foto do carro de Will Power

Em busca da outra Tríplice Coroa

Depois de décadas de esquecimento, a Tríplice Coroa voltou a ser assunto no automobilismo. Tudo porque Fernando Alonso, ao perceber que sua carreira na F1 estava estagnada, colocou como objetivo igualar Graham Hill e vencer a tríade formada pelo GP de Mônaco, pelas 24 Horas de Le Mans e pelas 500 Milhas de Indianápolis.

Mas, após o vexame de não ter conseguido se classificar para a edição deste ano da tradicional prova americana, o espanhol, que já triunfou no Principado e também na corrida de resistência na França, vai precisar esperar ao menos mais um ano para enfim conseguir seu objetivo.

E, se o bicampeão da F1 ainda não anunciou o que fará no resto do ano, dá para dizer que há outra busca por uma tríplice coroa em 2019: a da Penske.

Mas no caso da esquadra americana, é uma tríade um pouco diferente da perseguida por Alonso. É que o time de Roger Penske tenta levar, neste ano, os títulos da Indy, da Nascar e da Supercars, da Austrália, onde também compete.

No ano passado, a tríplice da Penske escapou por pouco. Joey Logano foi o campeão da Nascar, enquanto Scott McLaughlin levantou a taça na Supercars. Mas, na Indy, justamente onde a equipe é sempre favorita, Josef Newgarden, Will Power e Simon Pagenaud não conseguiram superar a sequência de bons resultados de Scott Dixon, da Ganassi, que ficou com o título.

Neste ano, o primeiro passo da tríplice coroa da Penske já está praticamente definido. Só uma tragédia pode evitar que a escuderia termine em primeiro lugar na Austrália. Por lá, McLaughlin recebeu a bandeira quadriculada na frente em dez das 14 provas realizadas até agora e lidera o campeonato com folga.

Aliás, o segundo colocado na tabela é justamente seu companheiro de equipe, Fabian Coutlhard, que ganhou outras duas corridas. Ou seja, a diferença de McLaguhlin para um representante de outra equipe – Shane van Gisbergen, da Red Bull, é o terceiro – é de 415 pontos.

Ainda falta mais de meia temporada para ser disputada, mas a Penske tem sido imbatível. O principal trunfo da escuderia foi o desenvolvimento do novo Mustang, que estreou por lá neste ano.

O carro é tão bom que a organização da Supercars, por duas vezes, já obrigou a Ford a fazer mudanças no equipamento para deixá-lo mais devagar e evitar um passeio de McLaughlin. Nada disso deu certo, e a equipe da Ford continua acumulando primeiras colocações.

Problemas para a Penske na Indy

Na Indy, Newgarden lidera a tabela, enquanto Pagenaud ocupa a terceira colocação. Só que a principal crítica feita aos pilotos da Penske nos EUA é a sequências de altos e baixos em uma mesma temporada. E só ver que Newgarden ganhou uma das baterias de Detroit, no fim de semana, mas terminou a outra no muro.

Pagenaud varreu Indianápolis, com triunfos tanto no circuito misto quanto nas 500 Milhas, mas essas foram as únicas vezes que o francês terminou entre os cinco primeiros neste ano.

E Power, muitas vezes por problemas que fogem do seu controle, não consegue transformar seu bom desempenho em classificações em primeiros lugares na corrida. Ele já largou duas vezes na pole em 2019, mas segue sem vencer neste ano. Ao longo da carreira, já partiu da posição de honra em 51 oportunidades, enquanto subiu no degrau mais alto do pódio 33 vezes.

Não é surpresa, portanto, que Dixon, conhecido por não cometer erros (apesar da batida em Detroit) e sempre beliscar pódios já é pentacampeão da categoria.

Por fim, a parte mais difícil da tríplice coroa da Penske deve ser a Nascar. A equipe, sem dúvidas, foi uma das que mais rápido se adaptaram ao novo pacote aerodinâmico da categoria, tanto que Logano é o segundo colocado no campeonato, tendo ganhado uma prova, enquanto Brad Keselowski já tem três triunfos em 2019.

No entanto, as regras da Nascar dão muito espaço para o acaso: quatro pilotos chegam à última etapa do ano com chances de título, e o campeão será quem terminar na frente entre eles. No ano passado, deu certo, e Logano ficou com o título, mas não há nenhuma garantia que esse desempenho será repetido na atual temporada.

Você pode clicar aqui para ver os resultados completos da Indy em Detroit e das demais principais categorias do automobilismo mundial no fim de semana.

foto do carro de Joey Logano
Joey Logano conquistou o título da Nascar em 2018 para a Penske, mas defendê-lo é uma tarefa das mais complicadas – fotos do post: penske/divulgação

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s