O WTCR começa a temporada 2021 tentando se recuperar da crise recente.

No início do ano passado, o campeonato já enfrentava problemas por causa dos custos cada vez maiores para as equipes, o que contribuiu para a saída de marcas como a Volkswagen, a Peugeot e a Alfa Romeo (que depois voltou atrás).

Para piorar, a categoria sempre apostou muito no mercado asiático. Mas em uma época de fronteiras fechadas, como a que estamos vivendo, viu-se impedida de entrar no Oriente e precisou improvisar uma temporada de pouquíssimas corridas somente na Europa.

Para 2021, o WTCR ensaia uma recuperação. O número de equipes aumentou, e 22 pilotos estão confirmados para a primeira etapa, em Nordschleife. Além disso, há a expectativa de voltar à Ásia no fim deste ano.

Em meio à recuperação, o WTCR rem recebido investimentos, e duas montadoras estreiam novos equipamentos neste ano. Abaixo você confere quais são os carros da temporada 2021 do WTCR e o que podemos esperar de cada um deles:

Lynk & Co 03 TCR

carros WTCR, 2021, Cupra, fotos

A chinesa Lynk & Co é a marca do WTCR que mais desperta curiosidade, justamente por não ser tão conhecida no resto do mundo. Fundada em 2016, faz parte do grupo Geely, dona também da Volvo e da Lotus. A ideia é justamente usar o campeonato para divulgar a Lynk & Co.

Em se tratando de resultados, o plano vem dando certo. A marca chinesa montou um verdadeiro dream team e conquistou o título de 2020 com o francês Yann Ehrlacher, sobrinho do veterano Yvan Muller, tetracampeão do WTCC e que também compete pela montadora.

Completam o time o sueco Thed Bjork, campeão do WTCC em 2017, e o uruguaio Santiago Urrutia, que parecia seguir caminho rumo à Indy, mas acabou chamado pela Lynk & Co e se destacou no ano passado com uma sequências de pódios (incluindo uma vitória) nas corridas finais.

Apesar de nova, a Lynk & Co já se envolveu em polêmicas no WTCR. Quando a marca entrou na categoria, em 2019, não oferecia seu equipamentos a equipes clientes, o que era proibido pelo regulamento. Depois de muita reclamação das adversárias, começou a comercializar o modelo 03 TCR, que hoje também participa de campeonatos na China e na Suécia.

Hyundai Elantra N TCR

carros WTCR, 2021, Hyundai, Elantra, fotos

Tendo conquistado os títulos de 2018 e 2019, com o i30, a Hyundai sentiu o golpe da chegada da Lynk & Co e para tentar recuperar a primeira posição está promovendo a estreia do Elantra, um sedan, a exemplo do 03 de sua concorrente.

No ano passado, a marca sul-coreana passou por maus bocados. Desistiu de participar da etapa da Alemanha por não concordar com a equalização dos carros e viu todos os seus pilotos terminarem o campeonato fora do grupo dos 12 primeiros.

Os fracos resultados coincidiram com um momento em que a Hyundai já vinha diminuindo os investimentos no WTCR. Em 2020, a BRC, sua principal equipe, passou de quatro para dois carros, enquanto a Engstler, seu principal time-cliente, assumiu os outros dois automóveis.

Para 2021, BRC e Engstler seguem cada um com dois equipamentos, mas terão a companhia da escuderia italiana Target, que inscreverá os irmãos suecos Andreas e Jessica Backman.

Além da nova esquadra, a principal novidade da Hyundai para 2021 é a chegada de Jean-Karl Vernay, que estava na Alfa Romeo. Ele substitui Nicky Catsburg, que preferiu se dedicar somente às provas de GT3 em 2021.

Audi RS 3 LMS TCR

carros WTCR, 2021, Audi, fotos

Com o Grupo Volkswagen já tendo anunciado que o foco são os carros elétricos e diminuído o investimento para as categorias de turismo, foi uma surpresa a Audi ter decidido lançar um novo carro para a temporada 2021 do WTCR.

O motivo, é claro, é aproveitar o sucesso do modelo anterior, que compete em pistas de todo o mundo e também estará presente no TCR da América do Sul. Com tantas equipes clientes, a Audi constatou que o mercado dos modelos TCR ainda deveria ser mais explorado por ela.

No ano passado, a marca alemã passou perto de conquistar o título com seus três pilotos, Tom Coronel, Gilles Magnus e Nathanael Berthon, tendo acumulado duas vitórias e outros cinco pódios.

Só que nenhum dos três é considerado um piloto “top”. Caso a montadora tivesse seus principais nomes à disposição, talvez a história da temporada 2020 tivesse sido outra. Não por acaso o veterano Frédéric Vervisch retornou ao campeonato neste ano em um quarto carro da Audi inscrito pela equipe Comtoyou.

Honda Civic Type R TCR (FK8)

carros WTCR, 2021, Honda, Civic, fotos

A Honda vem batendo na trave na hora de conquistar o título do WTCR. Esteban Guerrieri foi o vice em 2019 e lutou pela taça no ano passado, mas em ambas as oportunidades acabou sendo derrotado, principalmente por ter enfrentado campeonatos mais conturbados (com quebras e acidentes) que seus adversários.

Assim, a temporada 2021 começa com a dúvida de sempre: será que enfim chegou a hora da Honda?

Caso Guerrieri volte a passar por altos e baixos, a marca conta com o também argentino Nestor Girolami, que recentemente esteve na Stock Car, para disputar as primeiras posições.

O lado negativo para eles é que, entre os carros do WTCR 2021, o Honda Civic é o mais antigo.

Cupra León Competición TCR

carros WTCR, 2021, Cupra, fotos

Não confundir a Cupra, linha de veículos de alta performance da Seat, com o Supra, modelo superesportivo da Toyota.

Para quem mora fora da Europa, a Cupra pode não ser uma das marcas mais conhecidas do grid, mas é uma que pode surpreender no WTCR 2021 com Mikel Azcona. Se no ano passado, com o equipamento tendo ficado pronto em cima da hora, o espanhol conquistou uma vitória (e foi o sétimo na tabela), agora pode ir ainda melhor.

Ele terá o veterano Rob Huff como companheiro. No ano passado, o britânico ficou sem vaga no WTCR e se dedicou ao campeonato da Escandinávia, onde foi o campeão, mas agora está de volta em busca de repetir a taça obtida em 2012, ainda na época do WTCC.

Agora que você os carros do WTCR 2021, pode clicar aqui para conferir os pilotos confirmados no grid.

fotos do post: cyan racing/divulgação; hyundai/divulgação; audi/divulgação; honda/divulgação; cupra/divulgação