foto de Josef Newgarden

O conflito de interesses de Roger Penske como novo dono da Indy

A semana começou com uma bomba na Indy. A categoria americana, assim como o oval de Indianápolis, foi comprada por Roger Penske e por suas empresas.

O negócio ainda precisa ser aprovado pelas autoridades dos EUA , mas a expectativa é que seja tudo confirmado até o começo de 2020.

Com a venda, a família George deixa o automobilismo americano (ao menos por enquanto) praticamente um ano após a morte de Mari Hulman George, matriarca de Indianápolis que morreu em 3 de novembro de 2018.

E assim que a notícia da compra da Indy foi divulgada, surgiu a dúvida sobre se há conflito de interesse agora que Roger Penske é o dono da Indy, ao mesmo tempo em que tem uma equipe em seu próprio campeonato.

A Penske deve continuar na Indy?

São dois os argumentos para quem defende que não há problemas em um dos participantes da Indy ser justamente o dono da categoria.

O primeiro é que ninguém reclamou da compra. Na própria entrevista coletiva dada nesta segunda em Indianápolis, Roger Penske disse que tem credibilidade suficiente para não ser questionado sobre, por exemplo, fazer regras que beneficie sua escuderia. E, de certa forma, ele tem razão. A grande maioria dos demais donos de equipe, como Chip Ganassi, Michael Andretti e Zak Brown, foram só elogios ao novo chefão da Indy.

E o outro argumento era que Tony George, o antigo dono da Indy e filho de Mari Hulman, já teve um time quando era dono da categoria americana.

Por outro lado, também pode-se argumentar que pegaria muito mal para a credibilidade da Indy, num momento crucial como sua venda, se Ganassi, Andretti ou Brown criticassem a compra por parte de Roger Penske via comunicado à imprensa.

Muito mais fácil mandarem mensagens públicas de parabéns ao novo dono e, a portas fechadas, cobrarem transparência para que a Penske não acabe beneficiada.

E quanto à equipe de George, é uma comparação injusta. Enquanto a Penske tem sido um dos principais times dos últimos 30 anos, a Vision, como a escuderia era chamada, jamais teve qualquer resultado relevante.

Ela existiu de 2005 a 2009, jamais ganhou uma corrida e o melhor desempenho foram dois décimo lugares na tabela de Thomas Scheckter. A principal função da equipe de George era aumentar o número de carros correndo, em uma época na qual a Indy passava longe de colocar 20 pilotos participando de todas as etapas.

Muito diferente da Penske, que é a atual campeã e também atual vencedora das 500 Milhas de Indianápolis e que agora poderá se beneficiar das decisões políticas do campeonato.

Fora que também haverá dúvidas sobre o trabalho do diretor de provas e dos comissários. Eles são funcionários da Indy, portanto vão ter seus salários pagos por Roger Penske, ao mesmo tempo em que vão decidir por eventuais punições aos pilotos da própria Penske em incidentes de corrida. No mínimo abre margem para questionar cada decisão que eles tomem nessas horas.

Por essa razão, em nome da transparência do campeonato, seria melhor a Penske deixar a categoria. A equipe já está entre as grandes da Nascar, da Imsa e da Supercars, da Austrália, então continuaria em atividade – e bastante competitiva – mesmo se ausentando da Indy.

foto do topo: scott r. lepage/lat/chevy/divulgação

foto de Roger Penske
Roger Penske agora é o chefão da Indy e também o chefão da Penske. Pode? – foto: healthiermi, CC BY-SA 2.0

 

2 comentários sobre “O conflito de interesses de Roger Penske como novo dono da Indy

  1. Eu acho que pode.

    Kevin Kalkhoven já foi diretor da ChampCar e dono de equipe/fornecedor de motor, e ninguém parecia se importar com isso. Existem casos em outros esportes estadunidenses.

    Talvez eles saibam lidar melhor com isso que nós e os europeus.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s