Matheus Ferreira, WSK Super Master Series, OKJunior, La Conca, kart, kartismo, 2021

Mercedes na frente também no kartismo em 2021

Dos representantes da academia da Mercedes de jovens pilotos que um dia sonham chegar à F1, o jamaicano Alex Powell, de apenas 13 anos de idade, talvez seja o menos conhecido. Além de se o mais novo, ele começou a competir nos EUA antes de, já com o apoio da montadora, migrar para o kartismo europeu.

Talvez por isso os resultados tenham demorado a chegar para ele. No ano passado, disputando a categoria OKJunior, terminou em décimo no Europeu e fechou ainda mais atrás o Mundial, em 31º.

Por isso, de certa forma, ele começou 2021 pressionado para mostrar resultados.

Não que a Mercedes seja conhecida por demitir seus pupilos da mesma forma como fazem Red Bull e Renault (Alpine). E também é injusto exigir de um competidor que mal entrou na adolescência o mesmo tipo de desempenho que alguém que esteja na F3 ou na F2.

Mas existe uma questão da autoconfiança. Alguém que recebe o apoio da principal equipe da F1 nos últimos anos espera brigar pelas primeiras colocações, o que não vinha acontecendo constantemente no caso de Powell.

Tudo mudou no fim de semana, na segunda etapa do WSK Super Master Series, a terceira competição mais importante do kartismo internacional. No kartódromo italiano de La Conca, Powell venceu a bateria decisiva e subiu ao degrau mais alto do pódio. De quebra, assumiu a liderança do campeonato, com 108 pontos.

Agora resta vez se o jamaicano continuará mantendo os fortes resultados na próxima etapa e se ele se firmará como um dos principais nomes do kartismo europeu.

Quem também andou muito bem em La Conca foram os brasileiros Matheus Ferreira (na foto do topo) e Miguel Costa. Ferreira, que conta com o equipamento de fábrica da Kart Republic, marca que tem dominado as competições internacionais nos últimos anos, ficou com a terceira colocação na divisão OKJunior, repetindo o pódio obtido na primeira etapa em Adria. Agora ele é o quarto na tabela.

Já Costa, que também compete com o chassis da Kart Republic, foi o quinto. Como ele não andou muito bem na etapa de Adria, é o oitavo no campeonato.

Rafael Câmara segue em boa fase na OK

Já na divisão OK, onde estão os pilotos que estão quase prontos para a transição para os monopostos, a vitória ficou com o britânico Arvin Lindblad, do Red Bull Junior Team e protegido de Oliver Rowland, da Nissan na Formula E.

Rafael Câmara, que vinha de vitória nas duas competições anteriores disputadas, dessa vez foi “somente” o segundo colocado. Como resultado, ele mantem a liderança na tabela, com 164 pontos, contra 136 de Lindblad. Lembrando que faltam duas etapas para o fim da WSK Super Master Series.

Os outros representantes do Brasil também foram bem em La Conca. Na OKJunior, Heitor Dall’Agnol terminou em 27º, enquanto, na OK, Ricardinho Gracia foi o 16º e Emerson Fittipaldi Jr cruzou a linha de chegada em 18º. O único que não passou para a final foi Matheus Morgatto.

Você pode clicar aqui para ver os resultados completos da segunda etapa do WSK Super Master Series, assim como os das principais categorias do automobilismo mundial no fim de semana.

foto do topo: rf1/divulgação

o
Miguel Costa também tem se destacado neste começo de 2021 no kartismo internacional – foto: sportinphoto/rf1/divulgação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s