Os Fittipaldi Brothers estarão em ação em dose dupla nas pistas. Enquanto Pietro Fittpaldi está na Europa para a disputa das 4 Horas de Barcelona, que inicia a temporada 2021 da ELMS, Enzo Fittipaldi competirá na rodada de abertura da Indy Pro 2000, nos EUA.

Em comum, ambos estão estreando em seus campeonatos. Pietro retorna às provas de longa duração após uma rápida passagem pelo WEC em 2018, quando sofreu um fortíssimo acidente. Já Enzo está correndo pela primeira vez nos EUA.

Como nem a ELMS, nem a Indy Pro 2000 são categorias tão conhecidas assim, confira abaixo o que esperar dos dois irmãos neste ano:

Pietro Fittipaldi na ELMS 2021

Pietro terá um ano bastante cheio em 2021. Além da função de piloto reserva da Haas, na F1, vai disputar quatro corridas da Indy, todas em ovais, pela Dale Coyne, e a temporada completa da ELMS, categoria de endurance europeia, considerada um degrau abaixo do WEC. Também estará presente nas 24 Horas de Le Mans.

Mas não se engane. Apesar de a ELMS ser um degrau abaixo, a categoria terá um grid fortíssimo neste ano. Entre os principais destaques estão a chegada do ex-F1 Robert Kubica, que correrá pela escuderia WRT, e de Nyck de Vries, que já ganhou prova em 2021 na Formula E.

Só que Fittipaldi não competirá diretamente contra eles. Ele está inscrito na divisão Pro-Am dos protótipos LMP2, destinada às equipes com um piloto amador na tripulação. E o brasileiro dividirá o carro com o americano John Falb, de 49 anos de idade.

Falb é um veterano das provas de longa duração, tendo tomado parte de etapas do WEC e da Imsa nos últimos anos, assim como tendo sido o campeão da divisão LMP3 da própria ELMS em 2018. Mas entre os LMP2, ele ainda busca o primeiro pódio.

O outro piloto do carro é o angolano Rui Andrade, que está fazendo a transição das categorias de base da Europa, onde não teve muito destaque, para as provas de endurance.

De um lado, Fittipaldi contará com uma das melhores equipes do grid, a Algarve Pro (que prepara os carros da G-Drive) para buscar bons resultados dentro da divisão Pro-Am. Do outro, a falta de um piloto veterano em provas de longa duração pode jogar contra o trio.


Enzo Fittipaldi na Indy Pro 2000 em 2021

Depois de cinco temporadas no automobilismo europeu, Enzo Fittipaldi fará a transição para os EUA em 2021 e vai correr na Indy Pro 2000, categoria intermediária do programa Road to Indy.

Ele competirá por uma associação entre a equipe italiana RP (campeã de 2019, com Kyle Kirkwood, mas que ficou de fora da temporada passada por causa das restrições de viagens entre países) e a Andretti, uma das mais fortes das categorias de base dos EUA.

Pelo pedigree das duas escuderias, o brasileiro terá que lidar com a pressão de precisar andar na frente ao longo da temporada, embora o tempo que a RP ficou afastada do campeonato e a adaptação à nova aliança com a Andretti possam ser contratempos para ele.

Um bom parâmetro poderá ser a comparação com o companheiro de equipe Enaam Ahmed, campeão da F3 Inglesa em 2017 e que também está fazendo a transição da Europa para os EUA neste ano.

Além disso, os dois pilotos precisarão enfrentar um grid bastante cheio. Há novatos promissores, como o dinamarquês Christian Rasmussen, atual campeão da USF2000, e veteranos como o russo Artem Petrov e o mexicano Manuel Sulaimán, que esperam brigar pelas primeiras colocações a partir da experiência que já acumularam.

Outra história interessante é a volta de Braden Eves. O americano, considerado bastante promissor, sofreu um fortíssimo acidente no misto de Indianápolis do ano passado que o afastou das pistas por meses. Agora, recuperado, quer compensar o tempo perdido e mostrar que continua sendo um forte candidato à taça.

Agora que você já conhece os campeonatos onde Pietro e Enzo Fittipaldi vão correr em 2021, pode clicar aqui para conferir os resultados completos da ELMS e da Indy Pro 2000, assim como os das principais categorias do automobilismo mundial no fim de semana.

Enzo Fittipaldi compete na Indy Pro 2000 em 2021 por uma aliança entre a equipe italiana RP e a Andretti – foto: rf1/divulgação