Luis Salom (1991 – 2016)

Luis Salom morreu na etapa de Barcelona da Moto2
Luis Salom morreu na etapa de Barcelona da Moto2

Morto nesta sexta-feira, dia 3, Luis Salom é um desses pilotos que me lembro de ter acompanhado a carreira praticamente inteira (embora, confesso, com menos atenção do que faço com os monopostos).

Assim como Jules Bianchi, era mais novo que eu, então vi quando ele estreou ainda nas 125 cc após competir na Red Bull Rookies Cup.

O maior problema para ele talvez tenha sido fazer parte da fortíssima atual geração de pilotos espanhóis, o que acabou o deixando fora dos holofotes.

Salom foi oficialmente novato na temporada 2010 das 125cc, um ano em que apenas a última corrida do calendário teve vitória de um piloto de fora da Espanha, Bradley Smith. No resto da provas, Marc Márquez, Pol Espargaró e Nicolas Terol dividiram a primeira colocação.

Depois que os três subiram para a Moto2, Salom continuou com a tarefa complicada e passou a ter a concorrência de Maverick Viñales, Álex Rins e Álex Márquez.

Mesmo assim, encontrou um lugar para ele. Seu primeiro grande ano foi em 2012, quando terminou com o vice-campeonato da Moto3, a sucessora das 125cc. Perdeu para Sandro Cortese, é verdade, mas ganhou a moto do alemão para o ano seguinte.

Salom abriu 2013 com oito pódios seguidos e terminou entre os três primeiros dez vezes nas onze primeiras provas. Parecia imbatível, mas quedas nas duas últimas etapas, no Japão e em Valência o tiraram da batalha pelo título, vencido por Vinãles.

Ao lado do compatriota, subiu para a Moto2 com a Pons em 2014. Mas, ao contrário de Vinãles, que em apenas um ano achou seu caminho para a MotoGP, não conseguiu sair da categoria intermediária.

Seus bons resultados, como o segundo lugar no Qatar neste ano eram seguidos de resultados poucos expressivos, como o 15º na Argentina e o 13º em Austin. Talvez precisasse de mais tempo para ganhar experiência e brilhar, talvez se fizesse parte de uma geração menor de pilotos espanhóis conseguisse o patrocínio necessário para ir aos times de ponto e alcançar a categoria rainha. Em todo caso, fica agora apenas como talvez.

Anúncios

Um comentário sobre “Luis Salom (1991 – 2016)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s