Rafael Câmara voltou a ser um dos destaques dos testes de pós-temporada da F4 Italiana, realizados nos dias 26 e 27 de novembro, em Mugello, mirando 2022.

Quem olhar apenas a tabela de tempos talvez não se surpreenda, afinal o brasileiro ficou com a nona colocação na soma dos dois dias de atividade. Mas a chuva e a poeira tomaram conta dos testes, e fazer a volta mais rápida foi questão de ir à pista na hora certa.

Câmara, recentemente anunciado pela Academia da Ferrari, esteve constantemente entre os mais rápidos e liderou o segundo dia de treinos, quando o asfalto estava totalmente molhado.

O brasileiro se aproveitou de uma estratégia da Prema, equipe que deve defender na F4 Italiana em 2022, de mandar seus jovens pilotos juntos à pista. O trenzinho formado pelo brasileiro, por Charlie Wurz e por James Wharton deu certo e alçou o trio às primeiras colocações.

Falando apenas do segundo dia de testes, o brasileiro liderou com 2min03s299, superando Wurz (filho do ex-F1 Alex Wurz) por 0s125. Wharton, 0s527 atrás, foi o quarto colocado. O “intruso” no grupo foi o irlandês Alex Dunne, que deve defender a US na F4 Alemã em algumas etapas do campeonato da Itália no ano que vem. Você pode clicar aqui para ver os resultados completos apenas do segundo dia de treinos em Mugello.

Quem liderou os testes da F4 Italiana 2022 em Mugello

Voltando à soma dos tempos, a ponta ficou com o britânico Oliver Gray. Ele disputou a F4 Inglesa no ano passado, fechando na sétima posição na tabela, com direito a duas vitórias. Também esteve em duas etapas do campeonato da Itália, mas sem pontuar.

Gray testou pela escuderia holandesa Van Amersfoort, que levou Oliver Bearman aos títulos da F4 da Itália e da Alemanha em 2021. A segunda colocação ficou com o norueguês Martin Stenshorne, protegido de Nicolas Todt e também andando pela Van Amersfoort.

Dunne foi o terceiro, seguido por Brando Badoer, filho do ex-F1 Luca Badoer. Wurz foi o quinto, com Emerson Fittipaldi Jr, no quarto carro da esquadra holandesa, em sexto, com menos de 0s3 de diferença para o mais rápido.

Vencedora da primeira seletiva do programa Girls on Track, Maya Weug ficou com a sétima posição. Praticamente garantida em um segundo ano na F4 Italiana em 2022, ela busca seus primeiros pontos no monopostos agora que tem mais experiência com o carro.

O oitavo posto ficou com Wharton, seguido por Câmara e pelo finlandês Tukka Taponen, campeão mundial de kart na divisão OK em 2021.

Taponen deve disputar algumas etapas da F4 em 2022, mas seu foco deve ser continuar no kartismo.

As atividades em Mugello também foram marcadas por algumas ausências. A principal foi a de Andrea Kimi Antonelli, companheiro de Câmara na Prema e considerado um dos favoritos ao título da F4 Italiana no ano que vem. Também não andaram Kacper Sztuka, um dos líderes dos treinos em Misano, e Ugo Ugochukwu, do programa de jovens pilotos da McLaren.

Os testes de pós-temporada da F4 Italiana para 2022 continuam nos dias 2 e 3 de dezembro em Vallelunga, autódromo que fica próximo a Roma.

Veja abaixo os tempos completos dos testes da F4 Italiana 2022 em Mugello (clique na imagem para aumentar, se necessário):

F4, Fórmula 4, F4 Italiana, 2022, Mugello, treinos coletivos, Rafael Câmara, Emerson Fittipaldi Jr