GrandSuperDTMGTAM

Chevy Camaro da GrandAM
Imaginem um Camaro desses ao lado de Mercedes, Nissan, Lexus, Audi, Porsche, Mustang...

Esses 28 dias sem F1 são terríveis para acharmos algo para escrever. Vamos pegar o exemplo dos grandes sites: até hoje se discute a passagem de Barrichello em Schumacher. Sempre sai uma notícia do tipo “Al Gore acha que Barrichello poluiu o planeta ao fazer a ultrapassagem”.

É típico de não ter assunto. E se fosse só a F1 parando, seria ótimo. Eu falo de outras 14 categorias por aqui, era só pegar alguma que esteja correndo e falar algo. Mas não. Todas decidem parar duas ou três semanas no mesmo período de verão.

Então eu comecei este post só para fazer você leitor pensar que o blog tinha sido atualizado. Só que o jornalismo é dinâmico né, e no meio do parágrafo anterior sai uma notícia interessante que você terá o privilégio de ler aqui antes. A menos que tenha lido em outro lugar, como diria nosso narrador favorito.

Faz um tempo, eu fiz um post falando que a DTM estava mudando para a temporada 2012. Além da chegada da BMW – e possivelmente da Opel –, eles estavam mirando o mercado do oriente. Primeiro a corrida na China no final desta temporada e depois um conjunto de regras que equalizariam a categoria alemã ao SuperGT, categoria japonesa onde compete JP de Oliveira.

Entre as medidas, as categorias passariam a competir com carros padrões, isto é, todos os carros são iguais e a diferença de marca para marca são apenas os adesivos colados, igual ao que ocorre na Nascar e na Stock por aqui. Os modelos seriam feitos pensando em motores V8, com KERS.

A ideia parecia boa já que uma categoria europeia (DTM) poderia se juntar a uma asiática (SuperGT), sendo possível imaginar Mercedes, BMW, Opel, Audi, Lexus, Nissan e Honda na pista simultaneamente. Só que alguém na América viu a oportunidade de colocar mais carros nessa competição. A GrandAM estuda adotar as mesmas mudanças a partir de 2012 para que não só o próprio grid da categoria seja aumentado, como também as equipes que já competem nos Estados Unidos possam inscrever Camaros, Mustangs, Mazdas e Porsches nas outras duas. Que fã de automobilismo nunca sonhou com todos estes carros famoso dividindo a pista?

Só que eu torço o nariz para o tal carro padrão. Imaginem onze carros distintos (muito parecidos como um Porsche e uma Mustang) cuja única diferença será os adesivos que simulam faróis e entradas de ar. Não dá. Se houver uma boa distinção entre os modelos – no mínimo como ocorre na Nascar Nationwide – seria um grande passo que pode até ameaçar a Le Mans Series.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s