Os carros da novíssima F4 Brasil ainda nem tinham ido à pista para o primeiro treino livre da temporada 2022, marcado para a sexta-feira, mas já era possível dizer que a categoria alcançou um de seus objetivos.

Qual? O de abrir um caminho para que os jovens pilotos do país pudessem se destacar tanto por aqui quanto no exterior.

Desde o fim de 2017, quando a F3 Brasil fechou as portas, o país não tinha um campeonato de monopostos com regulamento similar ao encontrado na Europa para aqueles que sonham um dia chegar à F1. Só que naquela época o equipamento era defasado. O F309, que era usado por aqui, tinha estreado no continente europeu em 2009. Isso sem falar no F301, fabricado pela Dallara desde 2001.

Com a chegada da F4 Brasil, o país não só voltou a ter um campeonato de base competitivo, como seus participantes terão à disposição os mesmos monopostos fabricados pela Tatuus e com motor Abarth que correm em torneios da Europa, como a F4 Italiana, a F4 Alemã, a F4 Espanhola e a F4 Inglesa.

Hoje o piloto sabe que depois do kartismo pode subir para a F4 Brasil. Depois tentar a sorte em alguma F4 da Europa, pular para F-Regional, F3, F2 etc.

E esse itinerário já está acontecendo, mesmo antes de a primeira etapa ter sido disputada. Os dois principais candidatos ao título da F4 Brasil deste ano também estão competindo no continente europeu.

Os favoritos da nova Fórmula 4 Brasil em 2022

Pedro Clerot, por exemplo, passou os últimos meses participando de testes na Itália e na Bélgica para acelerar sua adaptação ao equipamento da F4. Foi tão bem que acabou liderando uma das sessões de treinos coletivos em Monza pela equipe AKM, que não está entre as grandes da categoria.

Esse desempenho chamou a atenção, e ele conseguiu fechar contrato para disputar algumas etapas do campeonato italiano neste ano. Na rodada de abertura, em Imola, bateu na trave na hora de pontuar ao terminar com a 11ª colocação (de 33 carros) na segunda bateria.

Já Ricardinho Gracia, primeiro competidor anunciado na F4 Brasil, está tomando parte também da F4 Espanhola. Por lá, teve uma rodada de abertura complicada no Algarve ao se envolver em diversos acidentes e obter um 18º lugar como melhor resultado.

Gracia, de quebra, se tornou o primeiro representante do país na história a disputar uma etapa da F4 Espanhola.

A tendência é que nos próximos anos (talvez até mesmo meses) fique cada vez mais comum vermos os pilotos que se destacarem na F4 Brasil buscarem oportunidades na Europa e nos EUA (principalmente se a economia ajudar).

Sobrenomes famosos na nova F4 Brasil 2022

Além de Clerot e Gracia, um destaque do grid da F4 Brasil em 2022 será a presença de dois sobrenomes famosos: Barrichello e Giaffone.

Os Barrichello estarão em dose dupla. Fefo Barrichello, filho mais novo de Rubens, vai competir pela equipe Full Time, enquanto Felipe Barrichello Bartz (sobrinho do ex-piloto de F1), que chegou a participar de testes e algumas corridas com os antigos carros da F3 Brasil, defenderá a Cavaleiro.

Também na Cavaleiro estará Nicolas Giaffone, que é filho de Felipe Giaffone, ex-piloto da Indy e atual comentarista da Band na F1. O trio corre por fora na luta pelo título, mas, devido aos sobrenomes famosos, os resultados deles certamente chamarão a atenção.

Já Aurelia Nobles desembarca na F4 Brasil como a única mulher do grid. A pilota, que defendeu a Bélgica em competições internacionais de kartismo, também participou de testes da F4 Italiana ao lado de Clerot no começo do ano. Caso conquiste bons resultados, não será uma surpresa se ela fizer a transição para o automobilismo europeu em breve.

Os pilotos e equipes da F4 Brasil 2022

Abaixo você confere os 16 competidores da primeira etapa da história da F4 Brasil:

Cavaleiro: Felipe Barrichello Bartz, João Tesser, Nicolas Giaffone, Vinícius Tessaro
Full Time: Fefo Barrichello, Nélson Neto, Pedro Clerot, Ricardinho Gracia
KTF: Álvaro Cho, Luan Lopes, Richard Annunziata, Victor Backes
TMG: Aurélia Nobels, Lucas Staico, Lucca Zucchini, Nicholas Monteiro

Você pode clicar aqui para conferir os resultados completos da rodada de abertura da F4 Brasil 2022 no Velo Città, assim como os das demais principais categorias do automobilismo mundial no fim de semana.

Carro vermelho e branco com a pilota brasileira Aurelia Nobels em destaque
Aurelia Nobels é a única pilota da temporada 2022 da F4 Brasil – foto: duda bairros/vicar/divulgação