Racing Point RP20, F1 2020, Formula 1, novos carros da F1 2020, Racing Point 2020, RP20

Novos carros da F1 2020 – Racing Point RP20

Pilotos da Racing Point na F1 2020:
11 – Sergio Pérez (MEX)
18 – Lance Stroll (CAN)

Equipe mais eficiente do grid. Era assim que a antiga Force India era conhecida após ter terminado as temporadas de 2016 e 2017 da F1 na quarta colocação no Mundial de Construtores, gastando apenas uma fração do orçamento de suas adversárias (cerca de 30% da Mercedes e menos da metade de Ferrari e Red Bull).

Quando o bilionário Lawrence Stroll tomou o controle do time, rebatizando-o para Racing Point no começo de 2019, a expectativa era que o dinheiro trazido por ele melhorasse ainda mais os resultados da esquadra.

Mas o que se viu no ano passado foi justamente o contrário. A equipe andou para trás. Terminou na sétima colocação entre os Construtores, e Sergio Pérez, seu principal piloto, enfrentou um jejum de oito corridas fora da zona de pontos, o maior de sua carreira até aqui.

É pressionada por retomar os bons resultados e mostrar a Stroll e seus sócios que eles fizeram um bom negócio que a Racing Point começa a temporada 2020 da F1.

Aliás, já se sabe que esse será o último ano da esquadra na principal categoria do automobilismo mundial. A partir de 2021, o time receberá o nome da Aston Martin, uma vez que Stroll e seus sócios se tornaram acionistas da tradicional montadora britânica.

Nessa tentativa de voltar a seus melhores dias, a Racing Point surpreendeu com seu novo carro para a temporada 2020 da F1, o RP20. É que ele é muito parecido com a Mercedes W10, veículo guiado por Lewis Hamilton e por Valtteri Bottas no ano passado. Veja mais abaixo a comparação entre os dois modelos.

As semelhanças são muitas, a começar pelo bico, que tem um círculo na parte dianteira, antes de uma estrutura mais reta e uniforme, que segue até o monocoque. Até o ano passado, somente a Mercedes tinha optado por uma peça assim.

Entre as demais mudanças inspiradas na marca alemã estão os sidepods, cuja entrada de ar está mais arredondada e mais próxima do solo que no modelo do ano passado, e um menor rake (diferença de altura em relação ao solo entre a traseira e a dianteira do carro. Muito diferente da Red Bull, por exemplo, equipe que prefere um rake altíssimo e bastante agressivo em seus modelos.

A inspiração na Mercedes não é por acaso. Além de a montadora alemã ter dominado a era híbrida da F1, ela é uma parceira de longa data da Racing Point. Há alguns anos a equipe de Stroll tem comprado o motor, a caixa de câmbio e toda a parte traseira do carro da fabricante germânica.

Além disso, Esteban Ocon, cuja carreira é administrada pela Mercedes, foi piloto da Force India em 2017 e 2018.

Copiar uma equipe de ponta não é novidade na F1. A Ferrari tem um acordo com técnico, que permite a Haas comprar dela todos os componentes que o regulamento liberar. E, nas últimas temporadas, Red Bull e Toro Rosso (agora AlphaTauri) têm prometido trabalhar de forma mais integrada.

Agora resta ver se a aposta da Racing Point em copiar a Mercedes será o suficiente para levar a escuderia de volta ao quarto lugar nos Construtores, em uma temporada em que tanto McLaren quanto Renault esperam evoluir ainda mais em termos de desempenho.

PONTOS FORTES DA RACING POINT 2020

A Racing Point é uma das poucas equipes capazes de mudar o rumo de uma temporada. Em 2019, após o jejum de corridas sem pontuar de Pérez, o mexicano terminou todas as outras etapas (com exceção do abandono em Singapura) entre os dez primeiros colocados. Ou seja, se o carro que nasceu mal no ano passado fechou o campeonato bem, um bem nascido RP20 pode ir cada vez melhor em 2020.

PONTOS FRACOS

O grande ponto de interrogação da Racing Point é o desempenho de Lance Stroll, filho do dono da equipe. No ano passado, o jovem piloto canadense pontuou em somente seis corridas. É verdade que, por causa da estratégia, quase venceu o GP da Alemanha. Mas, nas demais, não passou do nono lugar.

Se a escuderia mira o quarto lugar no Mundial de Construtores, Stroll pode ser a âncora que impedirá o time de sair do lugar.

Racing Point RP20, F1 2020, Formula 1, novos carros da F1 2020, Racing Point 2020, RP20
Para despistar, a Racing Point tinha apresentado o novo carro para a temporada 2020 da F1 ainda com o bico antigo
Racing Point RP20, F1 2020, Formula 1, novos carros da F1 2020, Racing Point 2020, RP20, Sergio Pérez, Lance Stroll
Sergio Pérez e Lance Stroll seguem como os pilotos da Racing Point para a temporada 2020 da F1 – fotos do post: racing point/divulgação

Abaixo você pode clicar nos links em azul para ver sobre os novos carros da F1 2020:
> Ferrari SF1000
> Mercedes W11
> Red Bull RB16
> Haas VF-20
> Alfa Romeo C39
> Renault R.S.20
> Williams FW43
> McLaren MCL35
> AlphaTauri AT01

 

Um comentário sobre “Novos carros da F1 2020 – Racing Point RP20

  1. Pingback: Na F1, o coronavírus veio na pior hora para Sergio Pérez – World of Motorsport - Turbocargo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s