A Alpine incendiou o mercado de pilotos para a temporada 2023 da F1 ao perder, de uma vez só, Fernando Alonso e Oscar Piastri. Por outro lado, a escuderia francesa agora tem a vaga mais cobiçada da principal categoria do automobilismo mundial e pode selecionar quem quiser.

Neste post, confira também as movimentações envolvendo Red Bull e AlphaTauri na formação do grid do próximo campeonato.

Para não deixar este texto muito longo, dividi as dez escudeiras da F1 em partes. Para acessar a primeira, com as especulações de Mercedes, McLaren, Aston Martin e Williams, é só clicar aqui.

E aqui para conferir os rumores envolvendo Ferrari, Alfa Romeo e Haas.

Red Bull na F1 2023

2022 – Max Verstappen e Sergio Pérez
2023 – Max Verstappen e Sergio Pérez

Max Verstappen renovou seu contrato, em março, até o fim da temporada 2028. Ou seja, por um bom tempo ainda vamos vê-lo defendo a escuderia austríaca.

Sergio Pérez é outro que pode dormir tranquilo. O mexicano acertou um novo vínculo até o fim de 2024 e até lá deverá ter um equipamento competitivo à disposição.

Fez por merecer. Nos últimos anos, a Red Bull tentou Pierre Gasly e Alex Albon como titular, mas nenhum deles conseguiu andar perto de Verstappen. Perez, por outro lado, já tem duas vitórias em duas temporadas com as cores rubro-taurinas e assumiu a vice-liderança do Mundial, após ser, no GP da Bélgica, o segundo colocado — seu sétimo pódio só neste ano.

A verdade verdadeira é que, com os problemas que a Red Bull teve em relação ao segundo piloto, o mexicano só deverá perder o posto de parceiro de Verstappen em três situações: se ele quiser ir para outra equipe ou se aposentar, se um dia deixar de ser competitivo ou se acontecer o “efeito Valtteri Bottas”. Isto é, assim como aconteceu com George Russell na Mercedes, surgir um jovem piloto muito promissor no Red Bull Junior Team e que chegue pedindo passagem. Do contrário, melhor nos acostumarmos com a dupla Verstappen-Perez por muito tempo.

AlphaTauri na F1 2023

2022 – Pierre Gasly e Yuki Tsunoda
2023 – Pierre Gasly (?), Yuki Tsunoda (?), Mick Schumacher (?), Colton Herta (?), Liam Lawson (?), Ayumu Isawa (?), Juri Vips (?), Jehan Daruvala (?)

Em um campeonato em que vem tendo um desempenho muito abaixo do esperado (é a oitava no Mundial de Construtores contra o sexto lugar obtido no ano passado), a situação da AlphaTauri está longe de estar definida no mercado de pilotos da F1 2023.

Pierre Gasly chegou a ser confirmado para o ano que vem, mas, sem espaço para uma promoção para o time principal da Red Bull, começa a ser especulado na Alpine, na vaga aberta com a movimentação de Alonso.

Quem pode se dar bem com saída do francês é Yuki Tsunoda, o atual companheiro de equipe de Gasly. Em que pese o mau momento da AlphaTauri, a temporada do piloto japonês não tem sido boa. Pontuou em somente três das 14 primeiras corridas do ano e largou para além da 15ª colocação em seis oportunidades.

Com os boatos envolvendo a contratação de Mick Schumacher e/ou de Colton Herta, Tsunoda é quem poderia acabar sobrando. Mas, se Gasly realmente for embora, o nipônico pode acabar ganhando mais uma chance para enfim tentar se firmar na F1.

Mas que seria legal uma dupla formada por Mick e Herta, ah, isso seria!

Alpine na F1 2023

2022 – Fernando Alonso e Esteban Ocon
2023 – Esteban Ocon e Daniel Ricciardo (?), Nico Hulkenberg (?), Theo Pourchaire (?), Pierre Gasly (?), Jack Doohan (?)

Bom, deixei o melhor para o final. Meu deus do céu, o que está sendo esse mercado de pilotos da F1 2023 para a Alpine?

O time começou precisando resolver um clássico problema da F1: três pilotos brigando por duas vagas. Esteban Ocon tem um –incomum– longo contrato até 2024, Alonso tinha deu vínculo terminando neste ano, e Oscar Piastri, fenômeno das categorias de base, aguardava uma oportunidade na principal categoria do automobilismo mundial.

A Alpine achva que tinha resolvido tudo. Ia renovar com Alonso por mais um ano e emprestar Piastri para a Williams.

Só faltou combinar com os pilotos. Alonso, na surdina, fechou com a Aston Martin para as próximas temporadas. Piastri, então, foi anunciado como novo titular, mas desmentiu o anúncio dizendo que não tinha assinado nada. Ele é especulado na McLaren.

Para uma equipe que pensava ter três pilotos assegurados, a marca francesa se viu apenas com Ocon. Mas na crise surgem oportunidades, e a Alpine agora tem a vaga mais cobiçada do grid e pode trazer quem quiser para ocupá-la.

Daniel Ricciardo, que perdeu o posto na McLaren, e Nico Hulkenberg, ambos ex-pilotos da Renault, já foram especulados. A bola da vez, por enquanto, parece ser Gasly, que não tem lá muitas perspectivas de um dia voltar a ser titular da Red Bull e pode encontrar na Alpine a oportunidade de dar o próximo passo na carreira.

Sem espaço na Alfa Romeo, ao menos por enquanto, Theo Pourchaire aparece como opção, da mesma forma como Jack Doohan, integrante da academia da Alpine que ocupa a quarta colocação na F2. Agora resta ver se a escuderia francesa conseguirá aproveitar a oportunidade de ter a vaga mais cobiçada do mercado de pilotos da F1 2023.


Você pode clicar aqui para ver a primeira parte do post, com os rumores sobre Mercedes, McLaren, Williams e Aston Martin.

E aqui para conferir os rumores sobre Ferrari, Alfa Romeo e Haas no mercado de pilotos da F1 2023.

F1, Fórmula 1, Pierre Gasly, AlphaTauri, 2022, agenda da velocidade, horários, resultados, onde assistir
Pierre Gasly chegou a ser anunciado pela AlphaTauri para a F1 2023, mas pode ir parar na Alpine – foto: clive mason/getty images/red bull content pool