Quando o Brasil voltará a ter um piloto na MotoGP? Desde que Alexandre Barros deixou a principal categoria do motociclismo mundial, no fim de 2007, o país não tem um representante por lá. Mas essa pergunta está cada vez mais perto de ser respondida.

Afinal, em 2021, haverá quatro pilotos brasileiros competindo em categorias de acesso do motociclismo europeu e com chances de conquistar bons resultados.

O mais conhecido deles é Eric Granado, que vai para sua terceira temporada na MotoE, o campeonato de motos elétricas, que integra os fins de semana da MotoGP. Nos dois anos anteriores, ele conquistou vitórias e agora espera melhorar o desempenho em 2021 com mudança de equipe: deixou a Avintia para correr pela SRT.

Já os irmãos Ton e Meikon Kawakami mais uma vez vão participar da Supersport 300, que é considerada a porta de entrada para quem busca um dia chegar ao Mundial de Superbike.

No ano passado, Meikon foi o 11º na classificação final, quatro posições acima de Ton. Para este ano, eles continuam na categoria, e a expectativa é que briguem na parte de cima da tabela, com ambos tendo andado entre os primeiros durante a pré-temporada. A primeira corrida deles está marcada para os dias 22 e 23 de maio, em Aragón, na Espanha.

O quarto integrante do grupo de brasileiros no exterior é o jovem Diogo Moreira, que completará 17 anos de idade na próxima semana e é protegido de Alexandre Barros. Já faz alguns anos que ele está no motociclismo europeu e vem conseguindo resultados de destaques.

Diogo Moreira na Red Bull Rookies Cup 2021

Um dos principais, aliás, foi obtido neste fim de semana com a pole-position na rodada de abertura da Red Bull Rookies Cup, campeonato que antecede a Moto3. O brasileiro terminou a primeira bateria com uma ótima segunda colocação e caiu para oitavo na segunda corrida.

A Red Bull Rookies Cup é uma categoria um pouco diferente das demais. Para participar dela, os pilotos precisam ser convidados pela organização. Não basta só se inscrever. E para isso eles passam por um rigoroso processo seletivo no ano anterior, onde são avaliados.

Entre os competidores que já foram campeões da Rookies Cup estão Johann Zarco e Jorge Martin, coincidentemente atualmente a dupla da Pramac na MotoGP, e o espanhol Pedro Acosta, de somente 16 anos de idade e que é a grande surpresa deste começo de Moto3 em 2021, tendo obtido duas vitórias e um segundo lugar em três corridas.

A Red Bull Rookies Cup é conhecida por ser um campeonato em que a experiência dos pilotos é bastante importante, e os novatos demoram um pouco mais para pegar o jeito. Por isso a pole de Diogo Moreira, logo na estreia no Algarve, foi um bom sinal para ele.

Mas também é preciso ter um pouco de calma. Destacar-se na Red Bull Rookies Cup é só um dos primeiros passos na carreira de um piloto, e não há nenhuma garantia de que um dia ele poderá chegar à MotoGP. Basta ver que nomes como JD Beach, Jakub Kornfeil e Karel Hanika levantaram o caneco do torneio e jamais estiveram perto de serem cotados para a categoria rainha do motociclismo mundial.

Você pode clicar aqui para ver os resultados completos da rodada de abertura da Red Bull Rookies Cup, assim como as das principais categorias do automobilismo mundial no fim de semana.

foto do topo: gold & goose/red bull content pool

Alexandre Barros, mentor de Diogo Moreira, é o último brasileiro a ter corrido na MotoGP (imagem de 2005) – foto: ozzzie/flickr/CC BY 2.0