Tudo o que Kyle Busch queria para a temporada 2021 da Nascar Truck Series era voltar a 2014. Naquele ano, sua equipe venceu 14 das 22 corridas disputadas, quando contava com o próprio dono, além de Erik Jones e Bubba Wallace em seu equipamento.

Depois vieram os títulos de Jones e de Christopher Bell, além de William Byron ter feito uma ótima temporada, em 2016, que só não terminou com a taça porque houve uma quebra mecânica na penúltima corrida do ano. Algo fatal no regulamento de eliminação nos playoffs a cada três corridas. Mas o domínio de 2014 jamais se repetiu.

Se, de um lado todos esses pilotos um dia chegaram à principal divisão da Nascar, do outro Kyle Busch passou a cobrar resultados cada vez melhores de seu time. Afinal, sua escuderia conta com investimentos da Toyota e tem um dos maiores orçamentos da Truck Series, portanto seria uma certa obrigação andar na frente.

Só que o desempenho, na verdade, só foi caindo. Em 2019, com os badalados Harrison Burton e Todd Gililland, a esquadra venceu somente uma única corrida, e nenhum dos dois foram aos playoffs. Seria problema do equipamento? Nada disso. Naquele ano, Kyle Busch disputou cinco corridas na Truck Series por seu time e ganhou todas. Frustrado, o patrão deu nota 2 aos seus pilotos naquela temporada.

Em 2020, o desempenho melhorou um pouquinho. Christian Eckes e Raphael Lessard também só venceram uma corrida somados, mas o primeiro de fato chegou aos playoffs.

Foi a gota d’água para Busch promover uma verdadeira reformulação em sua equipe para este ano. Em vez de apostar somente em jovens descobertos pela Toyota, ele buscou alguém mais experiente. O escolhido foi John Hunter Nemechek, que teve um ano de altos e baixos na Cup em 2020.

Nemechek ainda é jovem. Tem 24 anos de idade, mas já acumula mais de 100 corridas de experiência na Truck Series. Ao lado dele, o time promoveu Chandler Smith, outro dos jovens que fazem parte da “academia” da Toyota.

A aposta em Nemechek vem dando resultado. O piloto venceu a etapa da Las Vegas, no fim de semana, em uma dobradinha da equipe de Kyle Busch, com o patrão terminando na segunda colocação. Até lembrou os bons tempos de 2014.

Essa foi a primeira corrida convencional, digamos assim, de 2021. Antes, a Truck Series só tinha andado em um super-oval e em um misto, ambos em Daytona. Ainda assim, Nemechek tinha sido o sétimo na abertura no campeonato e, mesmo enfrentando um pneu furado na etapa seguinte, recebeu a bandeirada em terceiro.

Quem vai correr pela Toyota na Nascar?

Assim, fica a dúvida: será que neste ano a equipe de Kyle Busch conseguirá bater o recorde de 14 triunfos em 2014?

Pode parecer surpreendente Nemechek ter deixado uma vaga na principal divisão da Nascar para voltar à Truck Series. Mas a lógica por trás dessa decisão é que a Toyota pretende investir cada vez mais na Cup.

A montadora já percebeu que contar com apenas uma equipe (a de Joe Gibbs) não é uma boa estratégia. Em um dia que eles não andarem bem, acabou a chance de vitória. É a situação oposta à de Ford (com Stewart-Haas e Penske) e Chevrolet (Hendrick, RCR e Ganassi). E isso fica mais nítido em super-ovais, onde ter mais carros costuma ser uma vantagem: maior as chances de alguém escapar de um big one e de os pilotos se encontrarem na pista para se empurrarem rumo à vitória.

Foi por isso que a montadora colocou dinheiro na 23XI, a nova esquadra de Denny Hamlin e Michael Jordan.

A tendência é que Toyota invista ainda mais a partir do ano que vem, por causa da estreia do novo carro da Nascar, o que deve abrir novas vagas no grid. E Nemechek é um dos pilotos de olho nelas.

Outros são Daniel Hemric e Ty Dillon, que neste ano estão competindo pela equipe de Joe Gibbs na Xfinity.

Dos três, Hemric é quem está em uma situação mais delicada. Ele já foi apontado como a maior promessa dos EUA, mas jamais ganhou uma corrida nas três principais divisões da Nascar: acumula oito segundos lugares e 13 terceiros na Xfinity. Caso ele queira uma das vagas que a Toyota pode abrir na Cup, é bom que consiga reverter a sorte o quanto antes.

Você pode clicar aqui para conferir os resultados completos da etapa de Las Vegas da Nascar Truck Series, assim como os das principais categorias do automobilismo mundial no fim de semana.

Nascar, Nascar Truck Series, Toyota, Kyle Busch Motorsports, Kyle Busch, Erik Jones, Bubba Wallace
A temporada 2014 foi história para a equipe de Kyle Busch na Nascar Truck Series – fotos do post: toyota gazoo racing/divulgação