Precisamos conversar!

Normalmente depois dessa frase não costuma vir boas notícias, e infelizmente esse deve ser o caso agora. Há exatos 12 anos, eu criei o World of Motorsport e desde então tenho aproveitado todo 1º de janeiro, aniversário do site, para escrever aqui sobre o site ou sobre o status do automobilismo mundial, em vez de contar sobre algum piloto ou categoria específica, como acontece no restante do ano.

Por isso, essa é a data que escolhi para compartilhar que 2022 será o último ano do World of Motorsport.

Depois, o site continuará no ar, os posts publicados poderão ser consultados, mas não haverá mais atualizações.

O lado bom é que tem muita coisa pela frente ainda. A temporada 2022 deverá ter novamente cerca de 50 Agendas da velocidade, milhares de corridas e brasileiros em posição de destaque nas categorias de base e também em campeonatos profissionais. E tudo isso você poderá conferir por aqui.

Quando eu publiquei os primeiros posts do site, me preparando para o “lançamento” em 1º de janeiro de 2010, nunca imaginei que um dia fosse chegar a 12 anos por aqui. Pensava que o post de despedida teria sido escrito muito antes.

Criei o World of Motorsport por um motivo meio besta. Na época eu namorava com uma pessoa, e era ela quem me aguentava falar de campeonatos de base, Nascar, pilotos brasileiros promissores (como Victor Guerin, Felipe Nasr, Giancarlo Vilarinho), rali Dakar, 24 Horas de Daytona… achava que, se eu quisesse que o relacionamento desse certo, era melhor criar um blog e deixar esses assuntos para os posts.

Desde então, alcancei todos os objetivos que tinha: metas de audiência, assuntos abordados, criação da Agenda da velocidade, “pautar” a mídia especializada, entre outros. Para se ter ideia, 2021 foi o recorde de visitas orgânicas ao World of Motorsport. Fui muito além do que eu imaginava.

Esses dias me convidaram para participar de uma live no fim de semana do GP da Arábia Saudita e perguntaram como deveriam me apresentar. Eu respondi que não sabia. Não trabalho com automobilismo no dia a dia, não sou da imprensa especializada, não sou ligado a piloto/equipe. Só criei um site, fui publicando umas coisas depois do meu expediente e as coisas foram andando.

Só que nada é para sempre. Lá em 2010 eu era um estudante de jornalismo no meio da faculdade e com vontade de mostrar do que eu era capaz e falar sobre as corridas de carro obscuras que eu acompanhava. Hoje, infelizmente o tempo que eu tenho para me dedicar ao World of Motosport diminuiu (faço parte dessa geração cansada, que vive postando que está exausta para tudo) e também ganhei novos interesses, além do esporte a motor, que não ando conseguindo me dedicar a eles.

Nunca quis que o conteúdo do meu site fosse o mesmo que você pode encontrar em qualquer outra página. Que fosse só pegar o assunto que estivesse bombando no dia e escrever meia dúzia de parágrafos rapidamente sobre ele.

Claro que abordo atualidades aqui, mas alguns posts (como Quanto ganham os pilotos da Nascar e Quanto custa para um piloto chegar à F1) são planejados com meses de antecedência. Boa parte da programação de textos de janeiro (e do início de fevereiro) já foi definida. E esse esforço uma hora cobra um preço, por isso a decisão de daqui a um ano encerrar as atividades por aqui.

Esse é um bom momento para parar também. Sem citar nenhum número de audiência, acho que nos últimos 20 anos o interesse pelo automobilismo nunca cresceu tanto como agora. Antigamente era difícil encontrar no dia a dia alguém que gostasse de F1. Ficou bem mais fácil. Com isso, surgiram muitos produtores de conteúdo que fazem um trabalho muito legal sobre esse tema (assim como tem gente que escreve/fala cada coisa…).

Além disso, a gente também tem visto algumas mudanças importantes na pista. Tanto F1 quanto Nascar estreiam novos carros em 2022, pensando no corte dos custos e no aumento da competitividade. Neste ano, também deveremos ter pilotos brasileiros em boas equipes nas principiais categorias de base da Europa, com chances de vitória e, quem sabe, de títulos. Nunca houve tantas montadoras interessadas nas corridas de longa duração, e os próximos meses devem ser marcados por anúncios de pilotos e primeiras imagens desses protótipos. E, claro, terá a estreia da F4 Brasil, que é fundamental para o país voltar a revelar talentos e ter representantes nas principais categorias do automobilismo mundial.

Até por isso a ideia foi dar uma última temporada, digamos assim, para o World of Motosport e poder acompanhar todas essas mudanças, em vez de pendurar o capacete, o mouse e o teclado agora.

Por essa razão, fica aqui meu muito obrigado para todo mundo que acessou o World of Motorsport em 2021 – e ao longo desses 12 anos. Ainda temos 12 meses pela frente, e espero que seja um período de muitas corridas emocionantes e de histórias boas para contar por aqui.

Confira os outros textos do especial de fim de ano:
> 5 jovens promessas para ficar de olho em 2022
> Os melhores de 2021 no automobilismo mundial
As Agendas da velocidade de 2021
2021 World of Motorsport Rookie of the Year