foto do Lada TCR

Um Lada TCR longe da Rússia

O Mundial de Carros de Turismo, de 2005 a 2017, se chamava WTCC e tinha um pacote de regras único, que praticamente não era usado em nenhum outro campeonato do mundo.

Quem percebeu o esgotamento desse sistema foi a Lada, que abandonou o WTCC, no fim de 2016, para ser juntar ao TCR, plataforma de carros de turismo de – relativo – baixo custo e que estava se tornando cada vez mais popular em diversos países do mundo – incluindo na própria Rússia, casa da montadora.

Depois, o próprio WTCC incorporou o regulamento TCR, dando origem ao WTCR desde o começo do ano passado.

Só que a saída da Lada do WTCC também significou que a marca estava abandonando as provas internacionais. E desde 2017 seus carros estavam presente apenas nas corridas na Rússia.

Mas um Lada começou a ser visto no campeonato alemão de TCR, há dois fins de semana. Pilotado pelo germânico Jan Seyffert, o equipamento (da foto em destaque) participou das etapas de Zandvoort e de Nurburgring, ambas realizadas em agosto.

Lada no WTCR?

Só não se apresse! Essa participação na Alemanha não deve significar — ao menos por hora — um retorno da Lada ao Mundial.

Hoje, apesar de as regras do TCR terem custos mais baixos, o orçamento para tomar parte do WTCR ficou bastante elevado, principalmente após a chegada de Lynk & Co e Hyundai, que não pouparam investimentos para serem competitivas, além da evolução da Honda. Ou seja, se a Lada quiser retornar ao Mundial brigando pelas primeiras posições, precisará desembolsar muito mais dinheiro do que tem feito para andar na Rússia.

Mas essa aparição na Alemanha até pode ser um primeiro passo de uma expansão da marca pela Europa ocidental.

O que aconteceu é que Seyffert compete por uma equipe chamada Lubner, que já tinha adquirido um Lada TCR bem antes da atual temporada começar.

Só que desde o ano passado o carro só era usado no VLN, o campeonato alemão de corridas de longa duração, realizado em Nordschleife, no qual a Lubner também compete. E um de seus pilotos é justamente o chefe da divisão da Lada na Alemanha, Andrei Sidorenko.

Por já ter o Lada TCR na garagem e pela chance de testá-lo também em corridas mais curtas, a Lubner decidiu colocá-lo no TCR alemão. Segundo a equipe, é uma oportunidade de desenvolvê-lo para o futuro, uma vez que o Opel, modelo antes guiado por Seyffert, estava deixando a desejar.

Por enquanto os resultados com o Lada TCR ainda não decolaram. O piloto estreou em Zandvoort com um 15º lugar, mas melhorou em Nurburgring, ao terminar a segunda bateria – disputada debaixo de muita chuva – em oitavo, igualando o melhor desempenho obtido com o Opel. Mas, por causa do mau tempo, foi uma prova bastante atípica, com diversos favoritos tendo problemas nas primeiras voltas.

Aliás, você pode clicar aqui para ver os resultados completos do TCR alemão em Nurburgring – etapa que também contou com a presença de Thierry Neuville, estrela do WRC, – e clicar aqui para conferir o que aconteceu nas principais categorias do automobilismo mundial no último fim de semana.

foto do Lada TCR
Apesar da empreitada de Jan Seyffert, ainda será raro ver o Lada TCR longe da Rússia – fotos do post: adac/divulgação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s