Há uma famosa frase atribuída ao personagem de Steve McQueen, no filme “Le Mans”, que diz “Racing is life. Anything that happens before or after is just waiting” (“Correr é viver. Tudo o que acontece antes ou depois é apenas esperar”, em inglês). E olha que em 2020 a gente esperou bastante.

Logo no segundo fim de semana de março praticamente todas as categorias do automobilismo mundial foram canceladas em cima da hora porque a situação mundial estava piorando rapidamente. Foram meses nos quais a única atividade de pista que tivemos foi no virtual, nos games e simuladores.

Em meio a isso tudo, se tem um dia que marcou o ano para mim foi 17 de maio. É porque naquele domingo, após dois meses de espera, os carros da Nascar foram enfim religados e receberam a bandeira verde em Darlington.

Ver a Nascar voltar às pistas foi a primeira boa notícia de 2020 depois de muito tempo. Naquela época, ainda não se falava de reabertura econômica. Foram semanas e semanas de notícias mostrando fechamento do comércio, ruas vazias pelo mundo e recordes de casos e de mortes.

Aí a Nascar voltou. E mostrou que havia uma luz no fim do túnel para tudo o que estávamos vivendo.

Aliás, deixa eu contar uma história dos bastidores aqui do World of Motorsport. Naquele fim de semana de março, em que os campeonatos foram cancelados, aproveitei para fazer uma lista de ideia de posts para as semanas seguintes, porque já estava na na cara que não iam ter corridas por algum tempo.

Dessa lista, saíram textos como “Quanto ganham os pilotos da Nascar”, um preview de como seria o 2020 de Dudu Barrichello e a história de quando Ayrton Senna deu um soco em Eddie Irvine.

Minha lista durou pouco mais de um mês de textos. Eu achava que era o suficiente para o mundo voltar ao normal…

Nesse tempo em que não houve corridas, também aproveitei para consertar alguns erros e bugs que tinham na parte técnica aqui do site. Era aquele trabalho de formiguinha de descobrir quais eram os problemas e tentar pensar em alguma possível solução.

A nova versão do site, digamos assim, foi ao ar em maio. Em junho, em um mês em que a F1 nem sequer tinha recomeçado, o World of Motorsport registrou sua maior audiência dos últimos sete anos. Em julho, com o calendário voltando mais ao menos ao normal, os acessos por aqui foram quase três vezes maiores que no mês anterior. E, em agosto, houve crescimento de 7% em relação a julho.

Em 2020, o site ainda teve o recorde histórico de acessos em um único dia – registrado em 2 de agosto – e fechou com um aumento na audiência de 107% em relação a 2019.

Crescer mais de 100% é mais comum para quem está começando, não para um site como o meu, que neste dia 1º completa 11 anos de existência.

Por essa razão, fica aqui meu muito obrigado para todo mundo que acessou o World of Motorsport em 2020 e contribuiu para que os recordes fossem quebrados. E fica também meu compromisso de manter a qualidade do conteúdo para que em 2021 os números sejam ainda maiores.

É difícil apontar um único motivo para esse crescimento repentino. Talvez porque, como o automobilismo foi um dos primeiros esportes a voltar, teve mais gente assistindo às corridas e, como consequência, mais gente procurando conteúdo sobre.

E talvez porque as categorias de base tenham caído no gosto. Em um ano muito ruim para os brasileiros nos principais campeonatos do automobilismo mundial, sem vitórias na F1, Indy, Formula E ou Super Formula, o jeito foi olhar para os certames menores. Daí muita gente começou a acompanhar a saga de Felipe Drugovich para se firmar entre os grandes da Europa, de Gianluca Petecof contra tudo e contra todos na F-Regional e de Dudu Barrichello na luta pelo título da USF2000.

Também deve ter ajudado o calendário louco, com corridas praticamente em todos os fins de semana, o que mantinha o interesse pelo esporte sempre em alta.

Aí fica a expectativa do que vai acontecer agora em 2021. Esperamos que seja um ano mais normal, com poucos cancelamentos e com as provas acontecendo conforme o previsto.

Mas também fica a torcida para que haja um pouco de maluquices. Afinal, foi muito legal acompanhar vitórias improváveis de Pierre Gasly e Sergio Pérez, o dia de George Russell na Mercedes e a Nascar correndo na maior tempestade no Roval de Charlotte.

E aqui no World of Motorsport você vai poder acompanhar tudo o que acontecer de mais improvável no esporte a motor.

foto do topo: jared c. tilton/chevy racing/getty images

Confira os outros textos do especial de fim de ano:
> 5 jovens promessas para ficar de olho em 2021
> Os melhores de 2020 no automobilismo mundial
As vitórias do Brasil em 2020 no automobilismo
As Agendas da velocidade de 2020
Quiz Autosport 2020
2020 World of Motorsport Rookie of the Year