Bapstiste Moulin, Gavin Aimable, Sacha Lehmann, Mateo Herrero e Reshad Gerus.

Neste ano, a F4 Francesa estreia um novo carro, feito pela Mygale, o mesmo usado na F4 Inglesa, por exemplo, e dentro das regras da FIA. Normalmente pilotos mais experientes costumam ter vantagem na categoria, embora a mudança de equipamento reduza a diferença estre veteranos e novatos.

A expectativa é que Collet seja competitivo e brigue por vitórias, assim que se adaptar ao equipamento. Afinal, estamos falando de um piloto com bons resultados no kartismo e que é empresariado por Nicolas Todt.  A temporada começa dia 31 de março, no circuito francês de Nogaro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s