Você se lembra de Maya Weug, primeira vencedora do programa Girls on Track, em 2021, que ganhou uma vaga para fazer parte da Academia da Ferrari?

Após um ano complicado na F4 Italiana em 2021, a belga está mostrando resultado. Ela terminou com o melhor tempo nos treinos privados da categoria, nos dias 14 e 15 de março, em Mugello.

Weug terá em 2022 um ano para se firmar na F4 Italiana e nas categorias de base da Europa. No ano passado, ela começou o campeonato forte, mostrando que era questão de tempo para pontuar. Tinha sido 12ª em uma das baterias em Misano, 11ª em Vallelunga e estava dentro do top-10 em uma das provas de Imola até abandonar ao receber um toque de um adversário.

Só que as coisas começaram a desandar a partir daí. Nas três últimas etapas, teve somente dois 14º lugares como melhor resultado e terminou quatro das nove baterias para além do 20º posto. No fim, somente ela e outro competidor participaram de todas as corridas de 2021 e fecharam o campeonato com zero pontos.

Agora, mais experiente, Weug vai mostrando que pode ser uma forte concorrente a pontuar ao longo da temporada 2022 da F4 Italiana.

Apesar da integrar a Academia da Ferrari, a pilota ainda não anunciou por qual equipe vai correr neste ano. Nos testes, ela continuou pela Iron Lynx, mesmo time que defendeu na temporada passada.

Essa é a escuderia cujos donos compraram a Prema, da família Stroll, no fim do ano passado. Então, seja pela Prema, seja pela Iron Lynx, Weug terá a certeza de que contará com um equipamento bastante competitivo em 2022.

Em Mugello, a pilota cravou 1min47s039 sendo quase sete décimos mais veloz que Nikita Bedrin, o segundo colocado.

Bedrin é um dos pilotos da Rússia que têm a carreira apoiada pelo banco SMP, ligado ao governo local. Por isso, ainda restam dúvidas se ele vai disputar a temporada completa neste ano por causa das sanções aplicada ao seu país.

Caso participe de todas as corridas, é um forte candidato à taça, afinal corre pela equipe Van Amersfoort, que levou Oliver Bearman ao título do ano passado, e ainda conta com a experiência de já ter vencido uma prova em 2021.

Também da esquadra holandesa, o norueguês Martinus Stenshorne ficou com a terceira posição e vem se destacando na pré-temporada.

Emerson Fittipaldi Jr nos treinos da F4 Italiana 2022 em Mugello

Os outros carros da Van Amersfoort não foram bem. Emerson Fittipaldi Jr foi o 13º na soma dos tempos, enquanto Brando Badoer terminou duas posições atrás.

O brasileiro, na verdade, tinha sido o sexto no primeiro dos dois dias de atividade em Mugello, mas não conseguiu evoluir o suficiente no dia 15, quando a situação do asfalto estava melhor.

Outro que não melhorou da segunda para a terça foi o dinamarquês Noah Stromsted, quarto colocado na soma dos tempos. Pilotando pela R-Ace, o jovem piloto de 15 anos de idade liderou todas as quatro sessões de pista do dia 14, mas caiu na classificação no dia seguinte, conforme os adversários foram evoluindo. Ainda assim, vale ficar de olho nele. Afinal, não foi por acaso que ganhou nove das 12 corridas de que tomou parte da F4 do seu país no ano passado.

Valentin Kluss, que havia liderado os treinos em Misano com o antigo carro da F4, completou o top-5, mais uma vez com o equipamento da primeira geração.

Alfio Spina e Samir Ben apareceram na sequência, com Kacper Sztuka, um dos destaques da pós-temporada, mas que estava sumido em 2022, anotando o oitavo tempo. Niko Lacorte, também no carro antigo, foi o nono, enquanto Valentino Rinicella fechou o top-10, guiando pela AKM, mesma equipe que teve os brasileiros Pedro Clerot e Aurelia Nobels nos testes em Misano.

Rinicella, aliás, tem como empresário o ex-piloto de F1 Giancarlo Fisichella e vai disputar a F4 Espanhola pela sempre favorita MP. Mas não será uma surpresa se aparecer em uma etapa ou outra do campeonato da Itália.

Assim como tinha acontecido nos testes da semana passada, algumas das equipes grandes estiveram ausentes, como é o caso da Prema, que conta com o brasileiro Rafael Câmara, e a US.

A temporada 2022 da F4 Italiana começa de 6 a 8 de maio em Imola. E você pode clicar aqui para ver como o grid está sendo formado.

Confira abaixo a soma dos tempos dos treinos da F4 Italiana 2022 em Mugello (clique na imagem para ampliar, se necessário):

Maya Weug, F4 Italiana, 2022, Fórmula 4, F4, Mugello, treinos coletivos, pré-temporada