foto Paul Aron

Inimigo de Petecof mora ao lado na F4 2019

Dá para dizer que Gianluca Petecof divide o mesmo teto com o inimigo.

É que nesta semana a Mercedes anunciou a contratação do estoniano Paul Aron (na foto do topo), de 15 anos de idade e que está em sua primeira temporada nos monopostos, para seu programa de jovens pilotos. A ideia é que ele percorra o mesmo caminho de Esteban Ocon e George Russell e um dia vá para a F1.

Aron e Petecof são companheiros na F4. Ambos defendem a equipe Prema, tanto na versão alemã quanto na italiana da categoria. E, para quem não se lembra, o brasileiro integra a Academia da Ferrari.

Ou seja, agora temos um piloto ligado à Ferrari e outro à Mercedes, as duas principais rivais na F1 nos últimos anos, dividindo a mesma equipe.

Pode parecer estranho, mas essa prática é bastante comum nas categorias de acesso. Normalmente, os times da F1 querem que seus pupilos tenham o melhor equipamento possível à disposição, então costumam fazer acordo com as grandes escuderias dos certames menores, mas sem qualquer contrato de exclusividade.

O próprio Ocon viveu isso em 2014. Naquele ano, quando fazia parte do programa da Lotus, ele defendeu a mesma equipe Prema na F3 Euro e tinha como companheiro Antonio Fuoco, da Academia da Ferrari. O francês terminou a temporada como campeão, enquanto o italiano ficou em quinto na tabela.

Outro exemplo curioso aconteceu em 2016, quando a ART teve Charles Leclerc, Nirei Fukuzumi, Nyck de Vries e Alex Albon na GP3.

Leclerc defendia a Academia da Ferrari, Fukuzumi era protegido da Honda, e De Vries fazia parte da McLaren. Só Albon não tinha naquele momento vínculo com alguma equipe de F1, mas já tinha passado pelos programas de Red Bull e da Lotus. 

Apesar de parecer uma bagunça, deu certo para todos. Os quatro pilotos terminaram o campeonato entre os sete primeiros da tabela, com o monegasco sendo campeão e  pavimentando seu caminho rumo à F1.

Muitas vezes, nas equipes das categorias de acesso, acontece de haver um melhor equipamento ou um engenheiro mais experiente. Então acaba que algum dos pilotos recebe prioridade.

Mas aí fica a lógica de que vale mais a pena ter o segundo melhor carro à disposição do que assinar com outra esquadra e ficar longe da briga por pódios e vitórias.

Quem é Paul Aron da F4?

O jovem piloto estoniano é o irmão mais novo de Ralf Aron, campeão da F4 Italiana em 2015 e sexto colocado na temporada passada da F3 Euro, mas que não está correndo na atual temporada.

No kartismo, Paul Aron foi considerado um dos mais talentosos de sua geração. No ano passado, competindo na divisão OKJunior, foi campeão do Europeu de Kart e também da WSK Champions Cup, conhecida por ser a primeira competição do ano, entre outras conquistas.

Como ainda estava na divisão OKJunior, foi uma surpresa já ter feito a transição para a F4 nesta temporada em ver de subir para a OK. Mas neste começo de 2019 vem mostrando que a decisão foi acertada, ao já ter vencido uma vez na F4 Alemã e ter obtido uma pole e dois pódios na Italiana.

Você pode clicar aqui para ver os resultados completos da F4 Italiana em Hungaroring, assim como os das principais categorias do automobilismo mundial no fim de semana.

foto Paul Aron e Gianluca Petecof
Apesar de estarem ligados a equipes rivais da F1, Gianluca Petecof e Paul Aron (ambos de vermelho) mantêm a esportividade na F4 – fotos do post: acisport/divulgação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s