Não é todo dia que a gente escuta uma notícia sobre a família Drugovich, e o assunto não é sobre Felipe. Quer dizer, tem sido assim ao menos desde 2009, quando o atual titular da MP na F2 2022 dava seus primeiros passos no kartismo.

Mas no final dos anos 1990 era outro representante da família que dominava o noticiário: Oswaldo Drugovich Jr., também conhecido como Junior Drugovich.

Vindo de uma família com história tanto nas pistas quanto na indústria de caminhões, o tio de Felipe Drugovich foi o campeão da Fórmula Truck em 1997 e em 1998.

Hoje, Oswaldo, aos 63 anos de idade, está há mais de uma década afastado da F-Truck. Mas se engana quem pensa que ele parou de acelerar. No fim do mês de janeiro, o tio de Felipe Drugovich conquistou o título da divisão Sênior 125cc da Copa Noroeste Paranaense de Kart, cujas etapas são disputadas na cidade de Maringá (residência da família Drugovich) e Paranavaí, localizada a cerca de 70 km de distância.

Ao longo das seis rodadas realizadas, o veterano obteve três vitórias, não dando margem para que seu título fosse contestado. Agora, prepara-se para buscar o bicampeonato em 2022.

Aliás, a taça foi conquistada cerca de uma semana após Felipe Drugovich ter vencido a edição virtual das 24 Horas de Le Mans, fazendo com que a família tivesse ainda mais motivos para comemorar neste início de ano.

A história da família de Felipe Drugovich

Além das pistas de kart, Junior Drugovich também se dedica às empresas da sua família, como a Drugovich Auto Peças, fundada pelo seu pai e pelo seu tio, e que oferece equipamentos para caminhões e ônibus, entre outros serviços, com lojas localizadas principalmente nas regiões Sul e Sudeste do país.

É justamente a Auto Peças que aparece como uma das principais patrocinadoras de Felipe Drugovich em sua trajetória nas categorias de base na F1. Consequentemente, o sucesso dos Drugovich nas pistas acaba sendo uma importante ferramente de divulgação para as empresas.

Quando o assunto é o automobilismo brasileiro, os primeiros sobrenomes que pensamos é Senna, Piquet, Fittipaldi e Barrichello. Mas os Drugovich estão mostrando que também merecem um espaço de destaque.

Felipe Drugovich, F2, Fórmula 2, 2020, MP, Barcelona, Espanha, Nobuharu Matsushita
Felipe Drugovich corre com o patrocínio das empresas de sua família nas categorias de base da F1 – foto: dutch photo agency/kgcom/divulgação