imagem do Tarzan em desenho animado

A Curva do Tarzan do GP da Holanda de F1

Agora é oficial. Após 35 anos, o GP da Holanda voltará ao calendário da F1 em 2020 e será disputado no circuito de Zandvoort, o mesmo que recebeu a principal categoria do automobilismo mundial até meados da década de 1980.

Como a corrida deve acontecer no mês de maio, os organizadores têm menos de um ano para fazer as reformas necessárias. As mudanças devem acontecer na pista, afinal, agora é preciso acomodar carros mais rápidos que os da década de 1980, mas também na infraestrutura, como arquibancadas, paddock, salas para as equipes e para imprensa e nas vias que ligam o autódromo à cidade de mesmo nome. Até porque é comum ter trânsito pesado quando o DTM ou alguma outra categoria grande corre na Holanda.

Mas um dos trechos que não devem ser alterados é a famosa curva do Tarzan, a primeira logo após a largada e considerada o principal ponto de ultrapassagem deste traçado mais do que travado.

Aliás, você sabe por que essa parte da pista foi batizada com esse nome para lá de curioso?

Por que chama Curva do Tarzan?

Não é porque precisa da ajuda de um cipó para fazer a tangência. Na verdade, há algumas histórias sobre a origem da curva.

A mais famosa na Holanda e tratada como oficial é que, quando a pista foi construída, em 1948, um jardineiro era dono dessa parte do terreno e não estava muito interessado em vender sua propriedade para o autódromo.

Como o jardineiro era muito forte, ele era conhecido na região como Tarzan, em referência ao personagem do cinema.

Para tentar convencê-lo, os donos do futuro autódromo fizeram uma proposta: o trecho onde ficava sua plantação seria batizado como Curva do Tarzan (ou Tarzanbocht, em holandês) em homenagem a ele. O jardineiro aceitou, o acordo foi fechado, e assim nasceu o famoso trecho do circuito de Zandvoort.

Outras versões da história são mais simples. Uma delas diz que o rolo compressor usado, lá na década de 1940, para a construção da pista tinha apelido de Tarzan, aí o nome foi mantido até hoje.

A outra explicação é que o personagem dos cinemas fazia muito sucesso no pós-Segunda Guerra Mundial e tinha praticamente um filme lançado por ano. Então alguém pensou que seria uma boa batizar esse trecho da pista em homenagem a ele.

Assim, quando os pilotos forem testar em Zandvoort pela primeira vez e reclamarem que estão sem aderência no Tarzan, você já sabe que a reclamação é de a primeira curva do traçado estar escorregadia.

imagem do topo: Disney

imagem aérea do circuito de Zandvoort
A curva do Tarzan é a que fica na parte inferior esquerda, as duas pernas para direita após a reta principal – foto: otto karikoski – own work, CC BY-SA 4.0

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s