Felipe Nasr, Pipo Derani, Imsa, vitória

Felipe Nasr e Pipo Derani: a primeira vitória brasileira de 2021

Talvez você já tenha escutado que o ano só começa depois do Carnaval. Para os pilotos brasileiros, a realidade não poderia ser mais diferente. Foi o que mostraram Felipe Nasr e Pipo Derani, que venceram a corrida de classificação das 24 Horas de Daytona, da Imsa.

Desde que comecei o World of Motorsport, tenho monitorado o desempenho dos pilotos brasileiros pelo mundo e contabilizado as vitórias conquistadas por cada um deles. E o que eu descobré que os representantes do país costumam ter bom desempenho em janeiro, considerado um mês de menor atividade e de poucas corridas.

O desempenho costuma ser tão bom que desde 2010, ano em que criei este site, houve ao menos uma vitória em janeiro dos representantes do país nas pistas.

Mas essa sequência estava ameaçada em 2021, por tudo o que está acontecendo no mundo. A Toyota Racing Series, onde os brasileiros costumam lutar pelas primeiras colocações, neste ano foi proibida de receber estrangeiros e só contou com neozelandeses no grid.

Também não houve representantes do Brasil na F4 dos Emirados Árabes, campeonato que costuma atrair quem está fazendo a transição do kartismo para os carros de fórmula, nem na Imsa Prototype Challenge, categoria preliminar das 24 Horas de Daytona, onde Leo Lamelas e Jonatan Jorge levaram o país ao alto do pódio nos dois últimos anos.

Isso sem falar no cancelamento das 12 Horas de Bathurst e das mudanças de data em cima da hora da F3 Asiática, cuja primeira rodada ficou só para fevereiro.

Assim, a pressão para que a primeira vitória brasileira em 2021 saísse ainda em janeiro ficou toda para as 24 Horas de Daytona, corrida que está marcada justamente para o último fim de semana do mês.

As chances de um brasileiro ganhar em Daytona são grandes. Augusto Farfus, por exemplo, triunfou nas duas últimas edições na divisão GTLM. Nasr e Derani bateram na trave nos dois últimos anos, enquanto Helio Castroneves é o atual campeão da Imsa.

Mas para 2021 houve uma mudança no regulamento. Como a temporada passada terminou mais tarde que o normal pela remarcação das 12 Horas de Sebring de março para novembro, o Roar Before the 24, como os treinos coletivos de Daytona são chamados, ficaram para o penúltimo fim de semana de janeiro. Nos outros anos, ele acontecia apenas alguns dias após o Réveillon. Além disso, começou a ser disputada um corrida de classificação durante o Roar, de 100 minutos de duração e cujo resultado determina o grid de largada das 24 Horas.

A corrida de classificação em Daytona

A corrida de classificação foi realizada neste domingo, com pista secando. No começo da prova, o destaque foi Kevin Magnussen, em sua primeira aparição desde que deixou a F1. Mas a Ganassi, equipe para a qual o dinamarquês compete, errou no momento de fazer a troca para os pneus de pista seca, e ele caiu na classificação. Também houve acusações de que alguns times não mostraram tudo o que eram capaz com medo de ser mais afetados pela equalização dos carros (BoP) antes das 24 Horas.

No fim, Nasr e Derani, que haviam largado da última posição entre os protótipos DPi por uma punição, receberam a bandeirada na frente, garantiram a pole para a corrida do próximo fim de semana e mantiveram a sequência vitoriosa de brasileiros em janeiro. Agora fica a expectativa de os representantes do país ganharem também as 24 Horas de Daytona.

Você pode clicar aqui para ver os resultados completos da corrida de classificação da Imsa, assim como das principais categorias do automobilismo mundial no fim de semana.

E, abaixo, você pode ver a lista completa de pilotos brasileiros que venceram em janeiro, de 2010 para cá.

As vitórias do Brasil nas pistas em janeiro

2010: André Negrão (Brazil Open) e Lucas Foresti (Toyota Racing Series)
2011: Lucas Foresti (Brazil Open) e Vinicius Perdigão (USF2000 Winterfest)
2012: Lucas Foresti (Brazil Open) e Oswaldo Negri (24h de Daytona)
2013: Felipe Guimarães (Brazil Open), Bruno Bonifacio e Pipo Derani (Toyota Racing Series)
2014: Felipe Guimarães e Leandro Florenzo (Brazil Open) e Christian Fittipaldi (24h de Daytona)
2015: Tony Kanaan (24h de Daytona)
2016: Pedro Piquet (Toyota Racing Series), Pietro Fittpaldi (MRF Challenge) e Pipo Derani (24h de Daytona)
2017: Pedro Piquet (Toyota Racing Series)
2018: Christian Fittipaldi (24h de Daytona)
2019: Leo Lamelas (Prototype Challenge) e Augusto Farfus (divisão GTLM das 24 Horas de Daytona)
2020: Jonatan Jorge (Prototype Challenge), Caio Collet (Toyota Racing Series) e Augusto Farfus (24h de Daytona)

foto do topo: brian cleary/fgcom/divulgação

foto de Toyota Racing Series
A Toyota Racing Series costuma atrair brasileiros, mas este ano a categoria não tem estrangeiros – foto: toyota gazoo racing nz/fgcom/divulgação

Um comentário sobre “Felipe Nasr e Pipo Derani: a primeira vitória brasileira de 2021

  1. Pingback: IMSA Sportscars: Daytona – Roar Before the 24 – 22/01/2021 – RSR

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s