Emerson Fittipaldi Jr é o segundo piloto brasileiro confirmado para a temporada 2022 da F4 Italiana, tendo assinado pela equipe Van Amersfoort. Ele se junta a Rafael Câmara, que já havia acertado com a Prema.

Se o compatriota é apontado como um dos fortes concorrentes ao título, Fittipaldi é um ponto de interrogação sobre o que podemos esperar do desempenho dele neste ano.

De um lado, chega muito bem preparado à F4 Italiana. Apesar de ser um novato na categoria, Fittipaldi acumula uma temporada completa na F4 Dinamarquesa, que não é conhecida por ter um grid forte, mas ganhou destaque nos últimos anos por permitir que competidores com 14 anos de idade corressem em busca de acumular quilometragem. Nos torneios chancelados pela FIA, como é o da Itália, é preciso ter pelo menos 15 anos.

Aliás, a própria ida de Fittipaldi à F4 Italiana será um bom tira-teima para ver se essa tática de tomar parte de um campeonato mais fraco aos 14 anos realmente dá certo, já que ele será o primeiro estrangeiro a subir do torneio da Dinamarca para um mais forte.

Também pesa a favor do filho de Emerson Fittipaldi ter acertado com a sempre favorita Van Amersfoort, uma das equipes mais poderosas da F4. No ano passado, o time levou o britânico Oliver Bearman à inédita dobradinha ao conquistar os títulos da F4 Italiana e da F4 Alemã.

Do outro lado, se Câmara era um dos principais nomes do kartismo em sua época, Fittipaldi não teve o mesmo destaque. Conseguia com certa frequência passar às finais dos torneios disputados na Europa, o que não deixa de ser um saldo positivo, mas não costumava andar no top-10.

Emerson Fittipaldi Jr na equipe Van Amersfoort da F4

Fora que a Van Amersfoort também terá um plantel carregadíssimo. O brasileiro vai dividir o time com o norueguês Martinius Stenshorne, protegido de Nicolas Todt, e do britânico Arvid Lindblad, do Red Bull Junior Team e que se recupera de uma lesão sofrida no kartismo.

Ao menos uma pista já temos do que esperar de Fittipaldi para este ano: nos treinos de pós-temporada, em Mugello e em Misano, andou constantemente no grupo dos dez primeiros, embora nem sempre tenha sido o mais rápido entre os representantes da Van Amersfoort. Um bom indicador no final das contas.

Assim, com Fittipaldi e Câmara, a temporada 2022 da F4 Italiana pode ser bastante positiva para o Brasil, que terá representantes nas duas escuderias mais fortes da categoria.

Você pode clicar aqui para ver como o grid da F4 Italiana 2022 está sendo formado.

Oliver Bearman, Van Amersfoort, Fórmula 4, F4, F4 Italiana, F4 Alemã, 2021
A Van Amersfoort dominou a F4 em 2021 com Oliver Bearman – foto: aci csai/divulgação