Os vestígios da Red Bull na Nascar

Muita gente não lembra, mas Robby Gordon foi o primeiro piloto patrocinado pela Red Bull na Nascar

Já faz mais de um ano que a Red Bull anunciou a saída da Nascar. No mês de junho de 2011, a agência de notícias AP publicou uma matéria falando que a empresa austríaca havia desistido de investir no automobilismo americano por causa dos altos custos e dos fracos resultados. Alguns dias depois, a escuderia reconheceu que a noticia era verdadeira e eles estavam fechando as portas.

Agora, 14 meses depois, a Nascar segue sua vida normalmente sem a gigante austríaca. A categoria não tem dificuldades para colocar 43 carros no grid, mas é obrigada a conviver com os pilotos do start-and-park em praticamente todas as etapas.

Do mesmo jeito, os atletas que tinham contrato com a Red Bull também deram prosseguimento à carreira. De todos, Kasey Kahne foi o menos prejudicado. O americano havia assinado contrato com o time rubro-taurino por apenas a temporada de 2011, então a saída da empresa pouco o afetou. Kahne agora corre pela Hendrick, onde já conquistou duas vitórias no atual campeonato e segue firme na briga por uma vaga no Chase.

Brian Vickers é outro que também está valorizado. Depois de passar o ano de 2010 afastado das competições por causa de uma grave doença, o piloto retornou na temporada passada, mas sentiu a falta de ritmo. Com o fim da Red Bull, parecia que o americano seria o grande prejudicado, mas Vickers logo fechou contrato com a equipe de Michael Waltrip para substituir Mark Martin sempre que o veterano resolvesse tirar uma folga.

Até agora, Vickers já disputou cinco etapas no ano, tendo terminado duas vezes entre os cinco primeiros. De quebra, o piloto ganhou a chance de participar das 24 Horas de Le Mans, já que o chefão Waltrip foi impedido de correr devido a compromissos com a transmissão americana da Nascar.

Entre os funcionários mais antigos, Scott Speed anunciou recentemente que vai disputar a temporada completa de 2013 pela pequenina Leavine Family Racing, enquanto AJ Allmendinger ainda segue enrolado no caso de doping.

Por último, Cole Whitt, que foi piloto em desenvolvimento dos rubro-taurinos, foi contratado pela equipe de Dale Earnhardt Jr para disputar a Nationwide. O garoto impressionou em suas primeiras corridas, mas teve uma queda de rendimento nas últimas etapas e já começa a ser criticado. Apesar disso, ainda é muito cedo para tirar qualquer conclusão sobre o novato.

O único piloto que não deu sorte foi Robby Gordon, que está longe da Nascar, cheio de dívidas e sem dinheiro. Você pode não se lembrar, mas o ex-piloto da Indy e do Dakar foi o primeiro a ter o patrocínio do energético austríaco em seu carro. O americano sempre teve um orçamento muito apertado para a própria equipe, então, durante muitos anos, ele foi mestre em convencer empresas a patrociná-lo ao menos por uma prova.

Gordon foi o responsável pela entrada de companhias como a Jim Beam e a Monster na Nascar, além da própria Red Bull. Em 2005, o piloto fechou contrato com os austríacos para patrociná-lo nas etapas de Hermanos Rodriguez e de Watkins Glen da Nationwide. No México, o americano largou em segundo, mas abandonou com problemas no motor. Já em Glen, saiu em terceiro e encerrou no segundo posto.

Curiosamente, esse segundo lugar em Glen seria o melhor resultado da Red Bull na Nascar até Brian Vickers vencer, em 2009, em Michigan e Kasey Kahne, em 2011, em Phoenix, mas ambos na categoria principal.

No momento, a única participação da Red Bull na Nascar é como patrocinadora pessoal de Travis Pastrana. Mas eu não ficaria surpreso caso os rubro-taurinos resolvessem voltar à categoria com acordos semelhantes ao de Gordon.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s