Quem acompanha o esporte a motor há algum tempo sabe que o automobilismo europeu tradicionalmente é disputado de abril até setembro – no máximo até a primeira semana de outubro. Ou seja, em situações normais, já estaríamos a ponto de conhecer os campeões de 2021.

Só que não estamos vivendo uma situação normal, e parte dos campeonatos começou mais tarde, em uma tentativa de ter, agora no segundo semestre, a presença do público nas arquibancadas.

Por isso, vamos precisar esperar mais um pouco para ver quem vai levantar a taça em cada lugar.

Apesar disso, nas principais Fórmula 4 da Europa o título já está praticamente encaminhado. Se não acontecer nenhuma virada impressionante, Dilano van’t Hoff será o campeão da F4 Espanhola, Esteban Masson ficará com o caneco na França e Oliver Bearman conquistará a inédita dobradinha na F4 Alemã e na F4 Italiana. Já Mads Hoe deverá levar para casa a taça da F4 Dinamarquesa, apesar de correr com o chamado “F5”, enquanto Emerson Fittipaldi Jr. levará a melhor na divisão para F4.

A única exceção é a F4 Inglesa, com somente 35 pontos separando os cinco primeiros colocados na tabela, faltando três etapas para o fim.

Quem será o campeão da F4 Inglesa 2021?

Não dá para cravar um favorito. Neste momento, quem lidera o campeonato é o peruano Matías Zagaleta, um dos únicos veteranos do grid. O piloto da Argenti não tem sido brilhante, mas vem sendo o mais consistente. Nas últimas dez corridas realizadas, venceu duas e terminou em segundo em outras quatro.

Ele destronou Matthew Rees do topo da tabela. Rees é considerado um dos principais estreantes deste ano e compete pela JHR, a única equipe que tem feito frente ao chamado big four do Reino Unido, formado por Carlin, Fortec, Arden e Argenti (Double R).

O novato iniciou 2021 acelerando forte e obteve a pole para as cinco primeiras corridas da temporada (sem contar as com grid invertido), o que contribuiu para que ele engatasse uma sequência de seis pódios (incluindo duas vitórias) nas 15 provas iniciais. Mas, desde então, tem enfrentado dificuldades para alcançar o top-5, o que permitiu a ascensão de Zagaleta.

Mas a história mais impressionante até agora tem sido a de James Hedley. Campeão da Ginetta Junior (campeonato destinado a competidores com 14 anos) em 2019, o britânico já tinha disputado a F4 Inglesa no ano passado. Foi bem, fechando em quinto com quatro vitórias.

Como ele resolveu permanecer na categoria para 2021, poderia ser considerado o favorito, correto? Depende. Hedley sofre de um problema que afeta boa parte dos competidores no mundo todo: a falta de dinheiro. Tanto que só foi confirmado na equipe Fortec às vésperas da primeira etapa.

Ainda assim, começou forte o ano, com uma sequência de quatro pódios nas quatro primeiras corridas (sendo duas vitórias), disparando na tabela e fazendo valer seu favoritismo. Depois, acumulou mais dois primeiros lugares em Brands Hatch e em Oulton Park.

Mas a boa fase acabou aí. Desde o triunfo em Oulton, Hedley só conseguiu mais um único pódio. E seis das nove baterias disputadas desde então resultaram em términos para além do décimo posto ou abandonos por problemas mecânicos.

O piloto até trocou a Fortec pela sempre favorita Carlin antes da sexta rodada da temporada, mas os resultados só pioraram.

Se Hedley começou o ano como favorito, nas duas últimas etapas ele escorregou para a quinta colocação na tabela e não dá sinal de que tenha condições de se recuperar.

Os outros dois na briga pelo título é o britânico McKenzy Cresswell, companheiro de Rees na JHR, e o sueco Joel Granfors, que assumiu o posto de líder da Fortec com a saída de Hedley e está em uma boa sequência de sete corridas seguidas na zona de pontos, tanto que entrou de vez na luta pelo título, apesar de só ter ganhado uma vez em 2021.

A F4 Inglesa está em meio a três fins de semana consecutivos com corridas. Acabou de realizar a rodada de Croft e, até o começo de outubro, também passará por Silverstone e Donington Park.

Quem aproveitar essa sequência deve ser aproximar da taça. Mas, com um campeonato tão apertado como o deste ano, não resta dúvidas de que só conheceremos o campeão em Brands Hatch, nos dias 23 e 24 de outubro.

Você pode clicar aqui para conferir os resultados completos da F4 Inglesa 2021 em Croft, assim como os das principais categorias do automobilismo mundial no fim de semana.