foto Volkswagen ID.R

O carro mais rápido do mundo?

Qual é o carro mais rápido do mundo? Alguém pode falar que é o da Mercedes na F1 ou então algum da Indy durante a classificação das 500 Milhas de Indianápolis.

Tem também aquele SSC Bloodhound, um carro-foguete que está sendo fabricado para destruir todos os recordes já estabelecidos.

Mas a resposta é que depende. Vai variar sempre de onde o desempenho do equipamento será medido.

E, no último fim de semana, aconteceu o tradicional festival de Goodwood, onde veículos antigos, que fizeram história no esporte a motor, costumam ser exibidos. Entre as atrações de 2019, Rubens Barrichello voltou a pilotar o carro da Brawn após dez anos, enquanto Takuma Sato subiu em uma das McLaren de Ayrton Senna.

Além dos desfiles e também das apresentações de modelos que estarão nas pistas nos próximos anos, o festival tem uma competição cronometrada. E o vencedor é quem atravessar primeiro os 2,6 km de subida.

A subida de Goodwood

As fotos da subida de Goodwood são bastante tradicionais, e talvez você já deve ter visto alguma por aí. É aquela pista com barreiras de feno e público bem pertinho dos carros.

E neste ano a Volkswagen estava disposta a não só tentar vencer a competição, mas bater o recorde do traçado. A melhor marca era de Nick Heidfeld, que em 1999 tinha pilotado o carro da McLaren da temporada anterior da F1 e estabelecido 41s6.

Como os atuais carros de F1 são proibidos de participar da competição em Goodwood por questões de segurança, a marca de Heidfeld se manteve imbatível por todo esse tempo.

Para tentar superá-la, a Volkswagen fez algumas mudanças no carro elétrico que já havia vencido a subida de Pikes Peak, no ano passado. Afinal, a ideia era que ele tivesse muita potência e velocidade de uma só vez, já que o desafio era chegar aos 40s.

O escolhido para a tarefa foi Romain Dumas, duas vezes vencedor das 24 Horas de Le Mans e que já tinha pilotado o modelo ID.R da montadora alemã em Pikes Peak.

E não teve nem graça. Nos treinos de sexta, Dumas já anotou 41s1, se tornando o novo recordista de Goodwood. No sábado, a marca caiu ainda mais, com o francês se tornando o primeiro piloto a andar abaixo dos 40s no festival britânico – ele registrou 39s9.

Faltava só vencer a competição oficial, já que a tomada de tempo decisiva acontecia só no domingo. Por causa da chuva, todo mundo precisou tirar o pé. E Dumas registrou 42s3, mas garantiu a primeira colocação.

Assim, apesar de a Volkswagen ter o novo recorde em Goodwood, Heidfeld ainda é o dono da melhor marca na tomada de tempo oficial, pois o tempo que estabelecera com a McLaren, há 20 anos, tinha sido no domingo.

Curiosamente, o piloto alemão estava de volta ao festival no fim de semana. Pilotando o equipamento da Mahindra, da Formula E, ele terminou somente na oitava colocação, com 51s9.

O segundo lugar ficou com Petter Solberg, em um Volkswagen do rallycross, tendo anotado 47s8. Seu filho, Oliver, em um Citroën da mesma modalidade, veio em terceiro, mas 1s5 atrás do pai.

Sendo assim, levando apenas o festival de Goodwood em consideração, já podemos responder que o Volkswagen ID.R é o carro mais rápido do mundo.

Você pode clicar aqui para ver os resultados completos da tomada de tempo do domingo.

E clicar aqui para ver tudo o que aconteceu no fim de semana nas principais categorias do automobilismo mundial.

foto festival de Goodwood
Romain Dumas pilotando o carro elétrico da Volkswagen, que bateu o recorde do festival de Goodwood em 2019 – fotos do post: volkswagen/divulgação

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s