Caio Collet conquistou um raro resultado para o automobilismo brasileiro ao vencer a primeira corrida da etapa de Hungaroring da temporada 2022 da F3. Com o triunfo, se tornou somente o segundo representante do Brasil a ganhar uma prova da categoria.

Antes dele, somente Pedro Piquet tinha recebido a bandeirada na frente na F3. O filho de Nelson Piquet levou a melhor na bateria principal de Spa-Francorchamps, em 2019, e nas corridas curtas de Silverstone e de Monza no ano anterior.

Fora eles, nenhum brasileiro venceu uma prova da F3 (ou da GP3, como o campeonato era chamado até 2018). E olha que nomes como Felipe Drugovich, Enzo Fittipaldi e Igor Fraga tomaram parte do campeonato.

Em 2019, a atual versão da F3 foi criada a partir da fusão entre a GP3 (que fazia a preliminar da F1) e a F3 Euro (que integrava os mesmos fins de semana do DTM e era considerada a principal categoria de base da época — foi nela onde Max Verstappen deu praticamente seus únicos passos nos campeonatos de base, por exemplo).

Só que o retrospecto dos brasileiros na F3 Euro também não era dos melhores. Apenas dois representantes do Brasil subiram ao degrau mais alto do pódio: Lucas di Grassi ganhou uma das etapas de Oschersleben, em 2005 (num grid que também contava com Lewis Hamilton e Sebastian Vettel), e Fabio Carbone levou a melhor em Pau, em 2003.

A vitória de Caio Collet na Fórmula 3 2022

Voltando a Collet, a vitória em Hungaroring vem em um momento importante, no qual precisa se firmar no campeonato. Apesar de estar no segundo ano na categoria, o brasileiro está longe da briga pelo título (soma 50 pontos, menos da metade dos 104 do líder Isack Hadjar) e, distante de Victor Martins, seu antigo companheiro de equipe e colega na Academia da Alpine.

Alguém pode argumentar que um dos problemas de Collet foi ter renovado com a MP, equipe que não está entre as grandes do grid e está mais focada em levar Felipe Drugovich ao título da F2.

Não deixa de ser verdade. Mas mesmo dentro da escuderia holandesa o brasileiro não estava sobressaindo. Tanto que o veterano Alexander Smolyar é que cravou o melhor tempo na classificação na Hungria, obtendo a primeira pole-position da MP em cerca de dois anos.

As classificações, inclusive, têm sido um ponto fraco de Collet. Sua posição média de largada é de 8,8. Consequentemente, seus três pódios até agora vieram nas corridas curtas, do sábado, quando há o grid invertido, incluindo a vitória agora na Hungria.

Além disso, Collet também se envolveu em incidentes nos quais não teve culpa. Em Imola, por exemplo, foi atingido por Hadjar, enquanto lutava pela vitória.

Como nenhum competidor tem conseguido vencer e subir ao pódio de forma consistente na F3 neste ano, Collet pode aproveitar o triunfo em Hungaroring para tentar engatar uma boa fase nas três rodadas que ainda faltam e fechar a temporada 2022 em alta. O que certamente vai ajudá-lo nos próximos passos da carreira.

Você pode clicar aqui para conferir os resultados completos da F3 em Hungaroring, assim como os das principais categorias do automobilismo mundial no fim de semana.

pedro piquet gp3 paul ricard
Pedro Piquet tinha sido o outro piloto brasileiro a vencer na F3 – foto: dutch photo agency/divulgação