O ano ainda não terminou, mas Rafael Câmara já está de olho na temporada 2022. Na última semana, o brasileiro, que ainda disputa o kartismo, participou de dois dias de treinos coletivos da F4 Italiana em Mugello.

Câmara terminou em 23º entre os 34 competidores que estiveram na atividade, mas foi o primeiro colocado entre aqueles que não tomaram parte de nenhuma etapa da F4 Italiana 2021.

Também mostrou evolução. No primeiro dia de treinos, na terça-feira, fechou com o 25º tempo, enquanto avançou para o 21º posto na quarta-feira. O brasileiro melhorou 0s6 de um dia para o outro, o que é notável, mas também esperado.

Afinal, as condições de pista melhoraram de terça para quarta, além de o próprio brasileiro estar mais aclimatado ao carro da F4. Afinal, ele participou de poucas sessões de testes neste ano com o monoposto, enquanto a maior parte de seus adversários disputa a temporada completa.

Outros pilotos também tiveram ganhos astronômicos de um dia para o outro. Andrea Kimi Antonelli saltou 0s5, enquanto Charlie Wurz, ambos da Prema, melhorou 1s1.

Wurz e Antonelli, aliás, são dois prováveis adversários de Câmara na F4 Italiana em 2022.

Onde Rafael Câmara vai correr em 2022?

Só que, enquanto o foco do brasileiro neste ano tem sido o kartismo (até porque havia a ambição de ser campeão mundial no Brasil, já que o campeonato estava marcado para acontecer no país), os dois novatos da Prema têm se dedicado à transição para os carros de fórmula.

Wurz, por exemplo, nem passou pelo kart em 2021. Preferiu, de última hora, fechar com a esquadra italiana para participar de um extenso programa de testes na F4 . O filho do ex-F1 Alexander Wurz já tomou parte das etapas de Vallelunga e do Red Bull Ring da F4 Italiana, pontuando com facilidade nelas.

Já Antonelli, companheiro de equipe de Câmara no kartismo, estreou na F4 Italiana também no Red Bull Ring, quando obteve dois nonos lugares. O italiano, aliás, foi um dos pilotos mais rápidos em ritmo de corrida e, se não fosse pelo chove-e-para, poderia ter brigado por top-5 ou até mesmo por pódio na terceira bateria daquele fim de semana.

Como a tendência é que ambos continuem na Prema em 2022, começa a surgir a dúvida sobre onde Câmara vai correr.

Ele tem testado pela Cram, uma equipe que já esteve entre as maiores da Europa, mas que não vive seus melhores dias. Na atual temporada, tem alinhado carros para o italiano Vittorio Catino, para o colombiano Nicolás Baptiste e para o grego Georgis Markogiannis.

Baptiste pontuou em duas das 15 etapas da F4 Italiana 2021 até aqui, incluindo um quinto lugar no Red Bull Ring, que foi o melhor resultado da escuderia até agora. Já Catino tem um top-10 no campeonato.

Muita gente não lembra, mas a Cram foi a equipe que Felipe Massa defendeu quando fez a transição do automobilismo para o europeu em 2000. Pela esquadra italiana, conquistou o título da F-Renault Eurocup, o que chamou a atenção da Ferrari. O empresário de Câmara é Dudu Massa, irmão do ex-F1, daí a ligação entre o jovem piloto brasileiro e a escuderia italiana.

Mas os testes pela Cram não significam que Câmara vai defender a equipe em 2022. Antonelli, por exemplo, fez seus primeiros treinos na F4 pela AKM, escuderia comandada pelo pai do piloto, mas sua estreia foi pela Prema, onde deve permanecer para o ano que vem.

Confira abaixo os resultados completos dos treinos da F4 Italiana 2021 em Mugello (clique na imagem para ampliar, se necessário):

Rafael Câmara, F4, Fórmula 4, F4, treinos coletivos, Mugello