Neste ano louco em que as corridas aconteceram por somente pouco mais de quatro meses, teve carro na pista até praticamente a Véspera de Natal. Era a Super Formula, do Japão, que realizou seu tradicional treino dos novatos nos dias 22 e 23 de dezembro.

Em outros anos, essa atividade era muitas vezes o primeiro contato de pilotos estrangeiros com a categoria nipônica. Porém, em 2020, um ano de fronteiras fechadas e de maior dificuldade de viagens entre os países, houve apenas um estrangeiro estreante na atividade: Enaam Ahmed.

O britânico o disputou as primeiras etapas da F3 em 2020, pela Carlin, mas deixou a equipe após três rodadas, por causa dos fracos resultados obtidos. Tanto que não pontuou nenhuma vez pela escuderia.

Agora, ele tenta retomar a carreira no Japão, onde já havia tomado parte da F3 local, testando pela B-Max, mesma escuderia com a qual Sergio Sette Câmara conquistou a pole-position em sua única aparição na Super Formula.

Sendo um dos menos experientes do grid, Ahmed não foi muito bem: encerrou as atividades com 17º tempo entre os 20 competidores.

Apesar do número baixo de estrangeiros, o treino dos novatos teve suas atrações.

Uma delas foi Naoki Yamamoto, que acabou de conquistar o tricampeonato da categoria, trocando de equipe. Ele deixou a Dandelion para andar pela Nakajima.

A escuderia do ex-F1 Satoru Nakajima tem sido uma das surpresas da Super Formula nos últimos anos. Em 2019, era a favorita ao título com o então estreante Alex Palou (hoje na Indy), mas uma quebra mecânica na última etapa do ano fez com a taça escapasse. Já no campeonato recém-finalizado, a Nakajima subiu ao pódio nas duas últimas etapas com o também novato Toshiki Oyu. O piloto venceu uma das baterias em Suzuka e foi o segundo na etapa final em Fuji.

Oficialmente, Yamamoto disse que a troca de time vale somente para os testes e foi feito a pedido da Honda. Mas nunca se sabe. Como a montadora só anuncia no começo de janeiro onde cada um de seus pilotos vai correr, o mistério sobre o destino de Yamamoto permanece.

Em sua nova casa, o tricampeão foi bem, liderando o primeiro dos dois dias de atividades em Fuji. O resultado o colocou na segunda colocação na soma dos tempos, terminando 0s218 atrás de Nirei Fukuzumi. Ironicamente, Fukuzumi foi justamente seu companheiro de equipe durante toda a temporada na Dandelion e tem se firmado como um dos mais velozes do grid em treinos coletivos.

Tomoki Nojiri, no único carro da Mugen, ficou com a terceira posição. Essa é a esquadra que iria receber Juri Vips para correr em 2020, antes de as fronteiras fechadas terem impedido que o jovem do Red Bull Junior Team chegasse ao Japão. Fica a dúvida para ver se a fabricante de energéticos continuará patrocinando um carro no campeonato em 2021.

Oyu, da Nakajima, foi o quarto, seguido por Nobuharu Matsushita, que substituiu Sette Câmara na B-Max após deixar a F2.

O futuro da Toyota na Super Formula

Do lado da Toyota, o treino dos novatos serviu para indicar quem será o substituto de Nick Cassidy na tradicional equipe TOM’S. O neozelandês está deixando o automobilismo japonês e, em 2021, se dedicará à Fórmula E.

Atual campeão da Super Formula Lights (novo nome da F3 Japonesa), Ritomo Miyata aparece como favorito. Mas estamos falando de um piloto que levou três anos para ser campeão da F3, tendo sido derrotado no período por muitos dos atuais nomes da Super Formula. Assim, resta ver se a TOM’S não vai escolher alguém mais experiente.

Nos treinos, Miyata não fez feio. Fechou com o oitavo posto na soma dos tempos, à frente do ex-F1 Kazuki Nakajima, no outro carro da TOM’S.

Ainda pela montadora, ganhador em Fuji, Sho Tsuboi terminou em sexto, à frente do novo companheiro de equipe, Sena Sakaguchi, que deve ganhar o assento na Inging do recém-aposentado Hiroaki Ishiura.

No nono lugar, Tatiana Calderón mostrou mais adaptação à Super Formula após uma primeira temporada complicada na categoria, enquanto Sacha Fenestraz, outro cotado à vaga aberta na TOM’S, completou o grupo dos dez primeiros.

Agora o automobilismo faz uma pausa para os últimos dias de 2020 e volta só em 2021.

Confira os resultados completos do treino dos novatos da Super Formula em Fuji (clique na imagem para ampliar, se necessário):