F1, Fórmula 1, Imola, GP de San Marino, GP da Emilia Romagna, Ayrton Senna

Por que a etapa da F1 em Imola não é o GP de San Marino?

Após 14 anos, a F1 volta no fim de semana ao circuito de Imola. Mas quem se acostumou a ver o GP de San Marino por lá dessa vez vai precisar se adaptar a um novo nome. É que a prova foi batizada como GP da Emilia Romagna.

Mas por que a corrida mudou de nome?

Em primeiro lugar, é preciso explicar que os nomes são marcas. Por exemplo, “GP do Brasil”, “GP do Reino Unido” e “GP da Alemanha”. E as empresas que organizam as etapas têm o direito de explorá-las.

Por serem marcas, não faz sentido que duas empresas diferentes possam usar o mesmo nome em seus eventos. Então, tradicionalmente, mesmo que um país receba duas corridas no mesmo ano, elas não podem ter a mesma marca.

Isso explica por que a prova deste em Nurburgring não foi conhecida como o GP da Alemanha. A empresa que organizou a corrida é diferente da que tem o direito sobre o nome “GP da Alemanha”. Assim, a etapa precisou buscar outro nome, sendo batizada de GP de Eifel.

No caso de Imola, a história do nome é um pouco mais complicada. A pista entrou no calendário da F1, em 1980, como GP da Itália. É que naquele ano o circuito de Monza estava em reformas, e a prova foi transferida de local.

Como Monza voltou a ser a sede do GP da Itália em 1981, o jeito que Imola encontrou para permanecer na F1 foi pedir para que a associação nacional (equivalente à CBA daqui) de um país vizinho – San Marino – passasse ser a responsável pela prova.

Isso significava que San Marino também acabaria sendo responsável por colocar dinheiro na corrida, como, por exemplo, pagar as taxas à F1.

Era uma forma de todo mundo sair ganhando. Os organizadores da etapa de Imola permaneceram na F1 e puderam lucrar com a corrida na região.

Já o país San Marino passou a ser conhecido mundialmente. Afinal, estamos falando de um local de apenas 61 km² (equivalente ao tamanho do bairro do Tremembé em São Paulo) e que está entre os menores do mundo. Se não fosse pela corrida da F1, talvez muita gente nem soubesse onde fica.

Só que aos poucos o preço para sediar uma corrida de F1 foi aumentando, e em 2007 a organização da categoria decidiu que nenhum país poderia receber duas corridas num mesmo ano. Foi o fim da linha para o GP de San Marino.

A volta de Imola à F1

Em 2020, por causa da pandemia, o calendário da F1 foi bastante modificado, sendo que não há corridas fora da Europa e do Oriente Médio. Para substituir as provas canceladas, a categoria estreou em alguns circuitos europeus, como em Mugello e no Algarve, e retornou a outras vias tradicionais, como Nurburgring e Imola.

Entretanto essas provas não voltaram ao calendário de graça. Elas precisaram pagar as taxas de inscrição à F1, embora tenham recebido um desconto por terem sido realizadas de última hora e sem poder vender ingressos por causa do coronavírus.

E quem está pagando pela corrida em Imola é o governo da região da Emilia Romagna, que quer promover o local e, no futuro, atrair mais turistas. A região não é um destino tão popular quanto a Lombardia (onde fica Milão) e o Lazio (onde está Roma) e tenta se destacar.

Assim, como é a Emilia Romagna que está pagando, eles batizaram a prova com esse nome em vez de reviver o GP de San Marino. Do ponto de vista econômico faz todo sentido, mas não deixa de ser uma pena para a tradição da F1.

Você pode clicar aqui para ver os resultados completos do GP de San Marino da Emilia Romagna da F1, assim como os das principais categorias do automobilismo mundial no fim de semana.

foto do topo: domínio público

O GP de San Marino foi marcado pela disputa entre Fernando Alonso e Michael Schumacher em 2005 – foto: formula1photos.tn38/CC BY-SA 2.5

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s