foto do carro de Sergio Sette Câmara

As opções de Sergio Sette Câmara para 2020

Onde Sergio Sette Câmara vai correr em 2020?

Essa é a pergunta feita desde que o brasileiro foi o destaque da última etapa da temporada 2019 da F2, em Abu Dhabi — quando ganhou uma das corridas e subiu ao pódio na outra —, e de quebra obteve a superlicença, documento obrigatório para participar da F1.

Como todas as vagas na F1 já estão ocupadas para o ano que vem, restam duas opções para ele: continuar na F2 por mais um ano, de olho na F1 em 2021, ou seguir carreira em outro campeonato profissional – com a Indy aparecendo como principal destino.

Escolher entre a F2 e a Indy também significa pensar a carreira a curto ou a longo prazo.

Em primeiro lugar, com a superlicença conquistada, ficar na categoria de acesso por mais um ano parece uma boa ideia. Afinal, o mercado de pilotos da F1 para a temporada 2021 deve ser bastante intenso.

Muitos pilotos das equipes principais, como Lewis Hamilton, Sebastian Vettel e Alexander Albon ficam sem contratos no fim de 2020, assim como boa parte de quem compete pelas escuderias médias e pequenas.

Além disso, como só houve duas mudanças no grid deste ano para o ano que vem, a tendência é que haja maior movimentações em 2021. Isso sem falar nos boatos envolvendo a chegada de novas equipes, como a Campos e a Panthera. É nesse contexto que Sette Câmara pode se dar bem e garantir uma vaga na F1.

Só que há dois poréns. O primeiro é que essa é uma decisão de curto prazo. Vamos dizer que o brasileiro realmente chegue à principal categoria do automobilismo mundial em 2021. Vai ser muito difícil que ele um dia avance às grandes equipes.

Hoje, a F1 está sendo tomada por uma nova geração formada por Max Verstappen, Charles Leclerc, Albon, Esteban Ocon, George Russell, Carlos Sainz e Lando Norris. A tendência é que nos próximos anos eles ocupem as principais vagas. Sette Câmara, portanto, pode correr o risco de ter uma carreira como de Nico Hulkenberg, Romain Grosjean ou Sergio Pérez, que passaram por um monte de equipes medianas, mas jamais tiveram chances de serem competitivos.

Por essa razão, chegar à F1 é uma decisão de curto prazo. É uma questão de ser o próximo representante no país no certame, não de ser firmar nele.

Sergio Sette Câmara na F2?

O outro ponto negativo é que praticamente não há mais boas vagas na F2 em 2020. A Dams, equipe pela qual o brasileiro correu neste ano, já anunciou que sua dupla no ano que vem será Dan Ticktum e Sean Gelael. A poderosa Prema contará com Mick Schumacher e Robert Shwartzman. A ART já assinou com Marcus Armstrong e deverá ter Christian Lundgaard no outro carro. A UNI-Virtuosi terá sua dupla formada por Callum Ilott e Guanyu Zhou, enquanto a HWA contará com Giuliano Alesi e Artem Markelov.

Sette Câmara, na verdade, é especulado em uma 11ª equipe, que estrearia na F2 em 2020: a Hitech. O time britânico é de propriedade do empresário russo Dimitry Mazepin, pai do piloto Nikita Mazepin, e que está tentando ser liberado pela FIA para se juntar à categoria no ano que vem. O time já está presente na F3 e opera todos os carros da W Series.

Correr por um time novato – mesmo em um que contará com toda a fortuna da família Mazepin – pode ser complicado, porque engenheiros e mecânicos ainda precisam aprender como o campeonato funciona. Pode levar um tempo até que todas as peças se encaixem.

Mas, em 2016, a Prema estreou na GP2 (como a F2 era conhecida antes) com Pierre Gasly e Antonio Giovinazzi e terminou como campeã. E, no ano passado, a Carlin retornou à categoria após dois anos afastada e foi a vitoriosa entre as equipes, justamente com Sette Câmara como um de seus pilotos e Lando Norris no outro carro. Então pode ser que a empreitada pela Hitech dê certo.

Sergio Sette Câmara na Indy?

A outra opção para o brasileiro seria correr na Indy. Ele é apontado como uma das escolhas da Dale Coyne, que recentemente rescindiu o contrato de Sébastian Bourdais. O mineiro disputa a vaga com o veterano James Hinchcliffe (demitido pela McLaren SP) e com o espanhol Álex Palou, novato sensação da Super Fórmula, do Japão, neste ano.

Outras opções para Sette Câmara nos EUA seriam a própria Carlin e a Foyt, duas das piores equipes da categoria.

Como as principais vagas da Indy para 2020 também já estão ocupadas, dá para afirmar que correr na F2 no ano que vem parece uma opção melhor para o brasileiro. Até porque, caso ele não encontre nada na F1, ele poderia migrar para os EUA em 2021 e tentar assinar por escuderias melhores que Coyne, Carlin ou Foyt.

Mas é aqui que entra a questão do longo prazo. Se a F1 hoje é dominada por jovens pilotos, a Indy está em plena mudança de geração. Bourdais, Helio Castroneves e Juan Pablo Montoya recentemente deixaram o campeonato. E mais cedo ou mais tarde os veteranos Scott Dixon, Will Power, Ryan Hunter-Reay, Simon Pagenaud, Takuma Sato e Tony Kanaan devem seguir o mesmo caminho.

Ou seja, há espaço, sim, nos EUA para Sette Câmara se firmar em uma grande equipe e no futuro lutar por vitórias e até mesmo por títulos.

E, se a opção for pelo longo prazo, por uma carreira nos EUA, o melhor é fazer a transição o quanto antes, para já se acostumar ao equipamento, às pistas e à cultura americana.

Você pode clicar aqui para ver os resultados completos de Sergio Sette Câmara em Abu Dhabi, assim como os das principais categorias do automobilismo mundial no último fim de semana.

foto do topo: james gasperotti/quick comunicação/divulgação

foto de Sergio Sette Câmara
Sergio Sette Câmara terminou a temporada 2019 da F2 em alta, com vitória e pódio em Abu Dhabi, o que ajuda nas negociações para o próximo ano – foto: dutch photo agency/quick comunicação/divulgação

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s