A possível limpa na Ferrari

Stefano Domenicali
Os erros de Stefano Domenicali e da Ferrari nos últimos anos podem levar a uma limpa na equipe ao final de 2012

Felipe Massa não é o único funcionário da Ferrari que entra na temporada 2012 da F1 pressionado. De uma forma geral, não é nenhum absurdo dizer que a única pessoa que consegue dormir tranquila em Maranello é Fernando Alonso.

Contando com carros ruins nas últimas temporadas – principalmente em 2011 –, o espanhol brigou pelo título uma vez e terminou o último campeonato com uma vitória. Talvez para desviar o foco dos sucessivos erros, a Ferrari tenha passado a adotar a tática de criticar Massa cada vez mais frequentemente.

Isso, no entanto, não ameniza a situação do brasileiro nem lhe tira a culpa dos maus resultados desde o retorno à F1 após o grave acidente no GP da Hungria de 2009. O fato é que pareceu mais conveniente explorar um dos problemas – o desempenho pífio de Massa – a apresentar uma solução para o conjunto e expor todos os responsáveis por esse momento.

Mas esse plano da Ferrari tem prazo de validade: dificilmente dure a temporada de 2012. Ainda é cedo para falar qualquer coisa, mas a F2012 não parece ser um carro que fará frente a Red Bull e a McLaren. Ou seja, o time italiano vai continuar a usar o mesmo repertório de sempre – criticar o desempenho de Felipe, pedir o terceiro na categoria, detonar Caterham/Marussia/HRT, ameaçar deixar a F1 e criar um novo campeonato – para tentar desviar o foco dos reais problemas.

Jules Bianchi
Jules Bianchi em um carro da equipe satélite da Mercedes é a prova do despreparo da Ferrari para revelar um novo talento

Só que com mais um carro ruim, as cabeças devem começar a rolar. Felipe Massa, por exemplo, é um que não deve ficar caso a situação não melhore. Mas a degola não deve parar por aí. Stefano Domenicali é outro que também que já pode dar uma olhada no caderno de empregos dos jornais italianos. O chefe de equipe da Ferrari assumiu a função em 2008 e passou longe da glória da época Schumacher.

Na realidade, tudo o que Domenicali conquistou foi o título dos Construtores de 2008. Mas vale lembrar que naquela temporada, Heikki Kovalainen pouco contribuiu com a McLaren ao apresentar fracos resultados ao longo do ano. Outro problema associado ao chefe italiano foram os seguidos erros da própria equipe, principalmente, nos boxes. Quem não se lembra das panes que o pirulito eletrônico sofreu seguidamente?

Além das falhas nos boxes em um campeonato que foi decicido por apenas um ponto contra a equipe de Maranello, Domenicali também precisou conviver com o peso da derrota em 2010. Na ocasião, uma tática bizarra na hora de chamar Fernando Alonso, no decisivo GP de Abu Dhabi, aos boxes acabou deixando o espanhol preso atrás de Vitaly Petrov. A ultrapassagem jamais aconteceu, e a Ferrari assistiu a Sebastian Vettel comemorar o primeiro título na F1.

Quem também pode fazer parte da barca da Ferrari são os projetistas responsáveis pela criação dos últimos carros. No entanto, essa área já sofreu uma re-estruturação antes de 2012 e por isso a situação talvez não seja a de uma limpeza geral. Mas a própria Ferrari já reconhece que ou precisa de Rory Byrne de volta e cada vez mais envolvido com os projetos, ou contratar alguém do quilate de Adrian Newey (no caso, seria o próprio).

Por fim, o último a balançar no cargo é Luca Baldisseri, antigo engenheiro de Maranello e hoje responsável por gerir a Ferrari Driver Academy. Não é nenhuma novidade, que o programa para jovens pilotos não deu muito certo e talvez precise de uma reformulação profunda para revelar alguém que possa fazer frente a Sebastian Vettel.

Enquanto o desempenho na pista de gente como Raffaele Marciello e Brandon Maisano – que ainda estão na F3 – é cada vez mais criticado, a FDA terá que conviver em 2012 com o vexame de ver a principal cria, Jules Bianchi, em um carro de uma equipe satélite da Mercedes, já que o garoto vai treinar em algumas sextas-feiras com a Force India.

Ou seja, além de a FDA não ter conseguido desenvolver Bianchi para que ele ficasse à disposição da equipe principal, também não conseguiu, por exemplo, transformar a Sauber em uma equipe satélite da mesma forma que a relação entre Force India e Mercedes. (Seria absurdo comparar a Red Bull/Toro Rosso).

7 comentários sobre “A possível limpa na Ferrari

  1. “Vai correr na Mclaren pra ver o que acontece, Kovalainen foi literalmente queimado na F1, nunca mais conseguiu equipe boa no grid”

    Pachecada ataca muito a Ferrari, mas se Massa tivesse na Mclaren com o mesmo desempenho dos últimos anos, com certeza tinha sido despedido sem dó, basta ver o caso do Kovalainen em 2008. Detalhe relevante, Kovalainen algumas vezes FACILITOU ultrapassagens a Lewis em alguns GPs em 08, se fizesse jogo
    duro na pista, com certeza Lewis não avançaria tanto na frente. Caso daquele GP da ALE onde a equipe se atrapalhou no boxes e Lewis voltou muito atrás. Lewis fez uma bela recuperação, mas Kovalainen praticamente parou o carro na curva para o companheiro passar.

    Depois Lewis passou Piquet que era segundo e venceu a prova, essas “ajudinhas” de Kovalainen durante a temporada fizeram a diferença na tabela em favor a Lewis, porque ele foi campeão com apenas 1 ponto de vantagem. Nem isso a Mclaren levou em consideração, deu um belo pé na bunda do finlandês, eu no lugar de Kovalainen ia esculachava na mídia:

    “Essa é a Mclaren, quando pedia favores para deixar Lewis passar eu atendia, quando eu precisei deles, levei um belo pé na bunda”

    Olhe o caso do Massa, pra quem corre em equipe de ponta, ele tem demonstrado um péssimo desempenho, não tenho nada contra Felipe, até gosto do brasileiro nas provas. Tenho pena que tenha sofrido aquele acidente, porque ele vinha muuuuito bem na F1, entre 06 e 08 venceu 11 corridas, uma ótima média na F1(Rubens pra vencer 11 corridas levou 10 temporadas entre 00 e 09). Massa ainda disputou um título e foi vice-campeão brigando até o último GP(Rubens foi duas vezes vice somente marcando pontos, e em 09 sequer foi vice, muito menos brigou pelo título, nunca colocou pressão no Button, tanto que o inglês afirmava que sua preocupação era somente com os pilotos da RBR descartando Barrichello).

    Comparando Kovalainen com Massa, a Ferrari esta fazendo um GRANDE FAVOR a pachecada em manter Felipe na equipe, porque por desempenho nas últimas temporadas, Massa não estaria na Ferrari. E dificilmente conseguiria correr em outra equipe de ponta(qual delas vai querer ele com desempenho ruim?). Se Felipe for mal em 2012, seu destino vai ser o pelotão do meio, e se conseguir vaga na Lotus ou Mercedes em 2013 vai ser uma baita sorte. Sair da Ferrari pra correr na Mclaren ou RBR, só na base de um milagre(teria que fazer uma ótima temporada, mas aí suas chances são melhores na Ferrari). Se cair para o fundo do pelotão em uma Sauber da vida, pode colocar a pastinha debaixo do braço pra arrumar patrocinador.

    Tirando as equipes de fábrica, essas equipes “limitadas” pra crescer precisam mais de grana, que piloto bom ao volante. E convenhamos, esses pilotos de ponta que caem para o fundão tem mais que ajudar com patrocinador. Se eles querer melhorar o carro tem ajudar de todas as formas, ninguém faz “milagres” somente acertando carro ou pilotando, tem que entrar com dinheiro para ajudar melhorar os “pacotes” do carro.

    Ex-piloto de equipe de ponta, quando cai para o fundo do pelotão fica muuuuito ACOMODADO, sempre com aquele papo-furado:

    “Já estou ajudando muito com minha experiência, e com muita vontade ao volante”

    Como se ele estivesse em equipe de ponta, nessas horas que dou valor a um Petrov da vida, que leva grana pra equipe, eles quem salvam as nanicas no Grid. Batalhar pra arrumar patrocinador é 10 vezes mais difícil que acertar carro e pilotar, que o diga Di Grassi, que é bom piloto e não tem chance F1 porque ninguém do seu país apoia.

    Boa sorte ao Felipe Massa em 2012!!!

    Curtir

  2. A queda de Domenicali já deveria ter acontecido no final de 2008 pois a perda do titulo daquele ano foi exclusiva culpa dele em não conseguir organizar o time de forma eficiente. Ele tem a mão frouxa, não é organizado.
    Boa parte dos problemas que a scuderia tem hoje vem da forma como ele a administra.
    A outra metade do problema vem da própria arrogância que permeia o time, hoje ainda maior com a presença do Alonso.
    A Ferrari se tornou hoje uma scuderia no mesmo nível de Force India, Sauber, Lotus, ou seja pelotão intermediário e só sai dali se parar agir como se fosse uma campeã invicta.

    Curtir

  3. Que o Massa está com desempenho MUITO aquém do esperado está, ok! Mas eu não me lembro da mídia ter falado COM VEEMENCIA que ele perdeu o campeonato de 2008 pro Hamilton após uma série de problemas da equipe. Motor que estourou e perdeu a corrida quando liderava (2x?), pits-stops pra lá de bagunçados (lembram-se dele saindo com a mangueira de reabastecimento presa no carro? Teve que parar pra correrem, apagar o fogo, tirar a mangueira… ele liderava naquele momento?), estratégias geniais do Sr. Domenicali…

    Repito, atualmente ele está com desempenho muito abaixo, mas, ele perdeu o título de 2008 por culpa da Ferrari! PONTO

    Curtir

  4. Esse filme eu já vi!!! Aquela “equipe” vai dar vexame mais uma vez!!! O Choronso vai reclamar que ele trouxe uma diferença de 0,5 segundo!!! E o Massa… não amola!!!

    O certo é que cabeças vão rolar!!! E eu vou rolar de rir!!!

    Curtir

  5. Só não concordo com a tese de que a Ferrari e Sauber não têm relação estreita.

    Cabe notar que um dos pilotos do time é Sergio Perez, vinculado ao programa de desenvolvimento de talentos da equipe.

    No mais, tá mais do que na hora mesmo de trocar um bocado de gente na equipe, do segundo-piloto aos mecânicos.

    Curtir

    1. Não é isso que o texto quis dizer. a Sauber têm relações estreita com a Ferrari sim e não é de hoje, e a Sauber foi onde Massa correu antes de ser titular de Maranello e eles já corriam com motores Ferrari antes de serem comprados pela BMW. Mas o que foi dito no texto é que não há uma colaboração técnica entre as duas equipes, como há entre Mercedes e Force India, e que tem dado certo pros indianos, que são a equipe do pelotão do meio mais promissora hoje. A falta de suporte aos suíços faz a Sauber, que tem um potencial enorme ficar à deriva como ano passado que estiveram o ano quase todo em sexto lugar, bem à frente de Force India e Toro Rosso mas perdeu o rumo e foi passada pelos indianos e por pouco escapou da Toro Rosso.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s