foto do carro de Gianluca Petecof

Altos e baixos de Gianluca Petecof na F4 Alemã 2019

Gianluca Petecof chamou a atenção na segunda etapa da temporada 2019 da F4 Alemã, disputada no Red Bull Ring.

Mas foi por um motivo curioso. É que na terceira bateria, ele se envolveu em um forte acidente, no qual o carro do argentino Giorgio Carrara raspou e deixou marcas no capacete de brasileiro (imagens mais abaixo).

Como a F4 é uma das categorias em que o halo ainda não foi implantado, o debate sobre a importância da peça que serve como proteção para a cabeça dos competidores voltou à tona. É verdade que Petecof saiu ileso do lance, mas o acidente serviu para lembrar os perigos enfrentados pelos pilotos.

Mais problemas para Petecof na F4 Alemã

Esse, aliás, não foi o único acidente que o brasileiro sofreu no fim de semana. Durante a classificação, ele já havia perdido o controle do carro da Prema na última curva do traçado, o que prejudicou sua posição de largada: como resultado foi obrigado a partir da 12ª colocação na primeira corrida e somente de 23º na segunda.

Mas o que se viu a partir daí foi uma pilotagem praticamente impecável do brasileiro. Como a pista do Red Bull Ring é de alta velocidade e favorece o vácuo e, consequentemente, as ultrapassagens, o piloto da Prema foi capaz de subir até o quinto posto na primeira bateria e, na segunda, foi ainda melhor, fechando em quarto – mesmo tendo largado ainda mais atrás.

Ao todo, ganhou 26 posições e na maior parte das ultrapassagens não correu nenhum risco desnecessário, mesmo que as largas áreas de escapa do traçado austríaco sejam geralmente um convite aos erros dos competidores.

Foi uma postura diferente da apresentada na rodada de abertura do certame, em Oschersleben, quando Petecof causou dois acidentes enquanto fazia corridas de recuperação e tinha um dos melhores carros da pista. Na ocasião, ele até mesmo recebeu uma bronca em público de um dos chefes da Prema.

Só que, apesar da recuperação na Áustria, é preocupante que em nenhuma das duas etapas realizadas até agora o brasileiro teve um fim de semana limpo e sem problemas.

Desperdiçar pontos é péssimo para as pretensões de título de qualquer competidor, mesmo para os que contam com o melhor equipamento. Em 2017, Felipe Drugovich era disparado o mais rápido na mesma F4 Alemã, tendo conquistado sete vitórias na campanha – mais que o dobro de qualquer outro piloto. No entanto, o brasileiro também teve seis corridas em que não pontuou (contando os abandonos), ficando só com o terceiro posto na classificação final.

Ou seja, é bom Petecof abrir o olho para não deixar pontos importantes escaparem antes que seja tarde demais.

Entretanto, apesar dos problemas nas duas primeiras rodadas, a situação do brasileiro na tabela de pontos da F4 Alemã 2019 não é das mais complicadas. Ele ocupa o sétimo posto, mas está apenas 22 pontos atrás do líder – cada vitória vale 25.

Poucos prejuízos para Petecof na F4

Um dos motivos é que o principal adversário de Petecof neste ano, o norueguês Dennis Hauger, também está tendo seus altos e baixos. Ele já conquistou duas poles e uma vitória, mas tem acumulado punições e acidentes, impedindo-o de pontuar constantemente.  Assim, ele é apenas o nono na tabela, sete pontos atrás do brasileiro.

O outro é que, com os dois favoritos tendo problemas nessas primeiras corridas, ninguém tem conseguido sobressair. O líder até agora é Theo Pourchaire, vindo da F4 Francesa, onde correu contra Caio Collet no ano passado.

Competindo pelo time júnior da Sauber, o francês é o único competidor que já subiu ao pódio três vezes em 2019. E o equilíbrio é tanto que, nas seis provas já realizadas, nove pilotos já fecharam alguma vez no top-3.

A tendência é que Petecof – e também Hauger – deixe os problemas de lado e faça valer o favoritismo nas próximas etapas, se recuperando na classificação. Mas fica o aviso para eles. Como são apenas sete rodadas para definir o campeão, já não há mais espaço para erros e punições. Do contrário, pode ficar tarde para uma reação.

Você pode clicar aqui para ver os resultados completos da F4 Alemã no Red Bull Ring, assim como os das principais categorias do automobilismo mundial no último fim de semana.

Foto do carro de Dennis Hauger
Dennis Hauger, da Van Amersfoort, também está tendo um começo de ano de altos e baixos na F4 Alemã – foto: adac/divulgação

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s