Apesar da ausência de Pedro Clerot em Spa-Francorchamps, o Brasil continuou tendo três representantes na temporada 2022 da F4 Italiana. Na terceira etapa do campeonato, disputada no tradicional circuito belga, Rafael Câmara e Emerson Fittipaldi Jr. ganharam o reforço de Nicholas Monteiro, vindo da F4 Brasil.

Para sua estreia no automobilismo europeu, Monteiro assinou com a equipe Cram, que tem o costume de receber pilotos brasileiros. Foi por ela que Câmara iniciou seus testes de F4 e que Zezinho Muggiati, hoje na Stock Series, tomou parte de uma etapa da F4 Italiana em 2019.

Em Spa, Monteiro não obteve resultados expressivos. Nas três baterias do fim de semana, alcançou um 30º, um 29º e um 31º lugares.

De qualquer forma, seria até injusto exigir um bom desempenho do estreante. Para começar, a própria Cram não vem tendo um início positivo de temporada 2022. Neste ano, a esquadra tem se dedicado à F4 Espanhola e corrido esporadicamente na Itália. Em Spa, também alinhou carros para o mexicano Ricardo Escotto e para o grego Georgis Markogiannis. O melhor resultado do trio foi um 22º posto de Escotto na última bateria do fim de semana..

Além disso, Spa-Francorchamps é considerada uma pista complicada para os novatos pegarem a mão, por causa de sua extensão. São mais de 7 km divididos por 20 curvas, com um segundo setor (que começa após a reta Kemmel) bastante técnico.

É diferente, por exemplo, de Monza, com somente quatro curvas e três chicanes, o que facilita o trabalho de adaptação dos novatos. Inclusive, na casa do GP da Itália, Clerot liderou um dos testes de pré-temporada. Esse bom desempenho lhe abriu portas para participar de algumas etapas da F4 Italiana neste ano.

Deixando os resultados para trás, a participação de Monteiro na Bélgica é bastante positiva. Ele é o terceiro integrante do grid inaugural da F4 Brasil a disputar uma corrida na Europa neste ano — Ricardinho Gracia, na F4 Espanhola, completa o grupo com experiência internacional.

Aurelia Nobels na F4 Dinamarquesa 2022

A próxima a se juntar a eles deverá ser Aurelia Nobels que anunciou participação na etapa da F4 Dinamarquesa (mesmo campeonato que já recebeu Juju Noda e Emerson Fittipaldi Jr, entre outros), neste fim de semana, em Jyllandsringen.

Com o quarteto, ainda nem terminou o primeiro semestre de 2022, e cerca de 25% dos participantes da nova F4 Brasil já alcançaram a Europa – ao menos para uma corrida. Ou seja, parte do objetivo da categoria brasileira, que era criar um caminho claro para quem está deixando o kartismo poder seguir carreira, está sendo alcançado.

O próximo passo será ver se os pilotos que saem do Brasil conseguem aproveitar a quilometragem acumulada por aqui para conquistar bons resultados lá fora.

Você pode clicar aqui para ver os resultados completos de Nicholas Monteiro na etapa de Spa-Francorchamps da F4 Italiana, assim como os das demais principais categorias do automobilismo mundial no fim de semana.

Carro vermelho e branco com adesivo da Shell, de Aurelia Nobels, visto de frente
Aurelia Nobels, da F4 Brasil, deve estrear na F4 Dinamarquesa 2022 em Jyllandsenring – foto: alex farias/ferraripromo/divulgação