Rafael Câmara participou na última semana de dois dias de treinos coletivos da pós-temporada da F4 Italiana, no circuito de Misano, sua primeira aparição desde que foi confirmado como integrante da Academia da Ferrari a partir de 2022.

O brasileiro testou pela Prema, a mesma pela qual deve correr na F4 no ano que vem, e fechou com a terceira colocação na soma dos tempos, apenas 0s1 atrás de Andrea Kimi Antonelli, seu companheiro de equipe desde a época do kartismo e líder das atividades.

A segunda posição foi do polonês Kacper (lê-se “Kasper”) Sztuka, uma das surpresas dos testes, pilotando pela equipe US. Sztuka, na verdade, foi o mais veloz em três das quatro sessões de pista realizadas, mas ficou com o segundo posto quando as condições do asfalto estavam melhores, e Antonelli conseguiu obter o melhor tempo na geral.

Ainda assim, a vice-liderança foi bastante positiva para ele. Afinal, o representante da Polônia tinha sido somente o 36º na classificação da F4 Italiana em 2021, não tendo marcado pontos.

Câmara fechou em terceiro, enquanto Alex Dunne foi o quarto. Em 2021, o piloto da Irlanda participou de etapas da F4 Espanhola e também da Alemã, tendo impressionado. Obteve uma pole e dois pódios, apesar de não ter tomado parte de todas as corridas dessas categorias.

Marcus Amand, dono de boa carreira no kartismo, mas também vindo de um fraco ano de F4 em 2021, completou o top-5 no terceiro carro da US.

Como Antonelli participou de meia temporada da F4 Italiana neste ano (tendo até chegado três vezes ao pódio), Câmara foi o único novato de verdade nos monopostos a entrar no grupo dos cinco primeiros.

Emerson Fittipaldi Jr nos treinos da F4 Italiana 2022

A sexta colocação ficou com o norueguês Martin Stenshonre, protegido de Nicolas Todt e que também vai fazer a transição do kartismo para os monopostos em 2022.

Stenshrone liderou uma sequência de quatro carros da Van Amersfoort (escuderia campeã da F4 em 2021 com Oliver Bearman). Na sequência vieram o australiano Marcos Flack (outro já com experiência na modalidade), o brasileiro Emerson Fittipaldi Jr (vindo de uma temporada na F4 Dinamarquesa) e Arias Deukmedjian (dos EUA).

O veterano Harrison Scott, testando pela R-Ace, fechou o grupo dos dez primeiro colocados, logo à frente do americano Ugo Ugochukwu, recentemente contratado para o programa de jovens pilotos da McLaren. Brando Badoer, filho do ex-F1 Luca Badoer, foi o 12º, na frente de outros dois representantes da Academia da Ferrari: Maya Weug e James Wharton.

Outro nome de destaque que participou das atividades foi o do finlandês Tukka Taponen, que foi derrotado por Rafael Câmara na seletiva valendo a vaga na Academia da Ferrari, mas que ganhou o Mundial de Kart. Andando pela mesma Prema, fechou na 16ª colocação na tabela de tempos.

Os pilotos da F4 Italiana voltam à pista nesta quinta e sexta-feira para mais dois dias de atividade de pós-temporada no circuito italiano de Mugello.

Veja abaixo os tempos completos dos testes da F4 Italiana 2022 em Misano (clique na imagem para aumentar, se necessário):