Helio Castroneves
Helio Castroneves é um dos mais famosos brasileiros a competir no automobilismo

Sábado, dia 16 de abril de 2011. Esse o marco não oficial da abertura da temporada 2011 do automobilismo europeu. Uma série de categorias que vai desde a World Series até a F2, passando por F3 Inglesa, Porsche Cups e afins, dá o pontapé inicial para os campeonatos.

É claro que em muita delas há brasileiros competindo. Por isso, o World of Motorsport faz uma lista de todos esses representantes do país nas pistas – não só na Europa – e ainda avalia as chances de cada um.

Para isso, uma pequena ordem será respeitada: apenas quem já foi confirmado oficialmente pelas equipes vai aparecer aqui, a lista está em ordem alfabética e ao lado de cada um se encontra a categoria que compete, além das chances de título.

P.S.: obviamente não é possível conhecer todo mundo, então posso ter esquecido um ou outro piloto. Se for esse o caso, me avise ali nos comentários e eu atualizo aqui o mais rápido possível.

Cesar Ramos
Cesar Ramos vai competir na World Series depois de ter pilotado a Ferrari por conta do título da F3 Italiana

André Negrão – World Series by Renault – nenhuma. Esse ano é um grande aprendizado para André

Augusto Farfus – ILMC – nula. Pela qualidade, é claro que Farfus seria favorito ao ILMC, mas há um pequeno detalhe: é um campeonato disputado por marcas e equipes e não por pilotos. Logo, nada de título aqui. Obrigado a todos que explicaram o destino de Farfus em 2011

Bia Figueiredo – Indy – nula

Bruno Junqueira – ALMS – nula. O Jaguar em que compete ainda é uma lenda. Não lembro ter visto o carro ter terminado corrida, mas o Rodrigo Mattar, editor e comentarista do SporTV, avisa que ele já concluiu corrida, sim. Embora até hoje peque por confiabilidade

Carlos Iaconelli – Blancpain Endurance Series – nenhuma

Cesar Ramos – World Series By Renault – média. Correndo pela Fortec, o brasileiro fez boa pré-temporada, mas enfrenta um grid cheio de ótimos pilotos

Cristiano da Matta – ALMS – nula. O Jaguar em que compete ainda é uma lenda. Não lembro ter visto o carro ter terminado corrida, mas o Rodrigo Mattar, editor e comentarista do SporTV, avisa que ele já concluiu corrida, sim. Embora até hoje peque por confiabilidade

Daniel Oliveira – WRC – nenhuma

Danilo Estrela – Skip Barber – alta. Foi bem na pré-temporada, corre com bolsa do patrocinador e é um dos mais experientes do certame

Enrique Bernoldi – GT1 – média. É experiente, rápido, com uma boa dupla (com Ricardo Zonta), mas em uma equipe média

Enrique Martins – F-Renault Europeia – nula. Corre pela Cram e até hoje ainda não mostrou nenhum resultado relevante na carreira

Fábio Fogaça – Top Race V6 – nenhuma

Fabio Gamberini – F3 Espanhola – altíssimas. Compete na categoria Light da F3 Espanhola pela equipe West-Tec. Foi muito dominante na pré-temporada, colocando sempre mais de 1s de vantagem nos demais pilotos da Light. Será uma zebra muito grande se não vencer

Felipe Massa – F1 – nula. A única chance dele é da Ferrari reagir de tal forma que supere a Red Bull e seja o time dominante, além de Alonso ficar de fora de umas quatro ou cinco etapas. Ou mais

Felipe Nasr – F3 Inglesa – altíssima. Corre pela Carlin, é rápido, experiente e fez boa pré-temporada. É o mais favorito da lista. Se não vencer, será um grande choque e uma baita zebra

Gustavo Rizzo – F2000 – nenhuma. Na primeira etapa tomou 3s do líder por volta. Mas deve fazer um bom ano, aposto que termina entre os dez primeiros e torço por boas provas

Helio Castroneves – Indy – baixs. Apesar de sempre favorito, Helio já não briga pelo campeonato faz alguns anos. Atualmente, o companheiro Will Power está em melhor fase.

Jaime Câmara – GT1 – nenhuma

Jaime Melo – ALMS – média. É Jaime Melo, as chances deveriam ser altíssimas, mas o brasileiro está estreando a Ferrari F458, que é ainda menos desenvolvida que BMW, Corvette e Porsche alheios. Além disso, a dupla com Toni Vilander parece ainda não ter se acertado

Jaime Melo – Le Mans Series – média. É Jaime Melo, as chances deveriam ser altíssimas, mas o brasileiro está estreando a Ferrari F458, que é ainda menos desenvolvida que BMW e Porsche alheios

Jean Antunes – F4 Francesa – nenhuma. Admito não saber quem é, mas pelos resultados na primeira corrida está muito longe de qualquer coisa

João Jardim – F-Renault Europeia – nula. É estreante na categoria e pode fazer um bom campeonato, mas não foi bem na pré-temporada nem está em um time tão poderoso. Compete pela Interwetten, que conseguiu o vice-campeonato, em 2010, com Luciano Bacheta

JP de Oliveira – F-Nippon – altíssima. É o atual campeão. O único adversário deve ser mais uma vez André Lotterer, da TOM’S

JP de Oliveira – Super GT – média. João Paulo sempre foi bem nas categorias japonesas, só não digo que é favorito para o Super GT pois está mudando de equipe e pode ter problemas de adaptação ao contrário de duplas já estabelecidas

JV Horto – Star Mazda – média. Corre pela equipe atual campeã, a Juncos, mas nunca se mostrou um piloto consistentemente vencedor. Deve fazer uma boa temporada

Lucas Foresti – F3 Inglesa – baixíssima. Lucas tem evoluído, mas ainda deve uma grande atuação correndo fora do Brasil

Luiz Razia – GP2 – nenhuma. Deve brigar para ficar entre os 10 primeiros

Marcelo Herniques – Legend Cars – desconhecida. Não conheço a categoria, mas parece que ele tá indo bem. Talvez não seja possível falar em título, mas é positivo um brasileiro estar competindo vindo de baixo

Miguel Paludo – Nascar Truck Series – nenhuma. Parece que vai fazer um bom campeonato. Briga por Top 15

Nelsinho Piquet – Nascar Truck Series – nenhuma. Está devendo boa atuação, se continuar assim, risco de nem chegar ao top 20

Nicolas Costa – F-Abarth – alta. Nicolas andou na pré-temporada sempre entre os primeiros, embora o carro da Cram, equipe para qual compete, seja mais lento que os da Jenzer e da BVM. Aí vai valer o talento do piloto contra os adversários

Oswaldo Negri – GrandAM – nenhuma. Por mais que o talento de Oswaldo Negri seja reconhecido, ele não compete pela Chip Ganassi nem por um time (Gainsco, Level 5, Wayne Taylor) capaz de desafiar Scott Pruett/Memo Rojas

Pedro Nunes – GP3 – baixíssima. Compete pela Lotus ART, melhor equipe do certame, seria uma zebra monstruosa se for campeão, mas deve fazer um campeonato razoável

Pietro Fantin – F3 Inglesa – baixa. Pietro é uma grata surpresa dos testes de pré-temporada da categoria e até poderia ser considerado favorito, mas ele tem um grande defeito: não compete pela Carlin

Pietro Fittipaldi – Nascar All American – desconhecida. Não sei se está disputando campeonato, aliás, não sei como os rankings nessa All American funcionam. Por isso não pode ser avaliado, mas está se destacando

Pierre Kleinubing – Continental Series – desconhecida. É a divisão de acesso da GrandAM. Pierre não é um piloto ruim, foi bicampeão do torneio de turismo da SCCA, nos Estados Unidos, mas foi mal nas três primeiras etapas da categoria

Pipo Derani – F3 Inglesa – baixa. Derani fez uma boa pré-temporada e pessoalmente aposto em bons campeonatos tanto dele quanto de Pietro Fantin. Só que além de o garoto jamais ter vencido, também não compete pela Carlin

Rapha Matos – Indy – nenhuma

Ricardo Zonta – GT1 – média. É um ex-campeão da categoria, experiente, rápido, com uma boa dupla (com Enrique Bernoldi), mas em uma equipe média

Rubens Barrichello – F1 – nenhuma. Williams né, por favor gente

Thomas Erdos – Le Mans Series – quase alta. Correndo pela RML, Erdos, ao lado de Mike Newton, é o atual campeão da LMP2, mas a classe inchou para 2011 com adversários bastante fortes

Tony Kanaan – Indy – nula. Tony não vai ganhar da Penske e da Ganassi, mas pode fazer um bom campeonato, embora, no momento, as vitórias estejam distantes

Victor Carbone – Indy Lights – baixa. Compete pela Sam Schmidt, melhor equipe do campeonato, mas não foi bem nas primeiras etapas. Deve brigar para ficar entre os oito primeiros

Victor Corrêa – F3 Espanhola – média. Corre por uma equipe boa e tem experiência na categoria, mas não fez a pré-temporada ao contrário dos principais adversários

Victor Guerin – F3 Italiana – média. Guerin andou sempre os primeiros durante a pré-temporada. Se conseguir fazer bons treinos classificatórios e for constante nas corridas, pode ter chances. Do contrário, deve brigar pelos cinco primeiros

Vitor Meira – Indy – nula

Yann Cunha – F3 Inglesa – nula. É rápido, mas foi mal na pré-temporada e parece estar no time menos estruturado do grid