Will Power é o campeão da Indy 2014

Wil Power é o campeão da Indy
Wil Power é o campeão da Indy

Uma coisa para se admirar em Will Power é a ética de trabalho. Lembro quando fui escalado para cobrir a etapa brasileira da Indy pelo Grande Prêmio, o site em que eu trabalhava na época. Embora os treinos começassem apenas no sábado, a gente ia para a pista do Anhembi a partir da quinta-feira para começar as primeiras matérias.

No geral, era um dia geralmente parado. Os pilotos costumavam apenas dar uma rápida passada pelo circuito e depois ficavam à disposição dos eventos dos patrocinadores. Mas não Will Power. O australiano passava a tarde na garagem da Penske, acompanhando a montagem do equipamento. Qual o resultado disso? Três vitórias em quatro corridas no Brasil.

Só que, em 2014, Power se afastou dessa postura meticulosa e se envolveu em diversas polêmicas. Logo na abertura do campeonato, o australiano resolveu frear mais cedo quando puxava a fila em uma relargada e quase provocou um acidente envolvendo a maioria dos demais competidores. Não houve punição.

A má fase continuou em Long Beach. O piloto da Penske tocou em Simon Pagenaud, fazendo com que o francês deixasse a briga pela vitória. Assim como em São Petersburgo, não houve nenhuma sanção, o que fez as demais equipes da categoria cobrarem um maior rigor quanto às ações do australiano, ainda mais após as lambanças no fim do ano passado.

Daí veio o GP de Indianápolis e o início de uma sequência de cinco punições em oito provas. No circuito misto de Indy, o piloto da Penske recebeu um drive-through por atropelar um equipamento de outra equipe durante a parada nos boxes. Duas semanas depois, nas 500 Milhas, Power novamente foi penalizado, dessa vez por excesso de velocidade no pit-lane.

O piloto ainda foi punido por tirar Justin Wilson, Josef Newgarden e Graham Rahal da segunda bateria de Detroit, voltou a ser multado por ultrapassar o limite de velocidade dos boxes no Texas e perdeu a chance de lutar pelo pódio em Pocono ao bloquear o companheiro de equipe Helio Castroneves em uma luta por posição.

As punições de WIll Power
As punições de Will Power

Como resultado dessas infrações, Power viu Castroneves empatar na tabela de pontos. Era difícil defender o australiano na luta interna da Penske pelo título.

Só que aí o piloto sossegou. É verdade que foram apenas dois pódios na fase final do campeonato, graças ao terceiro lugar na bateria complementar de Toronto e a vitória no oval de Milwaukee. Mas foi um período longe das punições, em que Power pôde capitalizar os pontos em uma boa sequência de top-10.

E quis a ironia do automobilismo que a o campeonato fosse decidido justamente por uma punição. Não do australiano, mas de Castroneves. Na noite deste sábado, dia 30, em Auto Club, o brasileiro foi flagrado por excesso de velocidade na última parada nos boxes e acabou terminando apenas em 14º.

Power perdeu rendimento nas voltas finais, mas já não tinha mais o principal rival na luta pelo título. Com isso, o australiano terminou em nono e conquistou o título da Indy em 2014.

Em um campeonato no qual nenhum piloto conseguiu ser constante do começo ao fim, Power fez valer o bom desempenho nas corridas iniciais e a recuperação após a sequência de punições. Foi o suficiente para um título mais do que merecido, ainda mais pelas derrotas de partir o coração nas últimas temporadas.

Você pode clicar aqui para ver os resultados completos da Indy no fim de semana, assim como das principais categorias do automobilismo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s