foto de Chase Elliott

Os playoffs mais difíceis da Nascar

A etapa da Nascar em Talladega nunca decepciona. Adiada para esta segunda-feira, dia 14, por causa da chuva no fim de semana, a corrida no maior oval da categoria não só teve uma chegada no photochart – com apenas 7 milésimos separando os dois primeiros colocados – como também embaralhou a disputa pelas vagas restantes na próxima fase dos playoffs.

Tudo porque o vencedor, Ryan Blaney, não estava entre os mais cotados para avançar no no mata-mata da Nascar.

E pelas regras da categoria americana, ao ganhar uma corrida, os pilotos passam automaticamente de fase nos playoffs, mesmo que abandone as demais etapas. Assim, Blaney já carimbou vaga nas semifinais.

Além dele, Kyle Larson, outro que não vinha tendo um bom desempenho (enfrentava um jejum de mais de dois anos sem vitórias), triunfou na prova anterior, em Dover, e também se classificou nos playoffs.

Caso não fosse a regra do avanço automático por vitórias, esses dois pilotos poderiam ter problemas na hora de arrumar uma vaga nas semifinais, quando oito competidores continuarão na disputa pelo título.

É que, levando em conta apenas a pontuação deles, Larson teria 3069, somente 13 pontos acima da nona colocação, o primeiro eliminado. E quem ocupa esse posto é justamente Blaney, que precisaria ganhar ao menos uma posição para não cair fora já nas quartas-de-finais.

Mas como os dois já estão garantidos na próxima fase, pilotos considerados favoritos no começo do mata-mata é que agora estão precisando de milagres – situação que não era esperada no começo da parte decisiva da temporada.

Quem pode ser eliminado na Nascar 2019

Um bom exemplo é Chase Elliott. Com três vitórias ao longo do ano, mas nenhuma na atual fase dos playoffs, ele precisa descontar 22 pontos em relação à zona do corte, na próxima etapa, no Kansas, para conseguir avançar.

Clint Boywer, que anda pela outrora poderosa Stewart-Haas, está dois pontos atrás de Elliott.

E nem mesmo o atual campeão, Joey Logano, está a salvo. O piloto da Penske é quem está na “bolha”, como é chamado quem ocupa a última colocação entre os que estariam classificados para a próxima fase. O problema para ele é que se alguém abaixo dele na tabela ganhar no Kansas, como Elliott ou Bowyer, ele é que corre o risco de ser eliminado.

Fora que mesmo Kevin Harvick (36 pontos acima do corte) e Kyle Busch (41 acima) não podem se dar ao luxo de abandonar a corrida do Kansas, logo no começo, por causa de um problema mecânico ou acidente. Do contrário, há, sim, a chance de deixarem a luta pelo título devido a alguma combinação de resultados.

Por outro lado, diferentemente de Talladega, a etapa do Kansas não costuma ter grandes surpresas. Ou seja, se Harvick e Busch terminarem entre os dez primeiros – o que se espera deles -, devem avançar tranquilamente para a próxima fase. Daí para baixo é que a situação complica.

A corrida do Kansas da Nascar 2019 está marcada para este domingo, dia 20.

E você pode clicar aqui para ver os resultados completos da Nascar em Talladega, assim como os das principais categorias do automobilismo mundial no fim de semana.

foto do topo: andrew coppley/chevy/divulgação

foto de Kyle Larson
Kyle Larson encerrou um jejum de mais de dois anos de vitória na Nascar, em 2019 – foto: andrew coppley/hhp/chevy/divulgação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s