*** Tanto a etapa do TCR quanto a Copa do Mundo de Carros GT, em Macau, foram marcadas por polêmicas.

*** Entre os carros GTs, Laurens Vanthoor foi coroado campeão do mundo depois de causar a bandeira vermelha que encerrou a corrida. Após apenas quatro voltas disputadas, o belga capotou, e a corrida foi suspensa. Como valeu o resultado do giro anterior, ele ainda estava liderando e foi declarado campeão.

*** No TCR, a primeira corrida teve apenas largada e relargada em bandeira verde, ou quatro curvas na prática. A segunda foi interrompida logo após a largada, mas diante das reclamações dos pilotos, a prova continuou quase uma hora depois. Melhor para Stefano Comini, que se sagrou campeão.

 

*** Lucas Di Grassi foi o piloto a ser batido nas 6 Horas do Bahrein, última etapa do WEC em 2016. Além de pole e vitória, o brasileiro ainda foi o piloto mais veloz na média das 20 voltas mais rápidas.

*** Na LMP2, de volta à categoria, René Rast liderou na média das 20 voltas, mas que teve Bruno Senna na segunda colocação e o “amador” Gustavo Menezes em terceiro.

*** Ainda sobre o WEC, no domingo a categoria teve o treino dos novatos, mas o mais veloz foi Neel Jani, um veterano. Entre os estreantes ou os que mudaram de classe, Menezes foi o mais veloz com o protótipo da Porsche. O americano terminou quase 0s6 na frente de Pipo Derani, de Toyota, o terceiro. Robert Kubica também andou.

***No Bahrein, começou a nova temporada do MRF Challenge, com Mick Schumacher na liderança após duas vitórias. A única coisa é que os dois triunfos vieram em provas com o grid invertido, que estranhamente tem a mesma pontuação que as corridas normais.

*** Três brasileiros andaram no Bahrein: Felipe Drugovich, Bruna Tomaselli e Pedro Cardoso, que conquistou um pódio.

*** O Bahrein também sediou o Mundial de Kart. Pedro Hiltbrand, na OK, e Victor Martins, na OKJ, foram os campeões. Gianluca Petecof, com equipamento de fábrica da CRG, chegou em quinto entre os mais novos.

*** O quão boa tem sido a temporada de Felipe Fraga na Stock Car? Basta ver que das últimas cinco corridas principais, sem o grid invertido, ele venceu quatro, incluindo a Corrida do Milhão, e foi segundo na outra.

*** Entre as categorias da Vicar, não é só a F3 Brasil que sofre com grids pequenos. O Brasileiro de Turismo teve 12 carros em Minas Gerais, enquanto o Brasileiro de Marcas contou com 16, mas veio o anúncio de que a Honda não estará na categoria no ano que vem.

*** Campeão da F3 Inglesa em 2016, Matheus Leist anunciou que vai testar por ART, Arden e Trident durante os treinos coletivos da GP3, que acontecem na próxima semana em Abu Dhabi.

*** Jimmie Johnson continuou uma tradição curiosa que começou em 2006, quando venceu o primeiro título na Nascar. Na época, ele subiu em um poste no cruzamento entre a rua 48 e a 1ª avenida, em Nova York. Dessa vez, ele esteve novamente na rua 48, mas agora com a 7ª avenida, um endereço bem mais conhecido da cidade: é Times Square.

*** Além de Jimmie Johnson, o mexicano Daniel Suárez (Xfinity) e Johnny Sauter (TRuck Series) foram campeões em Homestead.

*** A Porsche definiu os dois pilotos que terão bolsa para correr no ano que vem: o australiano Matt Campbell, vindo da Porsche Cup Australiana, vai correr na Supercup, enquanto Thomas Preining, um dos destaques da F4 Alemã, vai competir na Porsche germânica.

*** E se você perdeu algum resultado das principais categorias do automobilismo mundial neste fim de semana, basta clicar aqui.