Para quem gosta de conhecer primeiro as próximas promessas do automobilismo mundial, um nome para ficar de olho é o britânico Oliver Bearman, de 16 anos de idade.

Em 2021, Bearman está tendo um calendário bastante cheio, competindo na F4 Italiana, na F4 Alemã e na F3 Inglesa.

Até agora, o tempo extra de pista está dando certo para ele. Seu “pior” desempenho está sendo na F3 Inglesa, onde participou somente da primeira rodada do campeonato e conquistou dois pódios. Na Itália, ele acumula cinco vitórias consecutivas (em nove provas) e já abriu 62 pontos de vantagem na tabela. Na Alemanha, cuja Fórmula 4 só teve uma rodada realizada, é o líder, com duas vitórias nas três primeiras baterias.

Ainda restam muitas corridas pela frente, mas o jovem britânico tem condições reais de se tornar o primeiro piloto a ser campeão tanto da F4 Alemã quanto da Italiana no mesmo ano.

Até agora, quem passou mais perto de fazer a dobradinha foi o norueguês Dennis Hauger, que derrotou Gianluca Petecof para ser o campeão da F4 Italiana, em 2019, mas na Alemã, apesar de todo o favoritismo, acabou vencido (por uma diferença de menos de dez pontos) por um francês até então pouco conhecido chamado Théo Pourchaire.

Os trunfos de Bearman neste ano tem sido contar com o bom equipamento da Van Amersfoort (mesma equipe pela qual Hauger correu em sua passagem pela F4) aliado à sua experiência de já ter competido na categoria no ano passado.

A carreira de Oliver Bearman na Fórmula 4

Nem era para o britânico ter feito a transição para os monopostos em 2020. Mas como os campeonatos começaram somente no segundo semestre da temporada passada, o piloto aproveitou que já tinha completado a idade mínima de 15 anos e decidiu fazer alguns testes de F4.

O desempenho foi tão bom que ele resolveu participar de uma etapa da F4 Alemã, pela equipe US, para ver como se sairia. No fim, tomou parte de todas as etapas do campeonato da Alemanha, terminando em sétimo na tabela de pontos, com uma vitória, enquanto também conquistou um triunfo em três rodadas em que competiu na Itália.

No ano passado, as F4, de uma maneira geral, reuniram uma geração muito forte de novatos, e muitos deles já subiram para categorias como a F3 e a F-Regional by Alpine agora em 2021. É o caso de Gabriele Mini, Francesco Pizzi, Dino Beganovic, Gabriel Bortoleto e Jak Crawford, entre outros.

Por causa dessa forte concorrência, muitos pilotos que não conseguiram brilhar tanto assim na F4 em 2020 resolveram permanecer na categoria por mais uma temporada em busca de ocupar esse espaço que se abriu, vencer corridas e chamar a atenção dos times de F1. E nisso Bearman vem sobressaindo como o principal nome da F4 em 2021 até agora. Olho nele.

Você pode clicar aqui para ver os resultados completos da F4 Italiana em Vallelunga, assim como os das principais categorias do automobilismo mundial no fim de semana.

Oliver Bearman, Van Amersfoort, Fórmula 4, F4, F4 Italiana, F4 Alemã, 2021
Oliver Bearman também tem corrido na F4 Alemã e na F3 Inglesa em 2021- fotos do post: aci csai/divulgação