Caio Collet já foi apontado como um dos brasileiros com maior chance de chegar à F1. Afinal, conta com resultados fortes desde a época do kartismo, apoio da academia de jovens pilotos da Alpine e tem Nicolas Todt como empresário.

Mas, no ano passado, Collet fez um campeonato mais discreto na F3, fechando com a nona colocação, sem nenhuma vitória nem pole-position e sendo derrotado por Victor Martins, também da Alpine, na briga interna na equipe MP.

Confira abaixo o que esperar de Caio Collet na temporada 2022 da F3, em que o brasileiro vai disputar de olho a recuperar o prestígio que já teve.

O que esperar do brasileiro na F3 2022?

Caio Collet (#10 MP Motorsport)

Caio Collet começa a temporada 2022 da F3 em uma posição complicada. Enquanto Martins, seu companheiro de academia da Alpine e antigo rival foi promovido para a ART Grand Prix, o brasileiro renovou o contrato com a holandesa MP, equipe bastante competente, mas que ainda busca se firmar na categoria.

Mesmo que Collet estivesse uma escuderia de ponta, seria difícil fazer um prognóstico muito otimista para sua carreira. Afinal, apesar de ter sido campeão da F-Regional, F3 e F2 em anos consecutivos, Oscar Piastri nem sequer foi promovido à F1, então o que realmente podemos esperar do brasileiro?

Mas esse é um tema para ser definido só no futuro. Até lá, tem um campeonato da F3 para ser vencido, e Collet pode ficar mais tranquilo porque tem a carreira administrada por Nicolas Todt, o principal empresário da F1 e que também trabalha com Charles Leclerc e Felipe Massa entre outros competidores.

O que pesa a favor de Collet é a boa fase que teve no fim da temporada passada: nas últimas sete corridas, terminou seis delas no top-5. Nesse período, o pódio escapou, é verdade. Mas esse é o tipo de consistência que pode fazê-lo lutar pelo título, mesmo competindo por uma esquadra não tão poderosa.

Por isso, ter permanecido na MP significa apostar na continuidade em 2022 e em manter o bom momento do fim do ano passado.

Dentro da esquadra holandesa, Collet terá como companheiro o russo Alexander Smolyar, que vai para seu terceiro ano na F3. Por causa da experiência acumulada, pode ser considerado uma pedreira para o brasileiro e outro forte concorrente à taça, mas resta saber se ele conseguirá disputar a temporada completa em decorrência das sanções ao seu país por causa da Guerra da Ucrânia.

Se há um ponto em que o brasileiro precisa melhorar é evitar punições. Por exemplo, na etapa do Red Bull Ring em 2021 sofreu uma série de penalizações, que, inclusive, o fez perder a pole que havia obtido quando era favorito à vitória.

Houve também a famosa ultrapassagem por fora na Raidillon, em cima de três carros de uma vez só, debaixo de chuva, mas que também não valeu por ter sido por fora do limite do asfalto. A tendência é que, agora mais experiente, o brasileiro não cometa esses deslizes com a mesma frequência.

Agora que você já sabe o que esperar de Caio Collet, pode clicar aqui para ver como o grid da F2 2022 foi montado.

E você pode clicar aqui para conferir os resultados completos da etapa da F3 2022 no Bahrein, assim como os das principais categorias do automobilismo mundial no fim de semana.

Veja também:
> O que esperar dos pilotos brasileiros na F2 2022

Caio Collet, F3, Fórmula 3, 2022, MP, piloto brasileiro
Caio Collet inicia a temporada 2022 da F3 pressionado a obter bons resultados – foto: dutch photo agency/ferraripromo/divulgação