foto Lewis Hamilton Sebastian Vettel Canadá

Por que Vettel foi punido no GP do Canadá se não aconteceu nada?

Over officiating é uma expressão usada nos esportes para designar um árbitro que gosta de intervir na maior parte dos lances, em vez de deixar o jogo correr.

No automobilismo, não tem um árbitro nem é possível paralisar uma corrida para ficar marcando qualquer infração.

Mas a crítica que se faz ao GP do Canadá de 2019 é justamente ter acontecido o over officiating na punição de cinco segundos dada a Sebastian Vettel e que lhe custou a vitória.

Resumindo o que aconteceu, na volta 48, o piloto da Ferrari, que começava a ser pressionado por Lewis Hamilton, cometeu um erro entrada da curva 4 e saiu da pista. Para não perder a posição, ele voltou o mais rápido possível para o traçado normal, fechando a porta do adversário da Mercedes, que vinha logo atrás e precisou desviar da Ferrari. Os dois continuaram na corrida normalmente, mas Vettel foi penalizado pelos comissários.

O problema é que não aconteceu nada nesse lance que pudesse gerar uma punição.

Se Hamilton tivesse batido no muro e danificado seu carro ao tentar desviar de Vettel, daria para entender por que o piloto da Ferrari foi penalizado.

Se houvesse um toque entre os dois, que prejudicasse a Mercedes, também.

Da mesma forma, se Vettel e Hamilton tivessem batido e abandonado ali mesmo, os comissários estariam corretos em aplicar uma punição – para ser cumprida pelo alemão na próxima corrida.

O motivo da punição de Vettel no GP do Canadá

Só que não aconteceu nada demais, e os dois continuaram na corrida normalmente.

O que os comissários alegaram na hora de punir é que Vettel voltou à pista de uma forma pouco segura.

Não vou entrar no mérito de ser possível ou não frear um carro da F1 em cima da grama. Mas a justificativa dos comissários é muito fraca. O que Vettel fez é justamente o que se espera de qualquer piloto, ainda mais de um que esteja lutando pela vitória.

Ele cometeu um erro e tentou corrigir o quanto antes para não ser ultrapassado. Reação que acontece em disputas por posição no mundo inteiro. E é claro que nessas horas o competidor não está preocupado com todas as regras sobre a forma correta de voltar ao traçado.

Nesse momento, o ideal era que a postura dos comissários fosse de reagir à consequência do lance – um toque, acidente, abandono. Não que ele buscassem ativamente analisar a manobra – o tal over officiating – em que na prática não aconteceu nada.

Outro argumento que tem sido usado para defender a punição é dizer que Vettel poderia ter causado um batida com sua manobra. O famoso “e se”. “E se o piloto da Ferrari tivesse provado um acidente?” ou “e se o lance tivesse acontecido em área de alta velocidade, em que Hamilton não conseguisse desviar?”.

A resposta é simples a essas pessoas. Caso tivesse ocorrido uma batida, o alemão seria punido por ela. Como não aconteceu nada, o lance nem deveria ter sido investigado.

Para piorar, a emissora Sky, que faz a transmissão da F1 na Itália, encontrou um lance do GP de Mônaco de 2016, bastante similar ao da corrida do Canadá (assista abaixo). A diferença é que, naquela prova, quem retornou à pista de qualquer maneira após uma escapada foi o próprio Hamilton – que não recebeu nenhuma punição. Seria bom se os comissários canadenses pegassem algumas dicas com os que atuaram no Principado.

Por fim, é muito ruim que o resultado de pista de uma corrida seja modificado no tapetão.

Essa deveria ser a última consequência, reservada para ofensas gravíssimas. Por exemplo, para um carro que teve pane seca ou que não foi aprovado na inspeção técnica, ou para um piloto que causou uma batida ou então tenha cortado caminho para ganhar posição.

Talvez fosse o caso rever o livro de regras e modificar a punição para infrações mais leves. Por exemplo, em vez de tomar cinco segundos porque cruzou a linha branca de entrada ou saída dos boxes (quando não houvesse outro carro vindo) ou que tenha retornado à pista pelo lado errado do cone, o piloto levasse no máximo uma multa pesada e pontos na carteira. Mas nada que alterasse o resultado em si – e acabasse com o clímax da disputa na pista, como aconteceu no domingo em Montreal.

Você pode clicar aqui para ver os resultados completos do GP do Canadá de F1, assim como os das principais categorias do automobilismo mundial no fim de semana.

foto do topo: daimler/divulgação

foto da F1 no Canadá
No lance polêmico do GP do Canadá de F1, Vettel sai da pista em briga por posição com Hamilton – foto: reprodução/tv

 

 

Um comentário sobre “Por que Vettel foi punido no GP do Canadá se não aconteceu nada?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s