Kyle Busch comemora vitória no Texas
Domínio de Kyle Busch é tudo o que a Nascar Nationwide não deseja

Michigan é o 23º evento da Nascar Nationwide Series na temporada 2010. Na teoria, é para ser apenas mais uma corrida em que nem mesmo a particularidade de dez vencedores diferentes nas últimas dez corridas por lá poderia apimentar a disputa nesse final de semana.

Só que dessa vez, a visita ao oval de 2 milhas será diferente. A corrida deste sábado, dia 14, criou uma expectativa absurda nos torcedores já que o novo carro da categoria (o CoT, cujos detalhes você pode ver aqui) irá à pista somente pela segunda vez na história, sendo que não é possível falar muito a respeito do desempenho do novo carro levando em conta que a estreia foi em Daytona.

A esperança dos fãs da Nationwide é que o domínio de Kyle Busch e da Joe Gibbs Racing não se repita com o novo modelo. Nas últimas doze provas com o carro tradicional, o time venceu oito, com Busch indo ao Victory Lane em seis oportunidades, além de triunfos de Joey Logano e Denny Hamlin. Para piorar, nas quatro corridas em que o time não venceu, Busch não participou de três.

Nos treinos desta quinta-feira, dia 12, em Michigan, o desempenho da Gibbs não foi diferente dos demais treinos livres da temporada. No primeiro, Logano foi o quarto mais rápido, enquanto Busch foi o sétimo. No segundo, a dupla ficou atrás apenas de Kevin Harvick, o mais rápido.

O Michigan Internation Speedway não é o melhor exemplo de lugar com corridas emocionantes de stock cars, mas será que a pista aliada ao novo carro conseguirá resgatar o ânimo que a categoria perdeu depois do atual domínio da equipe que corre de Toyota? As respostas, no sábado.

Colin Braun e o ford Mustang da Nationwide
Colin Braun espera que o novo carro seja capaz de impulsioná-lo aos primeiros postos

Não é só a Nationwide que espera pela prova de Michigan. Um dos pilotos da categoria passou o ano contando os dias para que essa etapa chegasse. Ele é Colin Braun, responsável pelo carro número 16 da Roush-Fenway.

Braun não vem fazendo uma temporada dos sonhos. Participou de apenas 17 das 22 corridas da temporada por ter sido barrado por Jack Roush, dono da equipe, depois de um acidente quando retirou o companheiro Ricky Stenhouse Jr – outro também barrado – da etapa do Texas, no início da temporada.

Só que o tempo fora do carro permitiu que Braun ganhasse auto-confiança retornando a pista com uma boa sequência de Top 15. O que é elogiável levando em conta quantos pilotos da Sprint Cup dividem a pista com ele. Para o jovem talento da Ford, Michigan foi o local onde conquistou a primeira vitória na Nascar. Foi na temporada passada, quando ainda competia na Truck Series.

Enquanto os fãs da Nationwide esperam que a prova de Michigan traga um novo clima de disputas para a categoria, Braun quer aproveitar a estreia no carro novo – pois em Daytona foi Brian Ickler quem correu no #16 – para poder consolidar o próprio nome no campeonato. E por que não uma vitória de Colin Braun em Michigan? Agradaria a todos.