Felipe Drugovich, F2, Fórmula 2, 2020, MP, Silverstone

O ponto fraco de Felipe Drugovich virou ponto forte na F2

Quando escrevi sobre o que esperar de Felipe Drugovich na temporada 2020 da F2, o principal ponto de interrogação sobre o desempenho do brasileiro eram as classificações.

Afinal, ele vinha de uma temporada na F3 na qual não foi bem nas tomadas de tempo. Para se ter uma ideia, das oito classificações que ele disputou no campeonato passado da F3, em seis se posicionou na segunda metade do grid, a partir de 16º.

Esse desempenho complicava bastante sua busca por pontos, porque não dava tempo de se recuperar nas corridas e escalar o pelotão rumo aos dez primeiros. No fim, Drugovich marcou apenas oito pontos na temporada, todos devido a um sexto lugar em Hungaroring.

Neste ano, na F2, seu ponto fraco se tornou ponto forte. Com quatro classificações realizadas até agora, ele tem 7,25 de posição média de largada. A cereja do bolo foi a pole-position obtida em Silverstone, neste fim de semana. Mas antes ele já tinha partido da primeira fila na abertura do campeonato, no Red Bull Ring. A esses resultados se soma um décimo lugar na segunda etapa na Áustria e um 18º – o ponto fora da curva – em uma classificação conturbada na Hungria.

O que tem faltado agora é se adaptar aos novos pneus da F2 – com desgaste muito maior do que ele estava acostumado – e ter uma corrida perfeita, sem problemas mecânicos nem erros da equipe no pit-stop.

No Red Bull Ring, por exemplo, o segundo lugar na largada se transformou em oitavo na bandeirada. E, em Silverstone, Drugovich saiu da pole para cruzar a linha de chegada em sétimo.

O lado bom é que esses resultados acabam valendo boas posições da largada no domingo, graças à regra do grid invertido – situação que lhe rendeu a primeira vitória na temporada, na Áustria.

E a receita para estreantes chamarem a atenção em suas temporadas de estreia na F2 é justamente essa: terminar a corrida do sábado dentro da zona de pontos para brigar por pódios e vitórias, no domingo, se beneficiando da regra do grid invertido.

Drugovich não só tem seguido essa receita à risca como também tem impressionado nas classificações. E esse desempenho pode acabar abrindo portas para ele no futuro.

A equipe de Felipe Drugovich na F2 2020

Lembrando que o brasileiro compete pela MP, uma equipe média na categoria. Antes de a temporada começar, até dava para imaginar que essa escuderia poderia lutar por bons resultados, mas muito por causa do companheiro de Drugovich, o japonês Nobuharu Matsushita.

Aos 26 anos de idade, o piloto nipônico está em sua quinta temporada completa na F2. Em busca da superlicença – e de uma possível vaga na F1 -, ele recusou uma proposta da Honda para correr na Super Fórmula, do Japão, neste ano para ficar mais um ano na Europa em busca de subir à principal categoria do automobilismo mundial.

Se a expectativa era Matsushita lutar pelo título em 2020, a realidade é que após quatro etapas, o brasileiro dominou a MP completamente. Até a corrida do sábado em Silverstone, Drugovich soma 41 pontos, contra sete do experiente parceiro.

Agora fica a expectativa para ver se o brasileiro vai conseguir extrair o máximo do carro também nas corridas e melhorar ainda mais o desempenho ao longo da temporada 2020 da F2. Ainda assim, sem dúvida nenhuma, ele é uma das grandes revelações deste começo de automobilismo pós-pausa da pandemia.

Você pode clicar aqui para ver os resultados completos da F2 em Silverstone, assim como os das principais categorias do automobilismo mundial no fim de semana.

Felipe Drugovich, F2, Fórmula 2, 2020, MP, Silverstone
Felipe Drugovich conquistou, em Silverstone, sua primeira pole-position na F2 2020 – fotos do post: dutch photo agency/kgcom/divulgação

2 comentários sobre “O ponto fraco de Felipe Drugovich virou ponto forte na F2

  1. Agora a MP deveria investir todas as fichas no carro do Drugovich, concerteza com um carro melhor e sem erros da equipe ele consegue resultados melhores.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s