Max Verstappen conquistou uma importantíssima vitória no GP dos Estados Unidos da temporada 2021 da F1, ao derrotar Lewis Hamilton em uma prova na qual a estratégia da Red Bull e a pilotagem do holandês foram capazes de superar a Mercedes.

Esse também foi o primeiro triunfo do holandês nos Estados Unidos e o primeiro da Red Bull em território americano desde o conquistado por Sebastian Vettel em 2013.

Mas o que torna o resultado deste domingo tão importante é que, ao avaliarmos o favoritismo de cada piloto nas últimas cinco corridas do ano, Verstappen pode ter aberto uma vantagem na tabela de pontos que não pode mais ser revertida por Hamilton.

Quem vence as próximas etapas da F1 2021?

As próximas duas corridas, os GPs do México e do Brasil, serão disputadas em pistas que favorecem a Red Bull, principalmente por causa da altitude, que afeta mais o turbo dos motores da Mercedes que os da Honda (fornecedora da esquadra rubro-taurina).

Olhando o retrospecto, Verstappen triunfou na Cidade do México em 2017 e 2018 e levou a melhor em Interlagos em 2019. Teria ganhado no Brasil também em 2018, mas essa foi a polêmica prova na qual acabou acertado enquanto liderava pelo retardatário Esteban Ocon.

Caso Verstappen de fato ganhe esses dois próximos GPs, poderá chegar a 26 pontos de vantagem sobre Hamilton. Isso significa que mesmo se o britânico da Mercedes vencer as últimas três etapas da temporada, no Qatar, na Arábia Saudita e em Abu Dhabi, o holandês será o campeão desde que termine todas elas em segundo lugar.

Com 26 pontos de vantagem, o holandês também terá o benefício de abandonar uma das últimas corridas do ano e mesmo assim se manter no páreo contra Hamilton.

Fazendo um parêntese, na conta acima não considerei os pontos da corrida sprint em Interlagos nem de melhor volta no México ou no Brasil. Essas são pistas que favorecem a Red Bull, mas a ideia é mostrar que Verstappen poderá deixar São Paulo com uma vantagem considerável, mesmo caso não conquiste esses bônus.

Ainda assim, vale um alerta para a esquadra rubro-taurina. Nas últimas rodadas, favoritismo não tem valido nada.

A própria Red Bull tinha chegado à Turquia cotada para terminar com a primeira colocação, mas quem dominou foi a Mercedes, que garantiu a vitória com Valtteri Bottas em momento algum sendo pressionado por Verstappen.

Já, em Austin, a expectativa era ver a montadora alemã andando na frente (como aconteceu no primeiro treino livre, com Bottas quase 1s de vantagem para Verstappen), mas no fim a Red Bull virou o jogo ao longo do fim de semana e colocou seu principal piloto no degrau mais alto do pódio.

Você pode clicar aqui para conferir os resultados completos do GP dos Estados Unidos da F1 2021, assim como os das principais categorias do automobilismo mundial no fim de semana.

Lewis Hamilton, F1, Fórmula 1, GP dos Estados Unidos, Austin, Max Verstappen
Max Verstappen segurou Lewis Hamilton na parte final do GP dos Estados da F1 2021 – foto: getty images/red bull content pool