Cale Yarborough e Donnie Allison: dois gentleman perto da briga de Phoenix

A Nascar começou a ficar conhecida nos Estados Unidos na disputa da Daytona 500 de 1979. Naquele ano, uma forte nevasca havia atingido o país, obrigando as pessoas a ficarem dentro de casa. Coincidentemente, aquela prova também marcava a primeira transmissão ao vivo da categoria norte-americana.

Ligando uma coisa com a outra, todo mundo acabou ligando a televisão para acompanhar aquela corrida ainda desconhecida. O resultado não poderia ter sido melhor. Donnie Allison e Cale Yarborough se envolveram se envolveram em um acidente na última volta, quando brigavam pela liderança, e foram parar fora da pista.

Inconformado com a derrota, Allison partiu para cima do adversário, e os dois trocaram alguns sopapos ao vivo. Falando a verdade, essa briga pareceu um duelo entre gentlemans depois do pega generalizado que aconteceu neste domingo, dia 11, em Phoenix.

Em Phoenix, a coisa foi diferente. Tudo começou quando Jeff Gordon ficou puto por ter batido e resolveu descontar a frustração em Clint Bowyer, com quem havia se tocado algumas voltas antes. Faltando apenas dois giros para o final, o piloto do carro número 24 ficou se arrastando pela pista, esperando que o adversário passasse, até jogar o carro para cima dele.

O começo de tudo: Gordon tirando qualquer chance de título de Gordon

O acidente não só coletou Bowyer, mas também arrastou Joey Logano, além de Aric Almirola. Também quase sobrou para Brad Keselowski, líder do campeonato, que estava vindo logo atrás.

Enquanto os carros voltavam para a garagem, a equipe de Bowyer assistia a tudo aquilo incrédula. Afinal, mesmo competindo pela mediana Michael Waltrip Racing, o piloto tinha chances de ser campeão, principalmente após o acidente de Jimmie Johnson.

Sabendo que o jeito era esperar até 2013, os mecânicos de Bowyer partiram para cima de Jeff Gordon. Assim, uma briga generalizada entre os integrantes das duas equipes tomou conta dos boxes de Phoenix, tendo até mesmo policiais impedindo que eles pegassem ferramentas e pneus para usarem como armas. Ou seja, se quisessem lutar, que fosse apenas com as próprias mãos.

Enquanto alguns mecânicos apareciam com o rosto todo ensanguentado, o único que conseguiu escapar ileso foi Jeff Gordon. Quando a briga começou, o piloto conseguiu sumir no meio da situação e ir para o trailer, evitando qualquer tipo de conflito.

Nos próximos parágrafos vou explicar como imagino que Gordon tenha escapado. Por isso, desde já, aviso: posso estar enganado, por isso me corrijam se for necessário.

A fuga de Gordon começou na foto acima. Pouco depois de parar o carro na garagem da equipe Hendrick, os mecânicos perceberam que os integrantes do time de Bowyer estavam vindo para cima. Em um pensamento rápido, eles decidiram tirar o tetracampeão da situação, empurrando-o para longe e depois escondendo-o sob a caixa de ferramentas (a marcação à direita).

A estratégia deu certo. A pancadaria começou, mas Gordon tinha sumido. Ele não estava no meio da briga. Tampouco estava no chão, apanhando, como haviam imaginado.

Só que a tática quase foi por água abaixo. Um mecânico da equipe de Bowyer descobriu o esconderijo, como pode-se ver na imagem acima. Assim, os integrantes da Hendrick precisaram funcionar como guarda-costas.

Enquanto isso, a pancadaria foi esfriando, os ânimos acalmando, e tudo o que restou foi apenas xingamentos e acusações.

Com a situação acalmada, quem veio partir para a porrada foi o próprio Clint Bowyer. Enquanto o piloto corria do carro até a garagem da Hendrick, Gordon aproveitou um pequeno momento de tranquilidade para ir para o trailer (como na foto acima). Como Boywer foi impedido por fiscais da Nascar e pela polícia de entrar no veículo, a pancadaria terminou por aí.

A cena toda você pode ver no vídeo abaixo: